Sociedade Bíblica do Brasil
Sociedade Bíblica do Brasil

Plano de leitura da Bíblia – dia 357

Texto(s) da Bíblia

O nascimento de Jesus é anunciado

26No sexto mês, o anjo Gabriel foi enviado por Deus a uma cidade da Galileia, chamada Nazaré, 27a uma virgem que estava comprometida a casar com um homem da casa de Davi, cujo nome era José. A virgem se chamava Maria. 28E, aproximando-se dela, o anjo disse:

— Salve, agraciada! O Senhor está com você.

29Ela, porém, ao ouvir esta palavra, perturbou-se muito e pôs-se a pensar no que poderia significar esta saudação. 30Mas o anjo lhe disse:

— Não tenha medo, Maria; porque você foi abençoada por Deus. 31Você ficará grávida e dará à luz um filho, a quem chamará pelo nome de Jesus. 32Este será grande e será chamado Filho do Altíssimo. Deus, o Senhor, lhe dará o trono de Davi, seu pai. 33Ele reinará para sempre sobre a casa de Jacó, e o seu reinado não terá fim.

34Então Maria disse ao anjo:

— Como será isto, se eu nunca tive relações com homem algum?

35O anjo respondeu:

— O Espírito Santo virá sobre você, e o poder do Altíssimo a envolverá com a sua sombra; por isso, também o ente santo que há de nascer será chamado Filho de Deus. 36E Isabel, sua parenta, igualmente está grávida, apesar de sua idade avançada, sendo este já o sexto mês de gestação para aquela que diziam ser estéril. 37Porque para Deus não há nada impossível.

38Então Maria disse:

— Aqui está a serva do Senhor; que aconteça comigo conforme a sua palavra.

Então o anjo foi embora.

Maria visita Isabel

39Naqueles dias, Maria se aprontou e foi depressa à região montanhosa, a uma cidade de Judá. 40Entrou na casa de Zacarias e saudou Isabel. 41Quando Isabel ouviu a saudação de Maria, a criança lhe estremeceu no ventre. Então Isabel ficou cheia do Espírito Santo. 42E exclamou em alta voz:

— Bendita é você entre as mulheres, e bendito o fruto do seu ventre! 43E que grande honra é para mim receber a visita da mãe do meu Senhor! 44Pois, logo que me chegou aos ouvidos a voz da saudação que você fez, a criança estremeceu de alegria dentro de mim. 45Bem-aventurada a que creu, porque serão cumpridas as palavras que lhe foram ditas da parte do Senhor.

O cântico de Maria

46Então Maria disse:

“A minha alma engrandece

ao Senhor,

47e o meu espírito se alegrou

em Deus, meu Salvador,

48porque ele atentou

para a humildade da sua serva.

Pois, desde agora,

todas as gerações

me considerarão

bem-aventurada,

49porque o Poderoso me fez

grandes coisas.

Santo é o seu nome.

50A sua misericórdia vai

de geração em geração

sobre os que o temem.

51Agiu com o seu braço

valorosamente;

dispersou os que, no coração,

alimentavam pensamentos

soberbos.

52Derrubou dos seus tronos

os poderosos

e exaltou os humildes.

53Encheu de bens os famintos

e despediu vazios os ricos.

54Amparou Israel, seu servo,

a fim de lembrar-se

da sua misericórdia

55a favor de Abraão

e de sua descendência,

para sempre,

como havia prometido

aos nossos pais.”

56Maria permaneceu cerca de três meses com Isabel e voltou para casa.

Lucas 1:26-56NAAAbrir na Bíblia

Profecia contra os pastores infiéis de Israel

1A palavra do Senhor veio a mim, dizendo:

2— Filho do homem, profetize contra os pastores de Israel; profetize e diga-lhes: Assim diz o Senhor Deus: “Ai dos pastores de Israel que apascentam a si mesmos! Será que os pastores não deveriam apascentar as ovelhas? 3Vocês comem a gordura, vestem-se da lã e matam as melhores ovelhas para comer, mas não apascentam o rebanho. 4Vocês não fortaleceram as fracas, não curaram as doentes, não enfaixaram as quebradas, não trouxeram de volta as desgarradas e não buscaram as perdidas, mas dominam sobre elas com força e tirania. 5Assim, elas se espalharam, por não haver pastor, e se tornaram pasto para todos os animais selvagens. 6As minhas ovelhas andam desgarradas por todos os montes e por todas as colinas. As minhas ovelhas andam espalhadas por toda a terra, sem haver quem as procure ou quem as busque.”

7— Por isso, pastores, ouçam a palavra do Senhor: 8“Tão certo como eu vivo, diz o Senhor Deus, visto que as minhas ovelhas foram entregues à rapina e se tornaram pasto para todos os animais selvagens, por não haver pastor, e que os meus pastores não procuram as minhas ovelhas, pois apascentam a si mesmos e não apascentam as minhas ovelhas, 9por isso, pastores, ouçam a palavra do Senhor: 10Assim diz o Senhor Deus: Eis que estou contra os pastores e lhes pedirei contas das minhas ovelhas. Farei com que deixem de apascentar ovelhas, e não apascentarão mais a si mesmos. Livrarei as minhas ovelhas da sua boca, para que já não lhes sirvam de comida.”

O cuidado de Deus pelo seu rebanho

11— Porque assim diz o Senhor Deus: “Eis que eu mesmo procurarei as minhas ovelhas e as buscarei. 12Como o pastor busca o seu rebanho, no dia em que encontra ovelhas dispersas, assim buscarei as minhas ovelhas. Eu as livrarei de todos os lugares por onde foram espalhadas no dia de nuvens e densas trevas. 13Vou tirá-las do meio dos povos, e as congregarei dos diversos países, e as trarei de volta à sua terra. Vou apascentá-las nos montes de Israel, junto às correntes de água e em todos os lugares habitados da terra. 14Deixarei que pastem em bons pastos, e nos altos montes de Israel será a sua pastagem. Ali elas se deitarão em boa pastagem e terão pastos bons nos montes de Israel. 15Eu mesmo apascentarei as minhas ovelhas e as farei repousar, diz o Senhor Deus. 16Buscarei as perdidas, trarei de volta as desgarradas, enfaixarei as quebradas e curarei as doentes; mas destruirei as gordas e fortes. Eu as apascentarei com justiça.”

17— Quanto a vocês, minhas ovelhas, assim diz o Senhor Deus: “Eis que julgarei entre ovelhas e ovelhas, entre carneiros e bodes. 18Será que não lhes basta a boa pastagem? Ainda precisam pisar aos pés o resto do seu pasto? E não lhes basta o fato de terem bebido a água limpa? Ainda precisam turvar o resto com os pés? 19As minhas ovelhas têm de comer o que vocês pisaram com os pés e beber o que vocês turvaram com os pés.”

20— Por isso, assim lhes diz o Senhor Deus: “Eis que eu mesmo julgarei entre ovelhas gordas e ovelhas magras. 21Visto que, com o lado e com o ombro, vocês dão empurrões e, com os chifres, rechaçam todas as ovelhas fracas até que as tenham espalhado por toda parte, 22eu livrarei as minhas ovelhas, para que não mais sirvam de rapina, e julgarei entre ovelhas e ovelhas. 23Porei sobre elas um só pastor, e ele as apascentará: o meu servo Davi. Ele as apascentará e será o seu pastor. 24Eu, o Senhor, serei o seu Deus, e o meu servo Davi será príncipe no meio delas. Eu, o Senhor, falei.”

25— “Farei uma aliança de paz com as minhas ovelhas. Livrarei a terra de animais selvagens, para que as minhas ovelhas vivam em segurança no deserto e durmam nos bosques. 26Delas e dos lugares ao redor do meu monte, eu farei uma bênção. Farei descer a chuva a seu tempo; serão chuvas de bênção. 27As árvores do campo darão o seu fruto, e a terra dará as suas colheitas. As ovelhas estarão seguras na sua terra e saberão que eu sou o Senhor, quando eu quebrar o jugo que pesava sobre elas e as livrar das mãos dos que as escravizavam. 28Já não servirão de rapina aos gentios, nem serão devoradas por animais selvagens. Viverão em segurança, e não haverá quem as espante. 29Eu lhes darei plantação memorável, e nunca mais serão vítimas de fome na terra, nem terão de suportar a zombaria das outras nações. 30Saberão que eu, o Senhor, seu Deus, estou com elas e que elas são o meu povo, a casa de Israel”, diz o Senhor Deus.

31— “Vocês são as minhas ovelhas, ovelhas do meu pasto. Vocês são o meu povo, e eu sou o seu Deus”, diz o Senhor Deus.

Ezequiel 34NAAAbrir na Bíblia

O jejum que agrada a Deus

1“Grite a plenos pulmões,

não se detenha!

Erga a voz como a trombeta

e anuncie ao meu povo

a sua transgressão

e à casa de Jacó, os seus pecados.

2Mesmo neste estado,

ainda me procuram dia a dia,

têm prazer em saber

os meus caminhos.

Como povo que pratica a justiça

e não deixa o direito do seu Deus,

perguntam-me

por sentenças justas,

têm prazer em se aproximar

de Deus,

3dizendo: ‘Por que jejuamos,

se tu nem notas?

Por que nos humilhamos,

se tu não levas isso em conta?’

Acontece que,

no dia em que jejuam,

vocês cuidam

dos seus próprios interesses

e oprimem os seus trabalhadores.

4Eis que vocês jejuam

apenas para discutir,

brigar e bater uns nos outros;

jejuando assim como hoje,

o clamor de vocês

não será ouvido lá no alto.

5Seria este o jejum que escolhi:

que num só dia a pessoa se humilhe,

incline a sua cabeça como o junco

e estenda debaixo de si

pano de saco e cinza?

É isso o que vocês chamam

de jejum

e dia aceitável ao Senhor?

6Será que não é este

o jejum que escolhi:

que vocês quebrem

as correntes da injustiça,

desfaçam as ataduras da servidão,

deixem livres os oprimidos

e acabem com todo tipo

de servidão?

7Será que não é também

que vocês repartam

o seu pão com os famintos,

recolham em casa

os pobres desabrigados,

vistam os que encontrarem nus

e não voltem as costas

ao seu semelhante?”

8“Então a luz de vocês romperá

como a luz do alvorecer,

e a sua cura brotará sem demora;

a justiça irá adiante de vocês,

e a glória do Senhor

será a sua retaguarda.

9Então vocês pedirão ajuda,

e o Senhor responderá;

gritarão por socorro,

e ele dirá: ‘Eis-me aqui.’”

“Se tirarem do meio de vocês

todo tipo de servidão,

o dedo que ameaça

e a linguagem ofensiva;

10se abrirem o seu coração

aos famintos

e socorrerem os aflitos,

então a luz de vocês nascerá

nas trevas,

e a escuridão

em que vocês se encontram

será como a luz do meio-dia.

11O Senhor os guiará

continuamente,

lhes dará de comer

até em lugares áridos

e fortalecerá os seus ossos.

Vocês serão

como um jardim regado

e como um manancial

cujas águas nunca secam.

12Vocês reconstruirão

as antigas ruínas,

levantarão os fundamentos

de muitas gerações

e serão chamados de

‘Reparadores de brechas’

e ‘Restauradores de veredas’,

para que o país

se torne habitável.”

13“Se vigiarem os seus pés,

para não profanarem o sábado;

se deixarem de cuidar

dos seus próprios interesses

no meu santo dia;

se chamarem ao sábado

de ‘meu prazer’

e ‘santo dia do Senhor,

digno de honra’;

se guardarem o sábado,

não seguindo

os seus próprios caminhos,

não pretendendo fazer

a sua própria vontade,

nem falando palavras vãs,

14então vocês terão no Senhor

a sua fonte de alegria.

Eu os farei cavalgar

sobre os altos da terra

e os sustentarei com a herança

de Jacó, seu pai.

Porque a boca do Senhor o disse.”

Isaías 58NAAAbrir na Bíblia
Sociedade Bíblica do Brasilv.4.18.6
SIGA A SBB: