Sociedade Bíblica do Brasil
Sociedade Bíblica do Brasil

Plano de leitura da Bíblia – dia 255

Texto(s) da Bíblia

Jesus promete o Espírito Santo

15— Se vocês me amam, guardarão os meus mandamentos. 16E eu pedirei ao Pai, e ele lhes dará outro Consolador, a fim de que esteja com vocês para sempre: 17é o Espírito da verdade, que o mundo não pode receber, porque não o vê, nem o conhece. Vocês o conhecem, porque ele habita com vocês e estará em vocês.

18— Não deixarei que fiquem órfãos; voltarei para junto de vocês. 19Mais um pouco e o mundo não me verá mais; vocês, no entanto, me verão. Porque eu vivo, vocês também viverão. 20Naquele dia vocês saberão que eu estou em meu Pai, que vocês estão em mim e que eu estou em vocês. 21Aquele que tem os meus mandamentos e os guarda, esse é o que me ama; e aquele que me ama será amado por meu Pai, e eu também o amarei e me manifestarei a ele.

22Então Judas, não o Iscariotes, disse a Jesus:

— Por que razão o Senhor se manifestará a nós e não ao mundo?

23Jesus respondeu:

— Se alguém me ama, guardará a minha palavra; e o meu Pai o amará, e viremos para ele e faremos nele morada. 24Quem não me ama não guarda as minhas palavras. E a palavra que vocês estão ouvindo não é minha, mas do Pai, que me enviou.

25— Tenho dito isso enquanto ainda estou com vocês. 26Mas o Consolador, o Espírito Santo, que o Pai enviará em meu nome, esse ensinará a vocês todas as coisas e fará com que se lembrem de tudo o que eu lhes disse. 27Deixo com vocês a paz, a minha paz lhes dou; não lhes dou a paz como o mundo a dá. Que o coração de vocês não fique angustiado nem com medo. 28Vocês ouviram que eu disse: “Vou e volto para junto de vocês.” Se vocês me amassem, ficariam alegres com a minha ida para o Pai, porque o Pai é maior do que eu. 29Isso eu falei agora, antes que aconteça, para que, quando acontecer, vocês creiam. 30Já não falarei muito com vocês, porque aí vem o príncipe do mundo, e ele não tem poder sobre mim. 31No entanto, faço isso para que o mundo saiba que eu amo o Pai e que faço como o Pai me ordenou.

— Levantem-se, vamos sair daqui.

João 14:15-31NAAAbrir na Bíblia

O reinado de Jeorão, de Judá

2Jeorão tinha irmãos, filhos de Josafá. Eles se chamavam Azarias, Jeiel, Zacarias, Azarias, Micael e Sefatias, e eram todos filhos de Josafá, rei de Judá. 3O pai deles lhes deu muitos presentes de prata, de ouro e de coisas preciosas, além de cidades fortificadas em Judá; porém deu o reino a Jeorão, por ser o primogênito.

4Tendo Jeorão assumido o reino de seu pai e havendo-se fortalecido, matou à espada todos os seus irmãos e também alguns dos chefes de Israel. 5Jeorão tinha trinta e dois anos de idade quando começou a reinar e reinou oito anos em Jerusalém. 6Andou nos caminhos dos reis de Israel, como também fizeram os da casa de Acabe, porque era casado com uma filha dele. E Jeorão fez o que era mau aos olhos do Senhor. 7Porém o Senhor não quis destruir a casa de Davi por causa da aliança que havia feito com ele e segundo a promessa que lhe havia feito de dar uma lâmpada a ele e aos seus filhos para sempre.

8Nos dias de Jeorão, os edomitas se revoltaram contra o poder de Judá e constituíram o seu próprio rei. 9Por isso Jeorão foi até lá com todos os seus chefes e com todos os seus carros de guerra. Ele se levantou de noite e atacou os edomitas que o cercavam e os capitães dos carros de guerra. 10Assim, Edom se rebelou para se livrar do poder de Judá até o dia de hoje. Na mesma época a cidade de Libna também se rebelou contra Jeorão, porque este havia abandonado o Senhor, Deus de seus pais.

11Jeorão também construiu lugares altos nos montes de Judá, seduziu os moradores de Jerusalém à idolatria, e fez com que Judá se afastasse do Senhor. 12Então lhe chegou às mãos uma carta do profeta Elias, em que estava escrito:

“Assim diz o Senhor, Deus de Davi, seu pai: ‘Você não andou nos caminhos de seu pai Josafá, nem nos caminhos de Asa, rei de Judá, 13mas andou nos caminhos dos reis de Israel e seduziu o povo de Judá e os moradores de Jerusalém à idolatria, segundo a idolatria da casa de Acabe. Além disso, você matou os seus próprios irmãos, da casa de seu pai, que eram melhores do que você. 14Por isso o Senhor castigará com um grande flagelo este povo do qual você é rei, bem como os seus filhos, as mulheres que você tem e todas as suas posses. 15Você terá uma doença grave nos seus intestinos, doença esta que aumentará dia após dia, até que os seus intestinos saiam do corpo.’”

16O Senhor despertou contra Jeorão o ânimo dos filisteus e dos árabes que moravam perto dos etíopes. 17Estes subiram contra o reino de Judá e o invadiram. Levaram embora todos os bens que encontraram no palácio real, inclusive os filhos e as mulheres dele, assim que não lhe deixaram filho algum, a não ser Jeoacaz, o mais moço deles.

18Depois de tudo isto, o Senhor feriu Jeorão com uma doença incurável nos intestinos. 19A doença ia aumentando dia após dia e, ao final de dois anos, os intestinos saíram por causa da doença, e ele morreu com dores horríveis. O seu povo não fez nenhuma fogueira em honra dele, como havia feito para os seus pais.

20Jeorão tinha trinta e dois anos de idade quando começou a reinar e reinou oito anos em Jerusalém. E se foi sem deixar saudades. Foi sepultado na Cidade de Davi, mas não nos túmulos dos reis.

2Crônicas 21:2-20NAAAbrir na Bíblia

O reinado de Acazias, de Judá

2Rs 8.25-29

1Em lugar de Jeorão, os moradores de Jerusalém fizeram rei a Acazias, o filho mais moço de Jeorão. Isso porque a tropa que tinha vindo com os árabes e invadido o arraial tinha matado todos os filhos mais velhos do rei. Assim Acazias, filho de Jeorão, rei de Judá, se tornou rei. 2Acazias tinha vinte e dois anos de idade quando começou a reinar e reinou um ano em Jerusalém. 3A mãe dele, que era filha de Onri, se chamava Atalia. Acazias também andou nos caminhos da casa de Acabe, porque a mãe dele o aconselhava a cometer iniquidades. 4Fez o que era mau aos olhos do Senhor, como os da casa de Acabe, porque eles foram os seus conselheiros depois da morte de seu pai, para a sua perdição. 5Também andou nos conselhos deles e foi com Jorão, filho de Acabe, rei de Israel, a Ramote-Gileade, para guerrear contra Hazael, rei da Síria; e os sírios feriram Jorão. 6Então ele voltou para Jezreel, para curar-se das feridas que lhe fizeram em Ramá, quando lutou contra Hazael, rei da Síria. E Acazias, filho de Jeorão, rei de Judá, foi a Jezreel visitar Jorão, filho de Acabe, que estava doente.

7Foi da vontade de Deus que Acazias, para a sua ruína, fosse visitar Jorão. Porque, quando chegou, saiu com Jorão para encontrar-se com Jeú, filho de Ninsi, a quem o Senhor tinha ungido para exterminar a casa de Acabe. 8Quando Jeú estava executando juízo contra a casa de Acabe, encontrou os príncipes de Judá e os filhos dos irmãos de Acazias, que estavam ao serviço do rei, e os matou. 9Depois, mandou procurar Acazias e o encontrou em Samaria, onde se havia escondido. Eles o levaram a Jeú e o mataram. Então o sepultaram, porque disseram:

— Ele é neto de Josafá, que buscou o Senhor de todo o coração.

E não havia mais ninguém na casa de Acazias que pudesse ser rei.

Atalia usurpa o trono de Judá

2Rs 11.1-3

10Quando Atalia, mãe de Acazias, viu que seu filho era morto, levantou-se e destruiu toda a descendência real da casa de Judá. 11Mas Jeosabeate, filha do rei, raptou Joás, filho de Acazias, do meio dos filhos do rei que seriam mortos e o escondeu, juntamente com a sua babá, numa câmara interior. Assim Jeosabeate, a filha do rei Jeorão, mulher do sacerdote Joiada e irmã de Acazias, o escondeu de Atalia, e ele não foi morto. 12Joás esteve com eles, escondido na Casa de Deus, durante seis anos; e Atalia reinava no país.

2Crônicas 22NAAAbrir na Bíblia

Apelo à misericórdia divina

Salmo de Asafe

1Ó Deus, as nações invadiram

a tua herança,

profanaram o teu santo templo,

reduziram Jerusalém

a um montão de ruínas.

2Deram os cadáveres

dos teus servos

por alimento às aves dos céus

e a carne dos teus santos,

às feras da terra.

3Derramaram como água

o sangue deles

ao redor de Jerusalém,

e não houve quem

lhes desse sepultura.

4Tornamo-nos objeto de deboche

para os nossos vizinhos,

de escárnio e de zombaria

dos que nos rodeiam.

5Até quando, Senhor?

Será para sempre a tua ira?

Queimará como o fogo o teu zelo?

6Derrama o teu furor

sobre as nações

que não te conhecem

e sobre os reinos

que não invocam o teu nome.

7Porque eles devoraram Jacó

e destruíram as suas moradas.

8Não nos faças pagar

pelas iniquidades

de nossos pais;

que as tuas misericórdias

venham depressa

ao nosso encontro,

pois estamos muito abatidos.

9Ajuda-nos, ó Deus

e Salvador nosso,

pela glória do teu nome;

livra-nos e perdoa

os nossos pecados,

por amor do teu nome.

10Por que diriam as nações:

“Onde está o Deus deles?”

Seja manifesta entre as nações

e diante dos nossos olhos

a vingança do sangue

dos teus servos,

que foi derramado.

11Chegue à tua presença

o gemido dos prisioneiros;

com o teu grande poder,

preserva os que estão

condenados à morte.

12Retribui, Senhor,

aos nossos vizinhos

sete vezes mais

as afrontas com que te afrontaram.

13Quanto a nós, teu povo

e ovelhas do teu pasto,

para sempre te daremos graças;

de geração em geração

proclamaremos

os teus louvores.

Salmos 79NAAAbrir na Bíblia
Sociedade Bíblica do Brasilv.4.19.1
SIGA A SBB: