Sociedade Bíblica do Brasil
Sociedade Bíblica do Brasil

Plano de leitura da Bíblia – dia 256

Texto(s) da Bíblia

A videira e os ramos

1— Eu sou a videira verdadeira, e o meu Pai é o lavrador. 2Todo ramo que, estando em mim, não der fruto, ele o corta; e todo o que dá fruto ele limpa, para que produza mais fruto ainda. 3Vocês já estão limpos por causa da palavra que lhes tenho falado. 4Permaneçam em mim, e eu permanecerei em vocês. Como o ramo não pode produzir fruto de si mesmo se não permanecer na videira, assim vocês não podem dar fruto se não permanecerem em mim.

5— Eu sou a videira, vocês são os ramos. Quem permanece em mim, e eu, nele, esse dá muito fruto; porque sem mim vocês não podem fazer nada. 6Se alguém não permanecer em mim, será lançado fora, à semelhança do ramo, e secará; e o apanham, lançam no fogo e o queimam. 7Se permanecerem em mim, e as minhas palavras permanecerem em vocês, pedirão o que quiserem, e lhes será feito. 8Nisto é glorificado o meu Pai: que vocês deem muito fruto; e assim mostrarão que são meus discípulos. 9Como o Pai me amou, também eu amei vocês; permaneçam no meu amor. 10Se vocês guardarem os meus mandamentos, permanecerão no meu amor, assim como também eu tenho guardado os mandamentos de meu Pai e no seu amor permaneço. 11Tenho lhes dito estas coisas para que a minha alegria esteja em vocês, e a alegria de vocês seja completa.

12— O meu mandamento é este: que vocês amem uns aos outros, assim como eu os amei. 13Ninguém tem amor maior do que este: de alguém dar a própria vida pelos seus amigos. 14Vocês são meus amigos se fazem o que eu lhes ordeno. 15Já não chamo vocês de servos, porque o servo não sabe o que o seu senhor faz; mas tenho chamado vocês de amigos, porque tudo o que ouvi de meu Pai eu lhes dei a conhecer. 16Não foram vocês que me escolheram; pelo contrário, eu os escolhi e os designei para que vão e deem fruto, e o fruto de vocês permaneça, a fim de que tudo o que pedirem ao Pai em meu nome, ele lhes conceda. 17O que eu lhes ordeno é isto: que vocês amem uns aos outros.

Odiados pelo mundo

18— Se o mundo odeia vocês, saibam que, antes de odiar vocês, odiou a mim. 19Se vocês fossem do mundo, o mundo amaria o que era seu; mas vocês não são do mundo — pelo contrário, eu dele os escolhi — e, por isso, o mundo odeia vocês. 20Lembrem-se da palavra que eu disse a vocês: “O servo não é maior do que seu senhor.” Se perseguiram a mim, também perseguirão vocês; se guardaram a minha palavra, também guardarão a de vocês. 21Tudo isso, porém, farão com vocês por causa do meu nome, porque não conhecem aquele que me enviou. 22Se eu não tivesse vindo e lhes falado, eles não teriam nenhum pecado; mas, agora, não têm desculpa do seu pecado. 23Quem odeia a mim odeia também o meu Pai. 24Se eu não tivesse feito entre eles as obras que nenhum outro fez, eles não teriam nenhum pecado; mas, agora, não somente viram como também odiaram tanto a mim como o meu Pai. 25Isso, porém, é para que se cumpra a palavra escrita na Lei deles: “Odiaram-me sem motivo.”

26— Quando, porém, vier o Consolador, que eu enviarei a vocês da parte do Pai, o Espírito da verdade, que dele procede, esse dará testemunho de mim. 27E vocês também testemunharão, porque estão comigo desde o princípio.

João 15NAAAbrir na Bíblia

1— Falo essas coisas para que vocês não se escandalizem. 2Eles expulsarão vocês das sinagogas, e até chegará a hora em que todo aquele que os matar pensará que, com isso, está prestando culto a Deus. 3Isso farão porque não conhecem o Pai nem a mim. 4Mas estou falando essas coisas para que, quando chegar a hora, vocês se lembrem de que eu já tinha dito isto para vocês.

A obra do Espírito Santo

— Eu não lhes falei isso desde o princípio, porque eu estava com vocês.

João 16:1-4NAAAbrir na Bíblia

Joás é ungido rei de Judá

2Rs 11.4-12

1No sétimo ano, o sacerdote Joiada se animou e entrou em aliança com os capitães de cem: Azarias, filho de Jeroão, Ismael, filho de Joanã, Azarias, filho de Obede, Maaseias, filho de Adaías, e Elisafate, filho de Zicri. 2Estes percorreram Judá, congregaram os levitas de todas as cidades de Judá e os chefes das famílias de Israel e vieram para Jerusalém. 3Toda essa congregação fez aliança com o rei na Casa de Deus. Então Joiada lhes disse:

— Eis que o filho do rei deve reinar, como o Senhor Deus falou a respeito dos filhos de Davi. 4Isto é o que vocês devem fazer: uma terça parte de vocês, sacerdotes e levitas, que entram de serviço no sábado, servirá de guarda dos portões do templo; 5outra terça parte estará no palácio real; e a outra terça parte, no Portão do Fundamento; e todo o povo estará nos pátios da Casa do Senhor. 6Que ninguém entre na Casa do Senhor, a não ser os sacerdotes e os levitas que ministram. Estes poderão entrar, porque são santos, mas todo o povo guardará o preceito do Senhor. 7Os levitas devem rodear o rei, cada um de armas na mão. E, se alguém quiser entrar no templo, que seja morto. Vocês devem acompanhar o rei aonde quer que ele for.

8Os levitas e todo o Judá fizeram tudo o que o sacerdote Joiada lhes havia ordenado. Cada um reuniu os seus soldados, tanto os que entravam de serviço no sábado como os que saíam de serviço no sábado, porque o sacerdote Joiada não havia dispensado nenhuma das turmas. 9O sacerdote Joiada entregou aos capitães de cem as lanças, os escudos e os escudos menores que haviam sido do rei Davi e que estavam na Casa de Deus. 10Dispôs todo o povo, cada um de armas na mão, desde o lado direito do templo até o seu lado esquerdo, e até o altar, e até o templo, para rodear o rei. 11Então trouxeram para fora o filho do rei, puseram a coroa na cabeça dele, entregaram-lhe o Livro do Testemunho e o constituíram rei. Joiada e seus filhos o ungiram e gritaram:

— Viva o rei!

A morte de Atalia

2Rs 11.13-16

12Quando a rainha Atalia ouviu o barulho do povo que corria e louvava o rei, veio para onde o povo estava, na Casa do Senhor. 13Olhou, e eis que o rei estava junto à coluna, à entrada. Os capitães e os tocadores de trombetas estavam ao lado do rei, e todo o povo da terra se alegrava e tocava trombetas. Também os cantores com os instrumentos musicais dirigiam o canto de louvores. Então Atalia rasgou as suas roupas e gritou:

— Traição! Traição!

14Porém o sacerdote Joiada trouxe para fora os capitães que comandavam as tropas e disse-lhes:

— Façam-na sair por entre as fileiras e, se alguém a seguir, matem-no à espada.

Porque o sacerdote tinha dito: “Não a matem na Casa do Senhor.” 15Então eles a prenderam; e ela, pelo caminho da entrada dos cavalos, foi para o palácio real, onde a mataram.

A aliança de Joiada

2Rs 11.17-21

16Joiada fez uma aliança entre si mesmo, todo o povo e o rei, para serem eles o povo do Senhor. 17Então todo o povo entrou no templo de Baal e o derrubaram, despedaçando os altares e as imagens de Baal. Matã, o sacerdote de Baal, foi morto diante dos altares. 18Joiada entregou a superintendência da Casa do Senhor nas mãos dos sacerdotes levitas, que Davi tinha organizado em grupos para cuidarem da Casa do Senhor, para oferecerem os holocaustos do Senhor, como está escrito na Lei de Moisés, com alegria e com canto, segundo a instituição de Davi. 19Colocou porteiros junto aos portões da Casa do Senhor, para que nela não entrasse ninguém que de alguma forma fosse impuro. 20Reuniu os capitães de cem, os nobres, os governadores do povo e todo o povo da terra, e todos estes conduziram o rei da Casa do Senhor até o palácio real, passando pelo portão superior. E assentaram Joás no trono do reino. 21Todo o povo da terra se alegrou, e a cidade ficou tranquila, depois que mataram Atalia à espada.

2Crônicas 23NAAAbrir na Bíblia

Oração pela restauração de Israel

Ao mestre de canto, segundo a melodia “Os lírios”. Testemunho de Asafe. Salmo

1Dá ouvidos, ó pastor de Israel,

tu que conduzes José

como um rebanho;

tu que estás entronizado

acima dos querubins,

mostra o teu esplendor.

2Diante de Efraim,

Benjamim e Manassés,

desperta o teu poder

e vem salvar-nos.

3Restaura-nos, ó Deus;

faze resplandecer o teu rosto,

e seremos salvos.

4Ó Senhor, Deus dos Exércitos,

até quando estarás indignado

contra a oração do teu povo?

5Para comer, tu lhe deste

pão de lágrimas

e, para beber,

pranto em abundância.

6Fizeste de nós

um motivo de conflito

entre os nossos vizinhos,

e os nossos inimigos

zombam de nós a valer.

7Restaura-nos,

ó Deus dos Exércitos;

faze resplandecer o teu rosto,

e seremos salvos.

8Trouxeste uma videira do Egito;

expulsaste as nações e a plantaste.

9Preparaste-lhe o terreno,

ela deitou profundas raízes

e encheu a terra.

10Com a sombra dela

os montes se cobriram,

e os seus ramos se estenderam

por cima dos cedros de Deus.

11Ela estendeu a sua ramagem

até o mar

e os seus rebentos, até o rio.

12Por que derrubaste as cercas

que havia em volta dela,

deixando que todos os que passam

pelo caminho arranquem

as suas uvas?

13O javali da selva a devasta,

e os animais do campo

se alimentam dela.

14Ó Deus dos Exércitos,

volta-te, nós te rogamos!

Olha do céu, vê

e visita esta vinha!

15Protege o que

a tua mão direita plantou,

o ramo que para ti fortaleceste.

16Foi cortada, foi queimada.

Pereçam os nossos inimigos

pela repreensão do teu rosto.

17Seja a tua mão sobre aquele

que escolheste,

sobre o filho do homem

que fortaleceste para ti.

18E assim não nos afastaremos de ti.

Vivifica-nos, e invocaremos

o teu nome.

19Restaura-nos, ó Senhor,

Deus dos Exércitos;

faze resplandecer o teu rosto,

e seremos salvos.

Salmos 80NAAAbrir na Bíblia
Sociedade Bíblica do Brasilv.4.19.1
SIGA A SBB: