Sociedade Bíblica do Brasil
Sociedade Bíblica do Brasil

Plano de leitura da Bíblia – dia 52

Texto(s) da Bíblia

A pregação de João Batista

Mc 1.1-8; Lc 3.1-9,15-17; Jo 1.19-28

1Naqueles dias, apareceu João Batista pregando no deserto da Judeia. 2Ele dizia:

— Arrependam-se, porque está próximo o Reino dos Céus.

3Pois é a João que se refere o que foi dito por meio do profeta Isaías:

“Voz do que clama no deserto:

Preparem o caminho do Senhor,

endireitem as suas veredas.”

4João usava uma roupa feita de pelos de camelo e um cinto de couro. O seu alimento eram gafanhotos e mel silvestre. 5Então os moradores de Jerusalém, de toda a Judeia e de toda a região em volta do Jordão iam até onde ele estava. 6E, confessando os seus pecados, eram batizados por ele no rio Jordão.

7Quando João viu que muitos fariseus e saduceus vinham ao seu batismo, disse-lhes:

— Raça de víboras! Quem deu a entender que vocês podem fugir da ira que está por vir? 8Produzam fruto digno de arrependimento! 9E não pensem que podem dizer uns aos outros: “Temos por pai Abraão”, porque eu afirmo a vocês que Deus pode fazer com que destas pedras surjam filhos a Abraão. 10E o machado já está posto à raiz das árvores. Portanto, toda árvore que não produz bom fruto é cortada e lançada ao fogo. 11Eu batizo vocês com água, para arrependimento; mas aquele que vem depois de mim é mais poderoso do que eu, do qual não sou digno de carregar as sandálias. Ele os batizará com o Espírito Santo e com fogo. 12Ele tem a pá em suas mãos, limpará a sua eira e recolherá o seu trigo no celeiro; porém queimará a palha num fogo que nunca se apaga.

O batismo de Jesus

Mc 1.9-11; Lc 3.21-22

13Por esse tempo, Jesus foi da Galileia para o rio Jordão, a fim de que João o batizasse. 14João, porém, quis convencê-lo a mudar de ideia, dizendo:

— Eu é que preciso ser batizado por você, e é você que vem a mim?

15Mas Jesus respondeu:

— Deixe por enquanto, porque assim nos convém cumprir toda a justiça.

Então ele concordou. 16Depois de batizado, Jesus logo saiu da água. E eis que os céus se abriram e ele viu o Espírito de Deus descendo como pomba, vindo sobre ele. 17E eis que uma voz dos céus dizia:

— Este é o meu Filho amado, em quem me agrado.

Mateus 3NAAAbrir na Bíblia

A aliança de Deus com Israel

1Deus disse a Moisés:

— Subam para junto do Senhor, você, Arão, Nadabe, Abiú e setenta dos anciãos de Israel; e adorem de longe. 2Só Moisés se aproximará do Senhor; os outros não se aproximarão, nem o povo subirá com ele.

3Moisés foi e transmitiu ao povo todas as palavras do Senhor e todos os estatutos. Então todo o povo respondeu a uma voz e disse:

— Tudo o que o Senhor falou nós faremos.

4Moisés escreveu todas as palavras do Senhor e, tendo-se levantado de manhã cedo, edificou um altar ao pé do monte e ergueu doze colunas, segundo as doze tribos de Israel. 5E enviou alguns jovens dos filhos de Israel, os quais ofereceram ao Senhor holocaustos e sacrifícios pacíficos de novilhos. 6Moisés pegou a metade do sangue e o pôs em bacias; e a outra metade aspergiu sobre o altar. 7Depois pegou o livro da aliança e o leu para o povo. E eles disseram:

— Tudo o que o Senhor falou nós faremos e obedeceremos.

8Então Moisés pegou aquele sangue, e o aspergiu sobre o povo, e disse:

— Eis aqui o sangue da aliança que o Senhor fez com vocês de acordo com todas estas palavras.

9Moisés, Arão, Nadabe, Abiú e setenta dos anciãos de Israel subiram o monte. 10E viram o Deus de Israel, sob cujos pés havia como que uma pavimentação de pedra de safira, que se parecia com o céu na sua claridade. 11Deus não estendeu a mão contra os escolhidos dos filhos de Israel; eles viram Deus, comeram e beberam.

Moisés e os anciãos sobem o monte outra vez

12Então o Senhor disse a Moisés:

— Suba para junto de mim, no monte, e fique lá; darei a você tábuas de pedra, a lei e os mandamentos que escrevi, para que você ensine o povo.

13Moisés se aprontou, juntamente com Josué, seu auxiliar, e subiu o monte de Deus. 14Ele disse aos anciãos:

— Esperem aqui até que voltemos para junto de vocês. Eis que Arão e Hur ficam com vocês; quem tiver alguma questão deve se dirigir a eles.

15Tendo Moisés subido, uma nuvem cobriu o monte. 16E a glória do Senhor pousou sobre o monte Sinai, e a nuvem o cobriu durante seis dias. No sétimo dia, do meio da nuvem o Senhor chamou Moisés. 17Aos olhos dos israelitas, o aspecto da glória do Senhor era como um fogo consumidor no alto do monte. 18E Moisés, entrando pelo meio da nuvem, subiu o monte; e lá permaneceu quarenta dias e quarenta noites.

Êxodo 24NAAAbrir na Bíblia

1O Senhor detesta

balanças desonestas,

mas o peso justo é o seu prazer.

2Quando vem a soberba,

a desgraça não tarda,

mas com os humildes

está a sabedoria.

3A integridade dos retos os guia,

mas a falsidade dos infiéis

os destruirá.

4As riquezas não servem para nada

no dia da ira,

mas a justiça livra da morte.

5A justiça do íntegro

endireita o seu caminho,

mas o ímpio cai

pela sua impiedade.

6A justiça dos retos os livrará,

mas os infiéis serão apanhados

na sua própria ambição.

7Quando morre o ímpio,

morre a sua esperança,

e o que ele esperava do seu poder

se dissipa.

8O justo é libertado da angústia,

mas o ímpio a recebe

em lugar dele.

9O ímpio destrói o próximo

com o que diz,

mas os justos são libertados

pelo conhecimento.

10A cidade se alegra

com o bem-estar dos justos,

mas dá gritos de alegria

quando perecem os ímpios.

11Pela bênção dos retos

a cidade é exaltada,

mas pela boca dos ímpios

é destruída.

12Quem fala mal do seu próximo

não tem juízo;

o homem prudente se cala.

13O mexeriqueiro

revela os segredos,

mas o fiel de espírito os encobre.

14Não havendo direção sábia,

o povo fracassa;

com muitos conselheiros,

há segurança.

15Quem fica por fiador

de um estranho

acaba tendo um problema,

mas o que foge de ser fiador

estará seguro.

16A mulher bondosa

alcança honra;

os poderosos

adquirem riqueza.

17O homem bondoso

faz bem a si mesmo,

mas o cruel fere a si mesmo.

18O ímpio recebe

um salário ilusório,

mas o que semeia justiça

terá recompensa verdadeira.

19Tão certo como a justiça

conduz para a vida,

quem segue o mal

caminha para a morte.

20O Senhor detesta

os perversos de coração,

mas os que andam

com integridade

são o seu prazer.

21É evidente que os maus

serão castigados,

mas a geração dos justos

será poupada.

22Como joia de ouro

em focinho de porco,

assim é a mulher bonita

que não tem juízo.

23O desejo dos justos tende

somente para o bem,

mas a expectativa dos ímpios

resulta em ira.

24Uns dão com generosidade

e têm cada vez mais;

outros retêm mais do que é justo

e acabam na pobreza.

25A pessoa generosa prosperará,

e quem dá de beber

terá a sua sede saciada.

26O povo amaldiçoa

quem retém o trigo,

mas bênção virá sobre a cabeça

daquele que o vende.

27Quem procura o bem

alcança favor;

quem corre atrás do mal

acaba encontrando

o que procura.

28Quem confia

nas suas riquezas cairá,

mas os justos reverdecerão

como as folhagens.

29Aquele que perturba a sua casa

herdará o vento,

e o insensato será servo

do sábio de coração.

30O fruto do justo é árvore de vida,

e o que ganha almas é sábio.

31Se o justo é punido na terra,

quanto mais o ímpio e o pecador!

Provérbios 11NAAAbrir na Bíblia
Sociedade Bíblica do Brasilv.4.18.6
SIGA A SBB: