Sociedade Bíblica do Brasil
Sociedade Bíblica do Brasil

Plano de leitura da Bíblia – dia 355

Texto(s) da Bíblia

Os deveres em casa

18Esposas, que cada uma de vocês se sujeite a seu próprio marido, como convém no Senhor.

19Maridos, que cada um de vocês ame a sua esposa e não a trate com amargura.

20Filhos, em tudo obedeçam a seus pais, pois fazer isso é agradável diante do Senhor.

21Pais, não irritem os seus filhos, para que eles não fiquem desanimados.

22Servos, obedeçam em tudo a seus senhores aqui na terra, não servindo apenas quando estão sendo vigiados, visando somente agradar pessoas, mas com sinceridade de coração, temendo o Senhor. 23Tudo o que fizerem, façam de todo o coração, como para o Senhor e não para as pessoas, 24sabendo que receberão do Senhor a recompensa da herança. É a Cristo, o Senhor, que vocês estão servindo. 25E quem fizer injustiça receberá em troca a injustiça feita. E nisto ninguém será tratado com parcialidade.

Colossenses 3:18-25NAAAbrir na Bíblia

1Senhores, tratem os seus servos com justiça e igualdade, sabendo que também vocês têm um Senhor no céu.

Conselhos finais

2Continuem a orar, vigiando em oração com ação de graças. 3Ao mesmo tempo, orem também por nós, para que Deus nos abra uma porta à palavra, a fim de falarmos do mistério de Cristo, pelo qual também estou algemado. 4Orem para que eu torne esse mistério conhecido, como me cumpre fazer.

5Sejam sábios no modo de agir com os que são de fora e aproveitem bem o tempo. 6Que a palavra dita por vocês seja sempre agradável, temperada com sal, para que saibam como devem responder a cada um.

Saudações

7Quanto à minha situação, Tíquico, irmão amado, fiel ministro e conservo no Senhor, lhes dará todas as informações. 8Eu o estou enviando com o expresso propósito de lhes dar conhecimento da nossa situação e de alentar o coração de vocês. 9Com ele estou enviando Onésimo, o fiel e amado irmão, que é da igreja de vocês. Eles contarão a vocês tudo o que está acontecendo aqui.

10Aristarco, que está preso comigo, manda saudações; e também Marcos, primo de Barnabé. A respeito dele vocês já receberam instruções; se ele for até aí, recebam-no bem.

11Também Jesus, conhecido por Justo, manda saudações. Estes são os únicos da circuncisão que cooperam pessoalmente comigo pelo Reino de Deus. Eles têm sido o meu consolo.

12Epafras, que é da igreja de vocês, manda saudações. Ele é um servo de Cristo Jesus que está sempre lutando por vocês em oração, para que vocês se conservem maduros e plenamente convictos em toda a vontade de Deus. 13E posso testemunhar a respeito de Epafras de que muito se empenha por vocês, pelos de Laodiceia e pelos de Hierápolis.

14Lucas, o médico amado, e também Demas mandam saudações.

15Saúdem os irmãos de Laodiceia, bem como Ninfa e a igreja que se reúne na casa dela. 16E, depois que esta carta tiver sido lida entre vocês, façam com que seja lida também na igreja dos laodicenses. E vocês, leiam também a carta que vier de Laodiceia. 17E digam a Arquipo: “Atente para o ministério que você recebeu no Senhor, cumprindo bem a sua tarefa.”

18A saudação é de próprio punho: Paulo. Lembrem-se das minhas algemas.

Bênção

A graça esteja com vocês.

Colossenses 4NAAAbrir na Bíblia

O destino do Egito

1No décimo primeiro ano, no terceiro mês, no primeiro dia do mês, a palavra do Senhor veio a mim, dizendo:

2— Filho do homem, diga a Faraó, rei do Egito, e à multidão do seu povo:

“A quem você é semelhante

em sua grandeza?

3Eis que a Assíria

era um cedro no Líbano,

de lindos ramos,

de sombrosa folhagem

e de grande estatura, cujo topo

chegava até as nuvens.

4As águas o fizeram crescer;

as fontes do abismo

o fortaleceram,

fazendo correr as suas torrentes

no lugar em que

ele estava plantado

e enviando os seus ribeiros

para todas as árvores

do campo.

5Cresceu mais do que

todas as árvores do campo;

os seus galhos se multiplicaram

e os seus ramos se alongaram,

por causa das muitas águas

durante o seu crescimento.

6Todas as aves do céu

se aninhavam nos seus galhos,

todos os animais do campo

davam cria debaixo

dos seus ramos,

e todos os grandes povos

se assentavam à sua sombra.

7Ele era formoso na sua grandeza

e na extensão dos seus ramos,

porque as suas raízes

estavam junto às muitas águas.

8Os cedros no jardim de Deus

não lhe eram rivais;

os ciprestes não igualavam

os seus ramos,

e os plátanos não tinham renovos

como os seus;

nenhuma árvore no jardim de Deus

se assemelhava a esse cedro

na sua formosura.

9Eu o fiz formoso, com a multidão

dos seus ramos.

Todas as árvores do Éden,

que estavam no jardim de Deus,

tinham inveja dele.”

10— Portanto, assim diz o Senhor Deus: Visto que ela elevou a sua estatura, o seu topo chegou até as nuvens e o seu coração ficou orgulhoso da sua altura, 11eu entregarei essa árvore nas mãos da mais poderosa das nações, que certamente lhe dará o tratamento que a sua impiedade merece. Eu a rejeitei. 12Os mais terríveis estrangeiros dentre as nações a cortaram e a abandonaram. Os seus galhos caíram sobre os montes e por todos os vales; os seus ramos jazem quebrados em todos os ribeiros da terra; todos os povos da terra se retiraram da sua sombra e a deixaram. 13Todas as aves do céu habitarão nas suas ruínas, e todos os animais selvagens se acolherão sob os seus ramos. 14Isso aconteceu para que todas as árvores junto às águas não elevem a sua estatura nem levantem o seu topo até as nuvens, e para que as bem-regadas não venham a confiar em si, por causa da sua altura. Porque todas foram entregues à morte, às profundezas da terra, no meio dos filhos dos homens, com os que descem à cova.

15— Assim diz o Senhor Deus: No dia em que a árvore desceu ao mundo dos mortos, fiz com que houvesse luto. Por causa dela, cobri o abismo, retive as suas cadeias, e as suas muitas águas se detiveram; cobri o Líbano de preto, por causa dela, e todas as árvores do campo ficaram murchas por causa dela. 16Fiz tremer as nações ao som da sua queda, quando a fiz descer ao mundo dos mortos com os que descem ao abismo. Todas as árvores do Éden, as mais bonitas e as melhores do Líbano, todas as que foram regadas pelas águas se consolavam nas profundezas da terra. 17Também estas, com ela, descerão ao mundo dos mortos, para juntar-se com os que foram mortos à espada; sim, os que foram o braço dela e que estavam assentados à sua sombra entre as nações.

18— A quem, pois, você é semelhante em glória e em grandeza entre as árvores do Éden? No entanto, você descerá às profundezas da terra com as árvores do Éden. No meio dos incircuncisos, você jazerá com os que foram mortos à espada. Este é Faraó e toda a sua pompa, diz o Senhor Deus.

Ezequiel 31NAAAbrir na Bíblia

Lamentação sobre Faraó, rei do Egito

1No décimo segundo ano, no décimo segundo mês, no primeiro dia do mês, a palavra do Senhor veio a mim, dizendo:

2— Filho do homem, faça uma lamentação sobre Faraó, rei do Egito, e diga-lhe:

“Você foi comparado

a um leão entre as nações,

mas não passa

de um crocodilo nas águas,

agitando as águas,

turvando-as com os pés,

sujando os rios.”

3Assim diz o Senhor Deus:

“Estenderei sobre você

a minha rede

no meio de muitos povos,

que o puxarão para fora

na minha rede.

4Eu o deixarei no chão,

eu o lançarei em campo aberto.

Trarei sobre você

todas as aves do céu,

e os animais de toda a terra

se fartarão da sua carne.

5Porei as suas carnes

sobre os montes

e encherei os vales

com o seu cadáver.

6Com o seu sangue

que se derrama,

regarei a terra até os montes,

e dele se encherão os ribeiros.

7Quando eu o extinguir,

cobrirei os céus

e farei escurecer as estrelas;

encobrirei o sol com uma nuvem,

e a lua não fará resplandecer

a sua luz.

8Por sua causa, vestirei de preto

todos os brilhantes luzeiros

do céu

e trarei trevas sobre o seu país”,

diz o Senhor Deus.

9— “Afligirei o coração de muitos povos, quando se levar às nações, às terras que você não conheceu, a notícia da sua destruição. 10Farei com que muitos povos fiquem espantados a seu respeito, e os seus reis tremam de medo, quando eu brandir a minha espada diante deles. No dia em que você cair, eles ficarão tremendo sem parar, com medo de perder a vida.”

11— Pois assim diz o Senhor Deus: “A espada do rei da Babilônia virá contra você. 12Farei com que a multidão do seu povo caia à espada de valentes guerreiros, que são todos os mais terríveis das nações.”

“Eles acabarão

com o orgulho do Egito,

e todo o seu povo será destruído.

13Destruirei todos os seus animais

junto às muitas águas,

que nunca mais serão turvadas

por pés humanos

ou por cascos de animais.

14Então farei assentar

as suas águas

e farei correr os seus rios

como o azeite”,

diz o Senhor Deus.

15“Quando eu tornar o Egito

em desolação

e a terra for destituída

de tudo o que a enchia,

e quando eu destruir

todos os que nela habitam,

então saberão

que eu sou o Senhor.”

16— Esta é a lamentação que se fará, que farão as filhas das nações; sobre o Egito e todo o seu povo se lamentará, diz o Senhor Deus.

O Egito desce ao mundo dos mortos

17No décimo segundo ano, aos quinze dias do primeiro mês, a palavra do Senhor veio a mim, dizendo:

18— Filho do homem, pranteie sobre a multidão do Egito e faça-a descer, ela e as filhas das nações poderosas, às profundezas da terra, juntamente com os que descem à cova. 19Diga o seguinte:

“Você pensa que supera

os outros em beleza?

Pois agora desça e deite-se

com os incircuncisos.”

20— No meio daqueles que foram mortos à espada, eles cairão. Ele foi entregue à espada; arrastem o Egito e toda a sua multidão. 21Do mundo dos mortos, os mais poderosos dos valentes, juntamente com os que o socorrem, lhe dirão: “Eles desceram, lá jazem eles, os incircuncisos, mortos à espada.”

22— Ali está a Assíria com todo o seu exército. Ao redor dela, todos os seus túmulos. Todos eles foram mortos; caíram à espada. 23Os seus túmulos foram postos nas extremidades da cova, e todo o exército da Assíria se encontra ao redor do seu túmulo. Foram mortos, caíram à espada todos esses que tinham causado espanto na terra dos viventes.

24— Ali está Elão com todo o seu exército, ao redor do seu túmulo. Todos foram mortos; caíram à espada. Desceram incircuncisos às profundezas da terra esses que causaram terror na terra dos viventes. Levaram a sua vergonha com os que desceram à cova. 25No meio dos mortos, lhe puseram um leito entre todo o seu exército. Ao redor dele estão os seus túmulos. Todos esses incircuncisos foram mortos à espada, porque causaram terror na terra dos viventes e levaram a sua vergonha com os que desceram à cova. Foram postos no meio dos que foram mortos.

26— Ali estão Meseque e Tubal com todo o seu exército. Ao redor deles estão os seus túmulos. Todos eles são incircuncisos e foram mortos à espada, porque causaram terror na terra dos viventes. 27E estão com os valentes dos tempos antigos que, dentre os incircuncisos, foram mortos e desceram ao mundo dos mortos com as suas próprias armas de guerra e com a espada debaixo da cabeça. A iniquidade deles está sobre os seus ossos, porque eram o terror dos heróis na terra dos viventes.

28— Também você, Egito, será quebrado no meio dos incircuncisos e jazerá com os que foram mortos à espada.

29— Ali está Edom, os seus reis e todos os seus príncipes, que, apesar do seu poder, jazem com os que foram mortos à espada; estes jazem com os incircuncisos e com os que desceram à cova.

30— Ali estão os príncipes do Norte, todos eles, e todos os sidônios, que desceram com os que foram mortos, envergonhados com o terror causado pelo seu poder. Eles jazem incircuncisos com os que foram mortos à espada e levam a sua vergonha com os que desceram à cova.

31— Faraó os verá e se consolará sobre toda a sua multidão. Sim, o próprio Faraó e todo o seu exército foram mortos à espada, diz o Senhor Deus. 32Porque também eu pus o meu espanto na terra dos viventes. Por isso, ele jazerá no meio dos incircuncisos, com os que foram mortos à espada, Faraó e todo o seu povo, diz o Senhor Deus.

Ezequiel 32NAAAbrir na Bíblia

Salvação para os gentios

1Assim diz o Senhor:

“Mantenham o direito

e pratiquem a justiça,

porque a minha salvação

está prestes a vir,

e a minha justiça

está prestes a se manifestar.

2Bem-aventurado quem faz isto,

e aquele que nisto se firma,

que se guarda

de profanar o sábado

e guarda a sua mão

de cometer algum mal.”

3O estrangeiro que tiver se unido

ao Senhor não deve dizer:

“O Senhor certamente

me excluirá do seu povo.”

E um eunuco não deve dizer:

“Eis que eu sou uma árvore seca.”

4Porque assim diz o Senhor:

“Aos eunucos que guardam

os meus sábados,

escolhem aquilo que me agrada

e abraçam a minha aliança,

5darei no meu templo

e dentro das minhas muralhas

um memorial e um nome melhor

do que filhos e filhas;

darei a cada um deles

um nome eterno,

que nunca se apagará.

6Aos estrangeiros

que se aproximam do Senhor,

para o servir e para amar

o nome do Senhor,

sendo deste modo servos dele,

sim, todos os que guardam

o sábado,

não o profanando,

e abraçam a minha aliança,

7também os levarei

ao meu santo monte

e lhes darei alegria

na minha Casa de Oração.

Os seus holocaustos

e os seus sacrifícios

serão aceitos no meu altar,

porque a minha casa será chamada

‘Casa de Oração’

para todos os povos.”

8Assim diz o Senhor Deus,

que congrega os dispersos

de Israel:

“Ainda congregarei outros

aos que já se acham reunidos.”

Ai dos atalaias de Israel!

9“Vocês, todos os animais

do campo,

todos os animais dos bosques,

venham comer.

10Os atalaias de Israel são cegos,

nada sabem.

Todos são cães mudos,

não podem latir.

São sonhadores preguiçosos,

gostam de dormir.

11Tais cães são gulosos,

nunca se fartam.

São pastores

que nada compreendem;

todos seguem o seu próprio

caminho,

cada um para a sua ganância,

todos sem exceção.

12Eles dizem: ‘Venham!

Vou trazer o vinho!

Vamos nos encharcar

de bebida forte!

O dia de amanhã será como este

e ainda maior e mais famoso.’”

Isaías 56NAAAbrir na Bíblia
Sociedade Bíblica do Brasilv.4.18.6
SIGA A SBB: