Sociedade Bíblica do Brasil
Sociedade Bíblica do Brasil

Plano de leitura da Bíblia – dia 214

Texto(s) da Bíblia

Prefácio e saudação

1Paulo, apóstolo de Cristo Jesus pela vontade de Deus, e o irmão Timóteo, à igreja de Deus que está em Corinto e a todos os santos em toda a Acaia.

2Que a graça e a paz de Deus, nosso Pai, e do Senhor Jesus Cristo estejam com vocês.

Ação de graças

3Bendito seja o Deus e Pai de nosso Senhor Jesus Cristo, o Pai de misericórdias e Deus de toda consolação! 4É ele que nos consola em toda a nossa tribulação, para que, pela consolação que nós mesmos recebemos de Deus, possamos consolar os que estiverem em qualquer espécie de tribulação. 5Porque, assim como transbordam sobre nós os sofrimentos de Cristo, assim também por meio de Cristo transborda o nosso consolo. 6Se somos atribulados, é para o consolo e a salvação de vocês; se somos consolados, é também para o consolo de vocês. Esse consolo se torna eficaz na medida em que vocês suportam com paciência os mesmos sofrimentos que nós também suportamos. 7A nossa esperança em relação a vocês é sólida, sabendo que, assim como vocês são participantes dos sofrimentos, assim também serão participantes da consolação.

8Porque não queremos, irmãos, que vocês fiquem sem saber que tipo de tribulação nos sobreveio na província da Ásia. Foi algo acima das nossas forças, a ponto de perdermos a esperança até da própria vida. 9De fato, tivemos em nós mesmos a sentença de morte, para que não confiássemos em nós mesmos, e sim no Deus que ressuscita os mortos, 10o qual nos livrou e ainda livrará de tão grande morte. Nele temos esperado que ainda continuará a nos livrar, 11enquanto vocês nos ajudam com orações a nosso favor, para que, por muitos, sejam dadas graças a Deus a nosso respeito, pelo benefício que nos foi concedido por meio da súplica de muitos.

A sinceridade de Paulo

12Porque a nossa glória é esta: o testemunho da nossa consciência de que com simplicidade e sinceridade de Deus, não com sabedoria humana, mas na graça divina, temos vivido no mundo, especialmente em relação a vocês. 13Porque nenhuma outra coisa escrevemos para vocês, a não ser aquilo que vocês leem e entendem. E espero que vocês entendam completamente, 14como também já nos entenderam em parte, que seremos a glória de vocês, assim como vocês também serão a nossa glória no Dia de Jesus, nosso Senhor.

Paulo explica a sua demora em ir a Corinto

15Com esta confiança, eu queria primeiro ir encontrar-me com vocês, para que tivessem um segundo benefício. 16Queria, ao passar por aí, dirigir-me à Macedônia, e da Macedônia voltar a encontrar-me com vocês, sendo então encaminhado por vocês para a Judeia. 17Ora, ao querer isso, será que agi com leviandade? Ou, ao tomar decisões, será que decido segundo a carne, de modo que haja em mim, simultaneamente, o “sim, sim” e o “não, não”? 18Mas, como Deus é fiel, a nossa palavra, dirigida a vocês, não é “sim e não”. 19Porque o Filho de Deus, Jesus Cristo, que foi anunciado entre vocês por nós, isto é, por mim, Silvano e Timóteo, não foi “sim e não”; pelo contrário, nele sempre houve o “sim”. 20Porque todas as promessas de Deus têm nele o “sim”. Por isso, também por meio dele se diz o “amém” para glória de Deus, por meio de nós. 21Mas aquele que nos confirma juntamente com vocês em Cristo e que nos ungiu é Deus, 22que também pôs o seu selo em nós e nos deu o penhor do Espírito em nosso coração.

23Eu, porém, por minha vida, tomo Deus por testemunha de que foi para poupar vocês que ainda não voltei a Corinto. 24Não que tenhamos domínio sobre a fé que vocês têm, mas porque somos cooperadores da alegria de vocês. Porque, pela fé, vocês estão firmes.

2Coríntios 1NAAAbrir na Bíblia

1Porque decidi por mim mesmo o seguinte: não voltar a me encontrar com vocês em tristeza. 2Porque, se eu entristeço vocês, quem me alegrará, senão aquele a quem tenho entristecido? 3E escrevi isso para que, quando eu for, não seja entristecido por aqueles que deveriam me alegrar, confiando em todos vocês de que a minha alegria é também a alegria de vocês. 4Porque lhes escrevi no meio de muitos sofrimentos e angústia de coração, com muitas lágrimas, não para que vocês ficassem tristes, mas para que soubessem do amor que tenho por vocês.

2Coríntios 2:1-4NAAAbrir na Bíblia

O reinado de Amazias, de Judá

2Cr 25.1-24

1No segundo ano do reinado de Jeoás, filho de Jeoacaz, rei de Israel, Amazias, filho de Joás, rei de Judá, começou a reinar. 2Tinha vinte e cinco anos de idade quando começou a reinar e reinou vinte e nove anos em Jerusalém. A mãe dele se chamava Jeoadã e era de Jerusalém. 3Amazias fez o que era reto aos olhos do Senhor, ainda que não como Davi, seu pai; mas fez segundo tudo o que o seu pai Joás havia feito. 4Apenas os lugares altos não foram tirados, e o povo ainda sacrificava e queimava incenso nesses altos.

5Logo que o reino foi confirmado nas suas mãos, matou os servos que tinham assassinado o rei, seu pai. 6No entanto, não matou os filhos dos assassinos, mas fez segundo está escrito no Livro da Lei de Moisés, no qual o Senhor deu ordem, dizendo: “Os pais não serão mortos por causa dos filhos, nem os filhos serão mortos por causa dos pais; cada qual será morto pelo seu próprio pecado.”

7Amazias matou dez mil edomitas no vale do Sal e conquistou a cidade de Sela na guerra, dando-lhe o nome de Jocteel, que ela conserva até o dia de hoje.

8Então Amazias enviou mensageiros a Jeoás, filho de Jeoacaz, filho de Jeú, rei de Israel, dizendo:

— Venha me enfrentar no campo de batalha.

9Porém Jeoás, rei de Israel, respondeu a Amazias, rei de Judá:

— O espinheiro que está no Líbano mandou dizer ao cedro que lá está: “Dê a sua filha por mulher ao meu filho.” Mas um animal selvagem, que estava no Líbano, passou e pisoteou o espinheiro. 10Na verdade, você derrotou os edomitas, e o seu coração se encheu de orgulho. Glorie-se disso e fique em casa. Por que provocar um mal que trará somente desgraça para você e para Judá?

11Mas Amazias não quis atendê-lo. Então Jeoás, rei de Israel, avançou contra Amazias, rei de Judá, e eles se enfrentaram em Bete-Semes, que está em Judá. 12Judá foi derrotado por Israel, e os soldados tiveram de fugir para as suas casas. 13Jeoás, rei de Israel, prendeu Amazias, rei de Judá, filho de Joás, filho de Acazias, em Bete-Semes. Então foi a Jerusalém e derrubou uma parte da muralha da cidade, desde o Portão de Efraim até o Portão da Esquina, numa extensão de mais ou menos duzentos metros. 14Pegou todo o ouro, a prata e todos os utensílios que havia na Casa do Senhor e nos tesouros do palácio real, bem como alguns reféns; e voltou para Samaria.

15Quanto aos demais atos de Jeoás, ao que fez e ao seu poder, com que lutou contra Amazias, rei de Judá, não está tudo escrito no Livro da História dos Reis de Israel? 16Jeoás morreu e foi sepultado em Samaria, junto aos reis de Israel. E Jeroboão, seu filho, reinou em seu lugar.

A morte de Amazias

2Cr 25.25-28

17Amazias, filho de Joás, rei de Judá, viveu quinze anos depois da morte de Jeoás, filho de Jeoacaz, rei de Israel. 18Quanto aos demais atos de Amazias, não está tudo escrito no Livro da História dos Reis de Judá?

19Conspiraram contra ele em Jerusalém, e ele fugiu para Laquis; porém enviaram homens atrás dele até Laquis e o mataram. 20Trouxeram-no sobre cavalos e o sepultaram em Jerusalém, junto a seus pais, na Cidade de Davi.

21Todo o povo de Judá tomou Uzias, que tinha dezesseis anos de idade, e o constituiu rei em lugar de Amazias, seu pai. 22Depois da morte de seu pai, Uzias reconstruiu Elate e a restituiu a Judá.

O reinado de Jeroboão II, de Israel

23No décimo quinto ano do reinado de Amazias, filho de Joás, rei de Judá, Jeroboão, filho de Jeoás, rei de Israel, começou a reinar em Samaria; e reinou quarenta e um anos. 24Jeroboão fez o que era mau aos olhos do Senhor. Jamais se afastou de nenhum dos pecados de Jeroboão, filho de Nebate, que este levou Israel a cometer. 25Restabeleceu os limites de Israel, desde a entrada de Hamate até o mar da Arabá, segundo a palavra do Senhor, Deus de Israel, anunciada por meio de seu servo Jonas, filho de Amitai, o profeta, que era de Gate-Hefer. 26Porque o Senhor viu que a aflição de Israel era muito amarga, porque não havia nem escravo, nem livre, nem quem socorresse Israel. 27O Senhor ainda não havia falado em apagar o nome de Israel da face da terra; porém os livrou por meio de Jeroboão, filho de Jeoás.

28Quanto aos demais atos de Jeroboão, tudo o que fez, o seu poder, como lutou e como reconquistou Damasco e Hamate, pertencentes a Judá, para Israel, não está tudo escrito no Livro da História dos Reis de Israel? 29Jeroboão morreu e foi sepultado nos túmulos dos reis de Israel; e Zacarias, seu filho, reinou em seu lugar.

2Reis 14NAAAbrir na Bíblia

O monte do Senhor

Is 2.1-4

1Nos últimos dias,

o monte do templo do Senhor

será estabelecido

no alto dos montes

e se elevará sobre as colinas,

e para ele afluirão os povos.

2Muitas nações virão e dirão:

“Venham, subamos

ao monte do Senhor

e ao templo do Deus de Jacó,

para que nos ensine

os seus caminhos,

e andemos nas suas veredas.”

Porque de Sião sairá a lei,

e a palavra do Senhor,

de Jerusalém.

3Ele julgará entre muitos povos

e corrigirá nações poderosas

e distantes.

Estas transformarão as suas espadas

em lâminas de arados

e as suas lanças, em foices.

Nação não levantará a espada

contra nação,

nem aprenderão mais a guerra.

4Mas cada um se assentará

debaixo da sua videira

e debaixo da sua figueira,

e não haverá quem os atemorize,

porque a boca do

Senhor dos Exércitos o disse.

5Porque todos os povos andam,

cada um em nome do seu deus;

mas, quanto a nós, andaremos

em nome do Senhor, nosso Deus,

para todo o sempre.

Deus salvará o seu povo

6“Naquele dia”,

diz o Senhor,

“congregarei os que coxeiam

e recolherei

os que foram expulsos

e os que eu tinha afligido.

7Dos que coxeiam

farei um remanescente

e dos que foram lançados

para longe,

uma nação poderosa;

e o Senhor reinará sobre eles

no monte Sião,

desde agora e para sempre.

8A você, ó torre do rebanho,

monte da filha de Sião,

a você virá, sim,

virá o primeiro domínio,

o reino da filha de Jerusalém.”

9Agora, por que você está

gritando tão alto?

Será porque você não tem rei?

Morreram os seus conselheiros?

Apoderou-se de você a dor

como da mulher

que está dando à luz?

10Suporte as dores e faça força,

filha de Sião,

como a mulher

que está dando à luz.

Porque agora vocês terão

de sair da cidade

e morar nos campos;

vocês irão para a Babilônia.

Ali, porém, vocês serão libertados;

ali, o Senhor os remirá

das mãos dos inimigos.

11Agora muitas nações se reuniram

contra você, dizendo:

“Que Jerusalém seja profanada!

Que os nossos olhos se deliciem

com a ruína de Sião!”

12Mas essas nações não conhecem

os pensamentos do Senhor,

nem entendem o seu plano:

ele as ajuntou como feixes

a serem batidos na eira.

13Levante-se e comece a debulhar,

ó filha de Sião,

porque eu lhe darei chifres de ferro

e cascos de bronze.

Você esmagará muitos povos,

e as riquezas que eles adquiriram

serão dedicadas ao Senhor,

e os bens que eles conquistaram

pela força

serão consagrados ao Senhor

de toda a terra.

Miqueias 4NAAAbrir na Bíblia

1Agora ajunte-se em tropas,

ó filha de tropas,

porque fomos sitiados,

e ferirão com uma vara

a face do juiz de Israel.

Miqueias 5:1NAAAbrir na Bíblia
Sociedade Bíblica do Brasilv.4.18.6
SIGA A SBB: