Sociedade Bíblica do Brasil
Sociedade Bíblica do Brasil

Plano de leitura da Bíblia – dia 293

Texto(s) da Bíblia

Os mil anos. A primeira ressurreição

1Então vi descer do céu um anjo que tinha na mão a chave do abismo e uma grande corrente. 2Ele segurou o dragão, a antiga serpente, que é o diabo, Satanás, e o prendeu por mil anos. 3Lançou-o no abismo, fechou-o e pôs selo sobre ele, para que não mais enganasse as nações até se completarem os mil anos. Depois disso, é necessário que ele seja solto por um pouco de tempo.

4Vi também tronos, e nestes sentaram-se aqueles aos quais foi dada autoridade para julgar. Vi ainda as almas dos que foram decapitados por terem dado testemunho de Jesus e proclamado a palavra de Deus. Estes são os que não adoraram a besta nem a sua imagem, e não receberam a sua marca na testa e na mão; e viveram e reinaram com Cristo durante mil anos. 5Os restantes dos mortos não reviveram até que se completassem os mil anos. Esta é a primeira ressurreição. 6Bem-aventurado e santo é aquele que tem parte na primeira ressurreição. Sobre esses a segunda morte não tem poder; pelo contrário, serão sacerdotes de Deus e de Cristo e reinarão com ele os mil anos.

Satanás é solto e derrotado

7Quando, porém, se completarem os mil anos, Satanás será solto da sua prisão 8e sairá para enganar as nações que estão nos quatro cantos da terra, Gogue e Magogue, a fim de reuni-las para a batalha. O número dessas é como a areia do mar.

9Marcharam, então, pela superfície da terra e cercaram o acampamento dos santos e a cidade amada. Porém, desceu fogo do céu e os consumiu. 10O diabo, que os tinha enganado, foi lançado no lago de fogo e enxofre, onde já se encontram a besta e o falso profeta; e serão atormentados de dia e de noite, para todo o sempre.

O juízo de Deus

11Vi um grande trono branco e aquele que está sentado nele. A terra e o céu fugiram da presença dele, e não se achou lugar para eles. 12Vi também os mortos, os grandes e os pequenos, que estavam em pé diante do trono. Então foram abertos livros. Ainda outro livro, o Livro da Vida, foi aberto. E os mortos foram julgados, segundo as suas obras, conforme o que estava escrito nos livros. 13O mar entregou os mortos que nele estavam. A morte e o inferno entregaram os mortos que neles havia. E foram julgados, um por um, segundo as suas obras. 14Então a morte e o inferno foram lançados no lago de fogo. Esta é a segunda morte, o lago de fogo. 15E, se alguém não foi achado inscrito no Livro da Vida, esse foi lançado no lago de fogo.

Apocalipse 20NAAAbrir na Bíblia

Profecia contra Israel e Síria

1Nos dias em que Acaz, filho de Jotão, filho de Uzias, era rei de Judá, Rezim, rei da Síria, e Peca, filho de Remalias, rei de Israel, subiram a Jerusalém para lutar contra ela, mas não conseguiram conquistá-la.

2Quando informaram à casa de Davi que a Síria estava aliada com Efraim, o coração de Acaz e o coração do seu povo ficaram agitados, como se agitam as árvores do bosque com o vento.

3Então o Senhor disse a Isaías:

— Vá, agora, com o seu filho Sear-Jasube encontrar-se com Acaz, que está na outra extremidade do aqueduto do tanque superior, junto ao caminho do campo do Lavandeiro. 4Diga-lhe o seguinte: “Tenha cuidado e fique calmo. Não tenha medo nem fique desanimado por causa desses dois tocos de lenha fumegante, por causa do furor da ira de Rezim e da Síria, e do filho de Remalias. 5Porque a Síria, Efraim e o filho de Remalias resolveram acabar com você, dizendo: 6‘Vamos atacar e amedrontar o reino de Judá. Vamos conquistá-lo para nós e fazer reinar no meio dele o filho de Tabeal.’”

7Assim diz o Senhor Deus:

“Isso não tem nenhuma chance

de acontecer.

8Porque a capital da Síria

é Damasco,

e o cabeça de Damasco é Rezim.

E dentro de sessenta e cinco anos

Efraim será destruído

e deixará de ser povo.

9A capital de Efraim é Samaria,

e o cabeça de Samaria

é o filho de Remalias.

Se vocês não crerem,

certamente não permanecerão.”

A promessa a respeito do Emanuel

10E o Senhor continuou a falar com Acaz, dizendo:

11— Peça ao Senhor, seu Deus, um sinal, quer seja embaixo, nas profundezas, ou em cima, nas alturas.

12Acaz, porém, disse:

— Não pedirei, nem tentarei o Senhor.

13Então Isaías disse:

— Agora escute, ó casa de Davi! Será que não basta vocês abusarem da paciência dos homens? Querem abusar também da paciência do meu Deus? 14Portanto, o Senhor mesmo lhes dará um sinal: eis que a virgem conceberá e dará à luz um filho e lhe chamará Emanuel. 15Ele comerá manteiga e mel quando souber desprezar o mal e escolher o bem. 16Na verdade, antes que este menino saiba desprezar o mal e escolher o bem, a terra daqueles dois reis que você tanto teme será abandonada.

Males sobre Jerusalém

17— Mas o Senhor fará vir sobre você, sobre o seu povo e sobre a casa de seu pai dias tais como nunca houve, desde o dia em que Efraim se separou de Judá; ele fará vir o rei da Assíria. 18Naquele dia, o Senhor assobiará às moscas que estão no extremo dos rios do Egito e às abelhas que se encontram na terra da Assíria. 19Elas virão e pousarão todas nos vales profundos, nas fendas das rochas, em todos os espinhos e em todas as pastagens.

20— Naquele dia, o Senhor o rapará com uma navalha alugada do outro lado do rio, a saber, por meio do rei da Assíria. Rapará a sua cabeça e os cabelos dos seus pés e tirará também a sua barba. 21Naquele dia, um homem manterá apenas uma vaca nova e duas ovelhas, 22e será tal a abundância de leite que elas lhe darão, que comerá manteiga. Todo o restante que ficar no meio da terra comerá manteiga e mel.

23— Também, naquele dia, todo lugar em que houver mil videiras, no valor de mil moedas de prata, será tomado por espinheiros e ervas daninhas. 24Com flechas e arco se entrará aí, porque os espinheiros e as ervas daninhas cobrirão toda a terra. 25Quanto a todos os montes, onde se costuma cavar com enxadas, para ali você não irá com medo dos espinhos e das ervas daninhas; eles servirão para pasto dos bois e para serem pisados pelas ovelhas.

Isaías 7NAAAbrir na Bíblia

A invasão dos assírios

1O Senhor me disse:

— Pegue uma tabuleta grande e escreva nela de maneira inteligível: Maer-Salal-Hás-Baz. 2Como testemunhas fidedignas, chamei o sacerdote Urias e Zacarias, filho de Jeberequias.

3Então tive relações com a profetisa, ela ficou grávida e deu à luz um filho. E o Senhor me disse:

— Ponha nele o nome de Maer-Salal-Hás-Baz. 4Porque, antes que o menino saiba dizer “papai” ou “mamãe”, as riquezas de Damasco e os despojos de Samaria serão levados ao rei da Assíria.

5O Senhor falou comigo de novo, dizendo:

6— Visto que este povo desprezou as águas de Siloé, que correm brandamente, e está se derretendo de medo diante de Rezim e do filho de Remalias, 7eis que o Senhor fará vir sobre eles as águas do Eufrates, fortes e impetuosas, isto é, o rei da Assíria com toda a sua glória. Essas águas encherão o leito dos rios e transbordarão por todas as suas ribanceiras. 8Penetrarão em Judá, inundando-o, e, passando por ele, chegarão até o pescoço. As suas asas estendidas cobrirão a largura de toda a sua terra, ó Emanuel.

O Senhor é a nossa esperança

9Fiquem furiosos, ó povos,

e serão despedaçados!

Deem ouvidos,

todos os países distantes!

Preparem-se para a batalha

e vocês serão despedaçados!

Sim, preparem-se para a batalha

e vocês serão despedaçados!

10Elaborem projetos,

mas eles serão frustrados;

deem ordens, mas elas

não serão cumpridas,

porque Deus está conosco.

11Porque assim o Senhor me disse, tendo forte a mão sobre mim, e me advertiu que eu não andasse pelo caminho deste povo. Ele disse:

12— Não chamem conspiração a tudo o que este povo chama conspiração. Não temam aquilo que o povo teme, nem fiquem apavorados. 13Ao Senhor dos Exércitos, a ele vocês devem santificar. É a ele que devem temer; é dele que devem ter pavor. 14Ele será um santuário para vocês, mas será pedra de tropeço e rocha de ofensa às duas casas de Israel; será laço e armadilha aos moradores de Jerusalém. 15Muitos deles tropeçarão, cairão e serão despedaçados; serão enlaçados e presos.

16— Guarde bem o testemunho e sele a lei entre os meus discípulos. 17Esperarei no Senhor, que esconde o seu rosto da casa de Jacó; a ele aguardarei.

18— Eis-me aqui, com os filhos que o Senhor me deu, como sinais e maravilhas em Israel da parte do Senhor dos Exércitos, que habita no monte Sião.

19— Quando disserem a vocês: “Consultem os médiuns e os adivinhos, que sussurram e murmuram”, será que um povo não deveria consultar o seu Deus? A favor dos vivos se consultarão os mortos? 20À lei e ao testemunho! Se eles não falarem segundo esta palavra, jamais verão a luz do alvorecer. 21Passarão pela terra duramente oprimidos e famintos. E, quando tiverem fome, enfurecendo-se, amaldiçoarão o seu rei e o seu Deus, olhando para cima. 22Olharão para a terra, e eis aí angústia, escuridão e sombras de ansiedade; e serão lançados em densas trevas.

Isaías 8NAAAbrir na Bíblia

O reino e o sacerdócio do Messias

Salmo de Davi

1Disse o Senhor

ao meu senhor:

“Sente-se à minha direita,

até que eu ponha os seus inimigos

por estrado dos seus pés.”

2O Senhor lhe enviará de Sião

o cetro do poder,

dizendo: “Domine

entre os seus inimigos.”

3O seu povo se apresentará

voluntariamente,

no dia em que você manifestar

o seu poder;

com santos ornamentos,

como o orvalho do alvorecer,

virão os seus jovens.

4O Senhor jurou

e não voltará atrás:

“Você é sacerdote para sempre,

segundo a ordem

de Melquisedeque.”

5O Senhor, à sua direita,

no dia em que se irar,

esmagará os reis.

6Ele julgará entre as nações,

enchendo-as de cadáveres;

esmagará cabeças por toda a terra.

7No caminho,

beberá água na torrente

e passará de cabeça erguida.

Salmos 110NAAAbrir na Bíblia
Sociedade Bíblica do Brasilv.4.18.6
SIGA A SBB: