Sociedade Bíblica do Brasil
Sociedade Bíblica do Brasil

Dia 97 na Palavra

Texto(s) da Bíblia

A unidade da fé

1Por isso eu, o prisioneiro no Senhor, peço que vocês vivam de maneira digna da vocação a que foram chamados, 2com toda a humildade e mansidão, com longanimidade, suportando uns aos outros em amor, 3fazendo tudo para preservar a unidade do Espírito no vínculo da paz. 4Há somente um corpo e um só Espírito, como também é uma só a esperança para a qual vocês foram chamados. 5Há um só Senhor, uma só fé, um só batismo, 6um só Deus e Pai de todos, o qual é sobre todos, age por meio de todos e está em todos.

O santo ministério e o serviço dos santos

7E a graça foi concedida a cada um de nós segundo a medida do dom de Cristo. 8Por isso diz:

“Quando ele subiu às alturas,

levou cativo o cativeiro

e concedeu dons aos homens.”

9Ora, o que quer dizer “ele subiu”, senão que também havia descido até as regiões inferiores da terra? 10Aquele que desceu é também o mesmo que subiu acima de todos os céus, para encher todas as coisas. 11E ele mesmo concedeu uns para apóstolos, outros para profetas, outros para evangelistas e outros para pastores e mestres, 12com vistas ao aperfeiçoamento dos santos para o desempenho do seu serviço, para a edificação do corpo de Cristo, 13até que todos cheguemos à unidade da fé e do pleno conhecimento do Filho de Deus, ao estado de pessoa madura, à medida da estatura da plenitude de Cristo, 14para que não mais sejamos como crianças, arrastados pelas ondas e levados de um lado para outro por qualquer vento de doutrina, pela artimanha das pessoas, pela astúcia com que induzem ao erro. 15Mas, seguindo a verdade em amor, cresçamos em tudo naquele que é a cabeça, Cristo, 16de quem todo o corpo, bem-ajustado e consolidado pelo auxílio de todas as juntas, segundo a justa cooperação de cada parte, efetua o seu próprio crescimento para a edificação de si mesmo em amor.

A nova natureza

17Isto, portanto, digo e no Senhor testifico: não vivam mais como os gentios, que vivem na vaidade dos seus próprios pensamentos, 18tendo o seu entendimento obscurecido, separados da vida que Deus concede, por causa da ignorância em que vivem, pela dureza do seu coração. 19Tendo-se tornado insensíveis, eles se entregaram à libertinagem para, de forma desenfreada, cometer todo tipo de impureza.

20Mas não foi assim que vocês aprenderam de Cristo, 21se é que, de fato, ouviram falar dele e nele foram instruídos, segundo é a verdade em Jesus. 22Quanto à maneira antiga de viver, vocês foram instruídos a deixar de lado a velha natureza, que se corrompe segundo desejos enganosos, 23a se deixar renovar no espírito do entendimento de vocês, 24e a se revestir da nova natureza, criada segundo Deus, em justiça e retidão procedentes da verdade.

Exortações à santidade

25Por isso, deixando a mentira, que cada um fale a verdade com o seu próximo, porque somos membros do mesmo corpo. 26Fiquem irados e não pequem. Não deixem que o sol se ponha sobre a ira de vocês, 27nem deem lugar ao diabo.

28Aquele que roubava não roube mais; pelo contrário, trabalhe, fazendo com as próprias mãos o que é bom, para que tenha o que repartir com o necessitado.

29Não saia da boca de vocês nenhuma palavra suja, mas unicamente a que for boa para edificação, conforme a necessidade, e, assim, transmita graça aos que ouvem. 30E não entristeçam o Espírito Santo de Deus, no qual vocês foram selados para o dia da redenção. 31Que não haja no meio de vocês qualquer amargura, indignação, ira, gritaria e blasfêmia, bem como qualquer maldade. 32Pelo contrário, sejam bondosos e compassivos uns para com os outros, perdoando uns aos outros, como também Deus, em Cristo, perdoou vocês.

Efésios 4NAAAbrir na Bíblia

O lar cristão: filhos e pais

1Filhos, obedeçam a seus pais no Senhor, pois isto é justo. 2“Honre o seu pai e a sua mãe”, que é o primeiro mandamento com promessa, 3“para que tudo corra bem com você, e você tenha uma longa vida sobre a terra”.

4E vocês, pais, não provoquem os seus filhos à ira, mas tratem de criá-los na disciplina e na admoestação do Senhor.

O lar cristão: servos e senhores

5Quanto a vocês, servos, obedeçam a seus senhores aqui na terra com temor e tremor, com sinceridade de coração, como a Cristo, 6não servindo apenas quando estão sendo vigiados, somente para agradar pessoas, mas como servos de Cristo, fazendo de coração a vontade de Deus. 7Sirvam de boa vontade, como se estivessem trabalhando para o Senhor e não para pessoas, 8sabendo que cada um, se fizer alguma coisa boa, receberá isso outra vez do Senhor, seja servo, seja livre.

9E vocês, senhores, façam o mesmo com os servos, deixando as ameaças, sabendo que o Senhor, tanto deles como de vocês, está nos céus, e que ele não trata as pessoas com parcialidade.

A armadura de Deus

10Quanto ao mais, sejam fortalecidos no Senhor e na força do seu poder. 11Vistam-se com toda a armadura de Deus, para poderem ficar firmes contra as ciladas do diabo. 12Porque a nossa luta não é contra o sangue e a carne, mas contra os principados e as potestades, contra os dominadores deste mundo tenebroso, contra as forças espirituais do mal, nas regiões celestiais. 13Por isso, peguem toda a armadura de Deus, para que vocês possam resistir no dia mau e, depois de terem vencido tudo, permanecer inabaláveis.

14Portanto, fiquem firmes, cingindo-se com a verdade e vestindo a couraça da justiça. 15Tenham os pés calçados com a preparação do evangelho da paz, 16segurando sempre o escudo da fé, com o qual poderão apagar todos os dardos inflamados do Maligno. 17Usem também o capacete da salvação e a espada do Espírito, que é a palavra de Deus. 18Orem em todo tempo no Espírito, com todo tipo de oração e súplica, e para isto vigiem com toda perseverança e súplica por todos os santos. 19E orem também por mim, para que, no abrir da minha boca, me seja dada a palavra, para com ousadia tornar conhecido o mistério do evangelho, 20pelo qual sou embaixador em cadeias, para que, em Cristo, eu seja ousado para falar, como me cumpre fazer.

Saudações

21E, para que saibam como estou e o que estou fazendo, Tíquico, o irmão amado e fiel ministro do Senhor, lhes dará todas as informações. 22Eu o estou enviando a vocês com esta finalidade: para que conheçam a nossa situação e para que ele console o coração de vocês.

Bênção

23Paz seja com os irmãos e amor com fé, da parte de Deus Pai e do Senhor Jesus Cristo. 24A graça esteja com todos os que amam sinceramente o nosso Senhor Jesus Cristo.

Efésios 6NAAAbrir na Bíblia

A queda dos ídolos da Babilônia

1“Bel se encurva, Nebo se abaixa;

os ídolos são postos

sobre os animais,

sobre as bestas.

As cargas que vocês

costumavam levar

são canseira para os animais

já cansados.

2Esses deuses juntamente

se abaixam

e se encurvam;

não podem salvar a carga,

mas eles mesmos vão

para o cativeiro.”

3“Escutem, ó casa de Jacó

e todo o remanescente

da casa de Israel,

vocês que eu carrego

desde o ventre materno

e que levo nos braços

desde o nascimento.

4Até a velhice de vocês

eu serei o mesmo

e ainda quando tiverem

cabelos brancos

eu os carregarei.

Eu os fiz e eu os levarei;

eu os carregarei e os salvarei.”

5“Com quem vocês

vão me comparar?

A quem eu seria igual?

E que coisa semelhante

confrontarão comigo?

6Os que gastam o ouro da bolsa

e pesam a prata nas balanças

contratam um ourives

para que faça um deus;

e depois se prostram

e se inclinam diante dele.

7Eles o põem sobre os ombros,

levam-no e o põem no seu lugar,

e aí ele fica;

do seu lugar não se move.

Recorrem a ele,

mas nenhuma resposta ele dá

e não livra ninguém

da sua tribulação.”

8“Lembrem-se disso e animem-se;

pensem a respeito disso,

ó rebeldes.

9Lembrem-se das coisas passadas,

das coisas da antiguidade:

que eu sou Deus, e não há outro;

eu sou Deus, e não há

outro semelhante a mim.

10Desde o princípio anuncio

o que há de acontecer

e desde a antiguidade revelo

as coisas que

ainda não sucederam.

Eu digo: o meu conselho

permanecerá em pé,

e farei toda a minha vontade.

11Chamo uma ave de rapina

desde o Oriente;

de uma terra longínqua

vem o homem

do meu conselho.

Eu o disse e também o cumprirei;

fiz este plano,

também o executarei.”

12“Escutem, vocês

de coração obstinado,

que estão longe da justiça.

13Faço chegar a minha justiça,

e ela não está longe;

a minha salvação não tardará.

Estabelecerei em Sião o livramento

e em Israel, a minha glória.”

Isaías 46NAAAbrir na Bíblia

O Servo do Senhor é a luz dos gentios

1Escutem, terras do mar,

e vocês, povos de longe,

prestem atenção!

O Senhor me chamou

desde o meu nascimento,

desde o ventre de minha mãe

fez menção do meu nome.

2Ele fez a minha boca

como uma espada aguda,

na sombra da sua mão

me escondeu.

Ele fez de mim uma flecha polida,

e me guardou na sua aljava.

3E me disse: “Você é o meu servo,

você é Israel, por meio de quem

hei de ser glorificado.”

4Mas eu disse:

“Tenho trabalhado em vão;

gastei as minhas forças

por nada e à toa.”

Todavia, o meu direito

está diante do Senhor,

a minha recompensa

está diante do meu Deus.

5Mas agora diz o Senhor,

que me formou desde o ventre

para ser o seu servo,

para trazer Jacó de volta

e reunir Israel a ele,

porque sou glorificado

diante do Senhor,

e o meu Deus é a minha força.

6Sim, ele diz:

“Para você, é muito pouco

ser o meu servo

para restaurar as tribos de Jacó

e trazer de volta

o remanescente de Israel.

Farei também com que você seja

uma luz para os gentios,

para que você seja

a minha salvação

até os confins da terra.”

7O Senhor, o Redentor

e Santo de Israel,

diz ao que é desprezado,

ao que é detestado pelas nações,

ao servo dos dominadores:

“Os reis o verão e se levantarão;

os príncipes se inclinarão

diante de você

por amor do Senhor, que é fiel,

e do Santo de Israel,

que o escolheu.”

A restauração de Israel

8Assim diz o Senhor:

“No tempo aceitável

eu escutei você

e no dia da salvação eu o socorri.

Eu o guardarei

e o farei mediador da aliança

com o povo,

para restaurar a terra

e repartir as propriedades

devastadas,

9para dizer aos presos:

‘Saiam da prisão!’,

e aos que estão em trevas:

‘Venham para fora!’”

“Eles pastarão

ao longo dos caminhos

e em todos os montes desertos

terão o seu pasto.

10Não terão fome nem sede,

o calor forte e o sol

não os afligirão,

porque o que se compadece deles

os guiará

e os conduzirá aos mananciais

das águas.

11Transformarei

todos os meus montes

em caminhos,

e as minhas estradas

serão levantadas.

12Eis que estes virão de longe,

e eis que aqueles virão

do Norte e do Ocidente;

outros virão da terra de Sinim.”

13Alegrem-se, ó céus,

exulte, ó terra,

e vocês, montes,

cantem de alegria,

porque o Senhor consolou

o seu povo

e se compadece dos seus aflitos.

14Mas Sião diz:

“O Senhor me abandonou,

o Senhor se esqueceu de mim.”

15O Senhor responde:

“Será que uma mulher

pode se esquecer

do filho que ainda mama,

de maneira que não se compadeça

do filho do seu ventre?

Mas ainda que esta viesse

a se esquecer dele,

eu, porém, não me esquecerei

de você.

16Eis que eu gravei você

nas palmas das minhas mãos;

as suas muralhas

estão continuamente

diante de mim.

17Os seus filhos virão depressa,

enquanto os que a destruíram

e devastaram

se afastam de você.

18Levante os olhos ao redor e veja:

todos se reúnem e vêm até você.

Tão certo como eu vivo”,

diz o Senhor,

“de todos eles você se vestirá

como de um enfeite

e deles se cingirá como noiva.”

19“Pois, quanto aos seus lugares

desertos e devastados

e à sua terra destruída,

agora você, ó Sião,

certamente será pequena demais

para os moradores;

e os que a devoravam

estarão bem longe.

20Os filhos que nasceram

nos seus dias de luto

dirão a você:

‘Este lugar é pequeno demais

para nós;

dê-nos mais espaço para morar.’

21Então você pensará assim:

‘Quem me gerou estes filhos?

Pois eu era uma mulher

sem filhos e estéril,

em exílio e abandonada.

Quem criou esses filhos para mim?

Fui deixada sozinha;

e estes onde estavam?’”

22Assim diz o Senhor Deus:

“Eis que acenarei para as nações

e diante dos povos

levantarei a minha bandeira;

eles trarão nos braços

os seus filhos, ó Sião,

e as suas filhas serão levadas

sobre os ombros.

23Reis serão os guardiões deles,

e rainhas serão as suas babás.

Eles se inclinarão diante de você

com o rosto em terra

e lamberão o pó dos seus pés.

Então você saberá

que eu sou o Senhor

e que os que esperam em mim

não serão envergonhados.”

24Será que alguém pode

tirar o despojo de um valente?

Será que os presos podem

fugir do tirano?

25Mas assim diz o Senhor:

“Certamente os presos

serão tirados do valente,

e o despojo do tirano

será resgatado,

porque eu lutarei

contra os que lutam contra você

e salvarei os seus filhos.

26Farei com que

os seus opressores

comam a sua própria carne

e se embriaguem

com o seu próprio sangue,

como se fosse vinho novo.

Então toda a humanidade saberá

que eu sou o Senhor,

o seu Salvador

e o seu Redentor,

o Poderoso de Jacó.”

Isaías 49NAAAbrir na Bíblia

Prefácio e saudação

1Paulo e Timóteo, servos de Cristo Jesus, a todos os santos em Cristo Jesus, inclusive bispos e diáconos que vivem em Filipos.

2Que a graça e a paz de Deus, nosso Pai, e do Senhor Jesus Cristo estejam com vocês.

Oração de Paulo pelos filipenses

3Dou graças ao meu Deus por tudo o que lembro de vocês, 4fazendo sempre, com alegria, súplicas por todos vocês, em todas as minhas orações. 5Dou graças pela maneira como vocês têm participado na proclamação do evangelho, desde o primeiro dia até agora. 6Estou certo de que aquele que começou boa obra em vocês há de completá-la até o Dia de Cristo Jesus. 7Aliás, é justo que eu assim pense de todos vocês, porque os trago no coração, seja nas minhas algemas, seja na defesa e confirmação do evangelho, pois todos vocês são participantes da graça comigo. 8Pois Deus é testemunha da saudade que tenho de todos vocês, no profundo afeto de Cristo Jesus.

9E também faço esta oração: que o amor de vocês aumente mais e mais em conhecimento e toda a percepção, 10para que vocês aprovem as coisas excelentes e sejam sinceros e inculpáveis para o Dia de Cristo, 11cheios do fruto de justiça que vem por meio de Jesus Cristo, para glória e louvor de Deus.

A situação do apóstolo e o progresso do evangelho

12Quero ainda, irmãos, que saibam que as coisas que me aconteceram têm até contribuído para o progresso do evangelho, 13de maneira que toda a guarda pretoriana e todos os demais sabem que estou preso por causa de Cristo. 14E os irmãos, em sua maioria, estimulados no Senhor por minhas algemas, ousam falar a palavra com mais coragem. 15É verdade que alguns proclamam Cristo por inveja e rivalidade, mas outros o fazem de boa vontade. 16Estes o fazem por amor, sabendo que estou incumbido da defesa do evangelho; 17aqueles, porém, pregam Cristo por interesse pessoal, não de forma sincera, pensando que assim podem aumentar meu sofrimento na prisão. 18Mas que importa? Uma vez que, de uma forma ou de outra, Cristo está sendo pregado, seja com fingimento, seja com sinceridade, também com isto me alegro; sim, sempre me alegrarei.

19Porque estou certo de que, pela súplica de vocês e com a ajuda do Espírito de Jesus Cristo, isso resultará em minha libertação. 20Minha ardente expectativa e esperança é que em nada serei envergonhado, mas que, com toda a ousadia, como sempre, também agora, Cristo será engrandecido no meu corpo, quer pela vida, quer pela morte. 21Porque para mim o viver é Cristo, e o morrer é lucro. 22Entretanto, se eu continuar vivendo, poderei ainda fazer algum trabalho frutífero. Assim, não sei o que devo escolher. 23Estou cercado pelos dois lados, tendo o desejo de partir e estar com Cristo, o que é incomparavelmente melhor. 24Mas, por causa de vocês, é mais necessário que eu continue a viver. 25E, convencido disto, estou certo de que ficarei e permanecerei com todos vocês, para que progridam e tenham alegria na fé. 26Desse modo, vocês terão mais motivo para se gloriarem em Cristo Jesus por minha causa, pela minha presença, de novo, no meio de vocês.

A unidade cristã na luta pela fé do evangelho

27Acima de tudo, vivam de modo digno do evangelho de Cristo, para que, ou indo até aí para vê-los ou estando ausente, eu ouça a respeito de vocês que estão firmes em um só espírito, como uma só alma, lutando juntos pela fé do evangelho; 28e que em nada se sentem intimidados pelos adversários. Pois o que para eles é prova evidente de perdição para vocês é sinal de salvação, e isto da parte de Deus. 29Porque vocês receberam a graça de sofrer por Cristo, e não somente de crer nele, 30pois vocês têm o mesmo combate que viram em mim e que agora estão ouvindo que continuo a ter.

Filipenses 1NAAAbrir na Bíblia

Exortação ao amor fraternal e à humildade

1Portanto, se existe alguma exortação em Cristo, alguma consolação de amor, alguma comunhão do Espírito, se há profundo afeto e sentimento de compaixão, 2então completem a minha alegria, tendo o mesmo modo de pensar, tendo o mesmo amor e sendo unidos de alma e mente. 3Não façam nada por interesse pessoal ou vaidade, mas por humildade, cada um considerando os outros superiores a si mesmo, 4não tendo em vista somente os seus próprios interesses, mas também os dos outros.

O exemplo de Cristo na humilhação

5Tenham entre vocês o mesmo modo de pensar de Cristo Jesus, 6que, mesmo existindo na forma de Deus, não considerou o ser igual a Deus algo que deveria ser retido a qualquer custo. 7Pelo contrário, ele se esvaziou, assumindo a forma de servo, tornando-se semelhante aos seres humanos. E, reconhecido em figura humana, 8ele se humilhou, tornando-se obediente até a morte, e morte de cruz. 9Por isso também Deus o exaltou sobremaneira e lhe deu o nome que está acima de todo nome, 10para que ao nome de Jesus se dobre todo joelho, nos céus, na terra e debaixo da terra, 11e toda língua confesse que Jesus Cristo é Senhor, para glória de Deus Pai.

O desenvolvimento da salvação

12Assim, meus amados, como vocês sempre obedeceram, não só na minha presença, porém, muito mais agora, na minha ausência, desenvolvam a sua salvação com temor e tremor, 13porque Deus é quem efetua em vocês tanto o querer como o realizar, segundo a sua boa vontade. 14Façam tudo sem murmurações nem discussões, 15para que sejam irrepreensíveis e puros, filhos de Deus inculpáveis no meio de uma geração pervertida e corrupta, na qual vocês brilham como luzeiros no mundo, 16preservando a palavra da vida. Assim, no Dia de Cristo, poderei me gloriar de que não corri em vão, nem me esforcei inutilmente. 17Entretanto, mesmo que eu seja oferecido como libação sobre o sacrifício e serviço da fé que vocês têm, fico contente e me alegro com todos vocês. 18Assim, também vocês, pela mesma razão, fiquem contentes e se alegrem comigo.

Paulo e seus companheiros Timóteo e Epafrodito

19Espero no Senhor Jesus enviar-lhes Timóteo o mais breve possível, a fim de que eu me sinta animado também ao receber notícias de vocês. 20Porque não tenho ninguém com esse mesmo sentimento e que se preocupe tão sinceramente por vocês. 21Todos os outros buscam os seus próprios interesses e não os de Jesus Cristo. 22Quanto a Timóteo, vocês conhecem o seu caráter provado, pois serviu ao evangelho, junto comigo, como um filho trabalha ao lado do pai. 23Portanto, este é quem espero enviar, tão logo eu saiba como vai ficar a minha situação. 24Mas confio no Senhor que também eu mesmo em breve irei até aí.

25No entanto, julguei necessário enviar-lhes Epafrodito, meu irmão, cooperador e companheiro de lutas, e, da parte de vocês, mensageiro e auxiliar nas minhas necessidades. 26Ele tinha muita saudade de todos vocês e estava angustiado porque vocês ficaram sabendo que ele adoeceu. 27De fato, adoeceu e estava à beira da morte. Mas Deus se compadeceu dele — e não somente dele, mas também de mim —, para que eu não tivesse tristeza sobre tristeza. 28Por isso, tanto mais me apresso em mandá-lo, para que, vendo-o novamente, vocês fiquem alegres e eu tenha menos tristeza. 29Recebam-no, pois, no Senhor, com toda a alegria, e honrem sempre os que são como ele. 30Porque, por causa da obra de Cristo, ele quase morreu, arriscando a própria vida, para suprir a ajuda que vocês não podiam me dar pessoalmente.

Filipenses 2NAAAbrir na Bíblia
Sociedade Bíblica do Brasilv.4.19.1
SIGA A SBB: