Sociedade Bíblica do Brasil
Sociedade Bíblica do Brasil

Plano de leitura da Bíblia – dia 69

Texto(s) da Bíblia

A parábola do semeador

1Naquele mesmo dia, Jesus saiu de casa e se assentou à beira-mar. 2E grandes multidões se reuniram em volta dele, de modo que entrou num barco e se assentou. E toda a multidão estava em pé na praia. 3E de muitas coisas lhes falou por parábolas, dizendo:

— Eis que o semeador saiu a semear. 4E, ao semear, uma parte caiu à beira do caminho, e, vindo as aves, a comeram. 5Outra parte caiu em solo rochoso, onde a terra era pouca, e logo nasceu, visto não ser profunda a terra. 6Saindo, porém, o sol, a queimou; e, porque não tinha raiz, secou-se. 7Outra parte caiu entre os espinhos; e os espinhos cresceram e a sufocaram. 8Outra, enfim, caiu em boa terra e deu fruto: a cem, a sessenta e a trinta por um. 9Quem tem ouvidos para ouvir, ouça.

Por que Jesus usava parábolas

10Então os discípulos se aproximaram de Jesus e lhe perguntaram:

— Por que o senhor fala com eles por meio de parábolas?

11Ao que Jesus respondeu:

— Porque a vocês é dado conhecer os mistérios do Reino dos Céus, mas àqueles isso não é concedido. 12Pois ao que tem, mais será dado, e terá em abundância; mas, ao que não tem, até o que tem lhe será tirado. 13Por isso, falo com eles por meio de parábolas: porque, vendo, não veem; e, ouvindo, não ouvem, nem entendem. 14Assim, neles se cumpre a profecia de Isaías:

“Ouvindo, vocês ouvirão

e de modo nenhum

entenderão;

vendo, vocês verão

e de modo nenhum

perceberão.

15Porque o coração deste povo

está endurecido;

ouviram com os ouvidos tapados

e fecharam os olhos;

para não acontecer que

vejam com os olhos,

ouçam com os ouvidos,

entendam com o coração,

se convertam

e sejam por mim curados.”

16— Bem-aventurados, porém, são os olhos de vocês, porque veem; e bem-aventurados são os ouvidos de vocês, porque ouvem. 17Pois em verdade lhes digo que muitos profetas e justos desejaram ver o que vocês estão vendo, mas não viram; e quiseram ouvir o que vocês estão ouvindo, mas não ouviram.

A explicação da parábola

18— Ouçam, portanto, o que significa a parábola do semeador. 19A todos os que ouvem a palavra do Reino e não a compreendem, vem o Maligno e arrebata o que lhes foi semeado no coração. Este é o que foi semeado à beira do caminho. 20O que foi semeado em solo rochoso, esse é o que ouve a palavra e logo a recebe com alegria. 21Mas ele não tem raiz em si mesmo, sendo de pouca duração. Quando chega a angústia ou a perseguição por causa da palavra, logo se escandaliza. 22O que foi semeado entre os espinhos é o que ouve a palavra, porém as preocupações deste mundo e a fascinação das riquezas sufocam a palavra, e ela fica infrutífera. 23Mas o que foi semeado em boa terra é o que ouve a palavra e a compreende; este frutifica e produz a cem, a sessenta e a trinta por um.

Mateus 13:1-23NAAAbrir na Bíblia

Leis a respeito do derramamento de sangue

1O Senhor disse a Moisés:

2— Fale a Arão, a seus filhos e aos filhos de Israel e diga-lhes: Isto é o que o Senhor ordenou, dizendo:

3— Qualquer homem da casa de Israel que matar um boi, um cordeiro ou uma cabra, no arraial ou fora dele, 4e não os trouxer à porta da tenda do encontro, como oferta ao Senhor diante do seu tabernáculo, a tal homem será atribuída a culpa do sangue; ele derramou sangue e por isso será eliminado do seu povo. 5Isto é assim para que os filhos de Israel, trazendo os seus sacrifícios, que oferecem em campo aberto, os apresentem ao Senhor, à porta da tenda do encontro, ao sacerdote, e os ofereçam por sacrifícios pacíficos ao Senhor. 6O sacerdote aspergirá o sangue sobre o altar do Senhor, à porta da tenda do encontro, e queimará a gordura de aroma agradável ao Senhor. 7Nunca mais oferecerão os seus sacrifícios aos demônios, com os quais eles se prostituem; isso lhes será por estatuto perpétuo nas suas gerações.

8— Diga-lhes também: Qualquer homem da casa de Israel ou dos estrangeiros que peregrinam entre vocês que oferecer holocausto ou sacrifício 9e não o trouxer à porta da tenda do encontro, para oferecê-lo ao Senhor, esse homem será eliminado do seu povo.

A proibição de comer sangue

10— Qualquer homem da casa de Israel ou dos estrangeiros que peregrinam entre vocês que comer sangue, contra ele me voltarei e o eliminarei do seu povo. 11Porque a vida da carne está no sangue. Eu o tenho dado a vocês sobre o altar, para fazer expiação pela vida de vocês, porque é o sangue que fará expiação pela vida. 12Portanto, tenho dito aos filhos de Israel: nenhum de vocês comerá sangue, nem o estrangeiro que peregrina entre vocês o comerá.

13— Qualquer homem dos filhos de Israel ou dos estrangeiros que peregrinam entre vocês que caçar animal ou ave que se pode comer derramará o sangue e o cobrirá com pó. 14Porque a vida de toda carne é o seu sangue. Por isso, tenho dito aos filhos de Israel que não comam o sangue de nenhuma carne, porque a vida de toda carne é o seu sangue; todo o que comer será eliminado.

15— Qualquer pessoa, natural da terra ou estrangeira, que comer carne de um animal que morre por si ou que é dilacerado por feras lavará as suas roupas, se banhará em água e ficará impura até a tarde; depois, estará pura. 16Mas, se não lavar a roupa, nem banhar o corpo, levará sobre si a sua iniquidade.

Levítico 17NAAAbrir na Bíblia

Relações ilícitas

1O Senhor disse a Moisés:

2— Fale aos filhos de Israel e diga-lhes: Eu sou o Senhor, o Deus de vocês. 3Não façam como se faz na terra do Egito, onde vocês moraram, nem façam como se faz na terra de Canaã, para onde eu os estou levando. Não andem segundo os estatutos desses povos. 4Cumpram os meus juízos e guardem os meus estatutos, para andarem neles. Eu sou o Senhor, o Deus de vocês. 5Portanto, guardem os meus estatutos e os meus juízos. Aquele que os cumprir, por eles viverá. Eu sou o Senhor.

6— Nenhum homem se aproximará de qualquer parenta próxima, para ter relações sexuais com ela. Eu sou o Senhor. 7Não envergonhe o seu pai, tendo relações com a própria mãe. Ela é a sua mãe; não tenha relações com ela. 8Não tenha relações com a mulher de seu pai; este é um direito que somente o seu pai tem. 9Não tenha relações com a sua irmã, filha de seu pai ou filha de sua mãe, nascida em casa ou fora de casa. 10Não tenha relações com a filha do seu filho ou com a filha de sua filha; não faça isso, porque seria uma vergonha para você. 11Não tenha relações com a filha da mulher de seu pai, gerada por seu pai; ela é a sua irmã. 12Não tenha relações com a irmã do seu pai; ela é parenta de seu pai. 13Não tenha relações com a irmã de sua mãe, pois ela é parenta de sua mãe. 14Não envergonhe o irmão de seu pai, tendo relações com a mulher dele; ela é a sua tia. 15Não tenha relações com a sua nora; ela é a mulher de seu filho; não tenha relações com ela. 16Não tenha relações com a mulher de seu irmão; este é um direito que somente o seu irmão tem. 17Não tenha relações com uma mulher e com a filha dela; não tenha relações com a filha do filho dela, nem com a filha da filha dela; são parentes; é perversidade. 18E não case com a irmã de sua mulher, de modo que se torne rival dela, nem tenha relações com a outra, enquanto a sua mulher estiver viva.

19— Não se aproxime da mulher, para ter relações com ela, durante a sua menstruação. 20Nem se deite com a mulher do seu próximo, para ter relações sexuais, porque isso torna você impuro. 21E não entregue nenhum dos seus descendentes para que se dedique a Moloque. Não profane o nome do seu Deus. Eu sou o Senhor.

22— Não se deite com outro homem para ter relações com ele como se fosse mulher; é abominação. 23Nem tenha relações com um animal, para se contaminar com ele; e também a mulher não se porá diante de um animal, para ajuntar-se com ele; é confusão.

24— Não se contaminem com nenhuma destas coisas, porque com todas estas coisas se contaminaram as nações que eu vou expulsar da presença de vocês. 25A terra se contaminou; eu a castiguei por sua iniquidade, e ela vomitou os seus moradores. 26Vocês, porém, guardarão os meus estatutos e os meus juízos, e não farão nenhuma dessas abominações, nem o natural da terra, nem o estrangeiro que peregrina entre vocês. 27Porque os moradores desta terra que nela estavam antes de vocês fizeram todas essas abominações, e a terra se contaminou. 28Que não aconteça que a terra vomite vocês também, por terem se contaminado, como vomitou o povo que nela estava antes de vocês. 29Todo aquele que fizer alguma dessas abominações, sim, aqueles que as cometerem serão eliminados do seu povo.

30— Portanto, vocês devem guardar a obrigação que têm para comigo, não praticando nenhum dos costumes abomináveis que foram praticados antes de vocês, e não se contaminem com eles. Eu sou o Senhor, o Deus de vocês.

Levítico 18NAAAbrir na Bíblia

1Os ímpios fogem, mesmo quando

ninguém os persegue,

mas o justo é corajoso

como o leão.

2Por causa da transgressão

da terra,

mudam-se frequentemente

os príncipes,

mas por um,

sábio e prudente,

a ordem é mantida.

3O pobre que oprime os pobres

é como chuva torrencial

que destrói as colheitas.

4Os que abandonam a lei

elogiam os ímpios,

mas os que guardam a lei

se indignam contra eles.

5Os maus não entendem

o que é justo,

mas os que buscam o Senhor

entendem tudo.

6Melhor é o pobre

que anda na sua integridade

do que o perverso,

nos seus caminhos,

ainda que seja rico.

7Quem guarda a lei

é filho inteligente,

mas o companheiro dos comilões

envergonha o seu pai.

8Quem aumenta os seus bens

com juros e ganância

ajunta-os para o que se compadece

dos pobres.

9Quem desvia os ouvidos

de ouvir a lei,

até a sua oração será abominável.

10Quem desvia os retos

para o mau caminho,

ele mesmo cairá na cova que fez;

mas os íntegros herdarão o bem.

11O homem rico é sábio

aos seus próprios olhos;

mas o pobre que é sábio

o conhece muito bem.

12Quando os justos triunfam,

há grande alegria;

mas, quando os maus se levantam,

as pessoas se escondem.

13Quem encobre

as suas transgressões

jamais prosperará;

mas o que as confessa e abandona

alcançará misericórdia.

14Feliz é aquele que sempre

teme o Senhor;

mas o que endurece o seu coração

cairá na desgraça.

15Como leão que ruge

e urso que ataca,

assim é o ímpio que domina

sobre um povo pobre.

16O príncipe sem juízo

aumenta a opressão,

mas o que odeia a avareza

viverá muitos anos.

17O assassino carregado de culpa

fugirá até a cova;

que ninguém o detenha!

18Quem anda em integridade

será salvo,

mas o perverso em seus caminhos

cairá logo.

19O que lavra a sua terra

terá pão em abundância,

mas quem corre atrás

de coisas sem valor

se fartará de pobreza.

20O homem fiel será

cumulado de bênçãos,

mas quem tem pressa

de enriquecer

não ficará sem castigo.

21Parcialidade não é bom,

porque uma pessoa

é capaz de transgredir

até por um bocado de pão.

22O ganancioso corre

atrás das riquezas,

mas não sabe que a pobreza

há de vir sobre ele.

23Quem repreende alguém

achará depois mais favor

do que aquele que só lisonjeia.

24Quem rouba o seu pai

ou a sua mãe

e diz: “Não é pecado”,

esse é companheiro do destruidor.

25O cobiçoso provoca discórdias,

mas o que confia no Senhor

prosperará.

26Quem confia

no seu próprio coração é tolo,

mas o que anda em sabedoria

será salvo.

27Quem dá aos pobres

não passará necessidade,

mas o que fecha os olhos para eles

será coberto de maldições.

28Quando os maus se levantam,

as pessoas se escondem,

mas, quando eles perecem,

os justos se multiplicam.

Provérbios 28NAAAbrir na Bíblia
Sociedade Bíblica do Brasilv.4.18.6
SIGA A SBB: