Sociedade Bíblica do Brasil
Sociedade Bíblica do Brasil

Plano de leitura da Bíblia – dia 346

Texto(s) da Bíblia

Prefácio e saudação

1Paulo e Timóteo, servos de Cristo Jesus, a todos os santos em Cristo Jesus, inclusive bispos e diáconos que vivem em Filipos.

2Que a graça e a paz de Deus, nosso Pai, e do Senhor Jesus Cristo estejam com vocês.

Oração de Paulo pelos filipenses

3Dou graças ao meu Deus por tudo o que lembro de vocês, 4fazendo sempre, com alegria, súplicas por todos vocês, em todas as minhas orações. 5Dou graças pela maneira como vocês têm participado na proclamação do evangelho, desde o primeiro dia até agora. 6Estou certo de que aquele que começou boa obra em vocês há de completá-la até o Dia de Cristo Jesus. 7Aliás, é justo que eu assim pense de todos vocês, porque os trago no coração, seja nas minhas algemas, seja na defesa e confirmação do evangelho, pois todos vocês são participantes da graça comigo. 8Pois Deus é testemunha da saudade que tenho de todos vocês, no profundo afeto de Cristo Jesus.

9E também faço esta oração: que o amor de vocês aumente mais e mais em conhecimento e toda a percepção, 10para que vocês aprovem as coisas excelentes e sejam sinceros e inculpáveis para o Dia de Cristo, 11cheios do fruto de justiça que vem por meio de Jesus Cristo, para glória e louvor de Deus.

Filipenses 1:1-11NAAAbrir na Bíblia

A responsabilidade é pessoal

1A palavra do Senhor veio a mim, dizendo:

2— O que vocês querem dizer, vocês que ficam repetindo este provérbio a respeito da terra de Israel: “Os pais comeram uvas verdes, e os dentes dos filhos é que se embotaram”? 3Tão certo como eu vivo, diz o Senhor Deus, vocês nunca mais repetirão esse provérbio em Israel. 4Eis que todas as pessoas são minhas. Assim como a pessoa do pai, também a pessoa do filho é minha. A pessoa que pecar, essa morrerá.

5— Se um homem é justo e age com justiça e retidão — 6não come carne sacrificada nos altos nem levanta os olhos para os ídolos da casa de Israel; não contamina a mulher do seu próximo nem tem relações com a mulher menstruada; 7não oprime ninguém, mas devolve ao devedor a coisa penhorada e não rouba; reparte o seu pão com o faminto e cobre com roupas aquele que está nu; 8não empresta para ter lucro e não cobra juros; desvia a sua mão da injustiça e é imparcial ao julgar uma questão entre duas pessoas; 9anda nos meus estatutos e guarda os meus juízos, procedendo retamente —, esse tal é justo e certamente viverá, diz o Senhor Deus.

10— Se ele gerar um filho ladrão, assassino, que fizer a seu irmão qualquer uma dessas coisas 11que o pai nunca cometeu, mas comer carne sacrificada nos altos, contaminar a mulher de seu próximo, 12oprimir o pobre e necessitado, praticar roubos, não devolver o penhor, levantar os olhos para os ídolos, cometer abominação, 13emprestar para ter lucro e cobrar juros, será que esse viverá? Não viverá. Ele fez todas estas abominações e será morto; é responsável pela própria morte.

14— E, se esse filho gerar um filho que veja todos os pecados que o pai cometeu, e, vendo-os, não fizer coisas semelhantes, 15não comer carne sacrificada nos altos, não levantar os olhos para os ídolos da casa de Israel, não contaminar a mulher de seu próximo, 16não oprimir ninguém, não retiver o penhor, não roubar, repartir o seu pão com o faminto, cobrir com roupas aquele que está nu, 17desviar a sua mão da injustiça, não emprestar para ter lucro nem cobrar juros, executar os meus juízos e andar nos meus estatutos, esse tal não morrerá por causa da iniquidade de seu pai; certamente viverá. 18Quanto ao pai dele, porque praticou extorsão, roubou os bens do próximo e fez o que não era bom no meio de seu povo, eis que ele morrerá por causa de sua iniquidade.

19— Mas vocês perguntam: “Por que o filho não paga pela iniquidade do pai?” Porque o filho fez o que era justo e reto. Ele guardou todos os meus estatutos e os praticou. Por isso, certamente viverá. 20A pessoa que pecar, essa morrerá. O filho não pagará pela iniquidade do pai, nem o pai pagará pela iniquidade do filho. A justiça do justo ficará sobre ele, e a maldade do ímpio cairá sobre este.

21— Mas, se o ímpio se converter de todos os pecados que cometeu, e guardar todos os meus estatutos, e fizer o que é justo e reto, certamente viverá; não será morto. 22De todas as transgressões que cometeu, nenhuma será lembrada contra ele; pela justiça que praticou, viverá.

23— Vocês pensam que eu tenho prazer na morte do ímpio? — diz o Senhor Deus. Não desejo eu muito mais que ele se converta dos seus caminhos e viva? 24Mas, se o justo se desviar da sua justiça e fizer maldade, fazendo as mesmas abominações que o ímpio faz, será que ele viverá? De todos os atos de justiça que praticou, nenhum será lembrado; na sua transgressão com que transgrediu e no seu pecado que cometeu, neles morrerá.

25— No entanto, vocês dizem: “O caminho do Senhor não é reto.” Então escute, ó casa de Israel: Será que é o meu caminho que não é reto? Não seriam muito mais os caminhos de vocês que são tortuosos? 26Se o justo se desviar da sua justiça e fizer maldade, morrerá por causa dela; na iniquidade que cometeu, morrerá. 27Mas, se o ímpio se converter da maldade que cometeu e praticar o que é justo e reto, ele preservará a sua vida. 28Pois se ele percebe o que fez e se converte de todas as transgressões que cometeu, certamente viverá; não será morto. 29No entanto, a casa de Israel diz: “O caminho do Senhor não é reto.” Será que são os meus caminhos que não são retos, ó casa de Israel? Não seriam muito mais os caminhos de vocês que são tortuosos?

30— Portanto, eu os julgarei, cada um segundo os seus caminhos, ó casa de Israel, diz o Senhor Deus. Convertam-se e afastem-se de todas as suas transgressões, para que a iniquidade não lhes sirva de tropeço. 31Livrem-se de todas as transgressões que vocês cometeram e façam para vocês um coração novo e um espírito novo. Por que vocês haveriam de morrer, ó casa de Israel? 32Eu não tenho prazer na morte de ninguém, diz o Senhor Deus. Portanto, convertam-se e vivam.

Ezequiel 18NAAAbrir na Bíblia

A queda da Babilônia

1“Desça e sente-se no pó,

ó virgem filha da Babilônia;

sente-se no chão,

pois já não há trono,

ó filha dos caldeus.

Porque nunca mais

você será chamada

sensível e delicada.

2Pegue as pedras do moinho

e faça farinha;

tire o véu, levante a saia,

descubra as pernas

e atravesse os rios.

3A sua nudez será descoberta,

e se verá a sua vergonha;

tomarei vingança

e não pouparei ninguém.”

4Quanto ao nosso Redentor,

Senhor dos Exércitos é o seu nome,

o Santo de Israel.

5“Fique sentada em silêncio

e vá para um lugar escuro,

ó filha dos caldeus,

porque nunca mais

você será chamada

senhora dos reinos.

6Eu estava irado

contra o meu povo,

profanei a minha herança

e a entreguei nas suas mãos,

mas você não usou de misericórdia

com ela

e até sobre os velhos

você fez muito pesado

o seu jugo.

7Você disse: ‘Eu serei senhora

para sempre!’

Até agora você não levou

estas coisas a sério,

nem se lembrou do seu fim.

8Agora, pois, escute isto,

você que ama os prazeres,

que habita segura

e que diz a si mesma:

‘Eu sou a única,

e não há outra além de mim.

Não ficarei viúva, nem conhecerei

a perda de filhos.’”

9“Mas ambas estas coisas

virão sobre você

num momento, no mesmo dia:

perda de filhos e viuvez;

virão em cheio sobre você,

apesar da multidão

das suas feitiçarias

e da abundância

dos seus encantamentos.

10Porque você confiou

na sua maldade e dizia:

‘Não há quem me veja.’

A sua sabedoria

e o seu conhecimento,

isso fez com que você se desviasse

e dissesse a si mesma:

‘Eu sou a única,

e não há outra além de mim.’

11Por isso, virá sobre você

uma desgraça

que você não saberá afastar

com os seus encantamentos.

Cairá sobre você uma calamidade

da qual não poderá se livrar

por expiação.

Porque sobre você virá,

de repente,

uma desolação

como você não imaginava.

12Continue, pois,

com os seus encantamentos

e com a multidão

das suas feitiçarias

em que você tem se fatigado

desde a sua mocidade!

Talvez você possa tirar

algum proveito disso;

talvez, com isso,

consiga inspirar terror.

13Você está cansada

de tanto ouvir conselhos!

Que se levantem, agora,

os que dissecam os céus

e fitam os astros,

os que em cada lua nova predizem

o que há de vir sobre você.

Que eles a ajudem!

14Eis que serão como palha,

o fogo os queimará;

não poderão livrar-se

do poder das chamas;

nenhuma brasa restará

para se aquecerem,

nem fogo, para que

diante dele se assentem.

15Isso é o que lhe farão

aqueles com quem você se fatigou,

aqueles com quem negociou

desde a sua mocidade:

eles se dispersarão, cambaleantes,

cada qual pelo seu caminho;

não haverá ninguém

para salvá-la.”

Isaías 47NAAAbrir na Bíblia
Sociedade Bíblica do Brasilv.4.18.6
SIGA A SBB: