Sociedade Bíblica do Brasil
Sociedade Bíblica do Brasil

Plano de leitura da Bíblia – dia 198

Texto(s) da Bíblia

Imoralidade na igreja de Corinto

1Ouve-se por aí que entre vocês existe imoralidade, e imoralidade tal como não existe nem mesmo entre os gentios, isto é, que alguém se atreva a possuir a mulher de seu próprio pai. 2E vocês andam cheios de orgulho, quando deveriam ter lamentado e tirado do meio de vocês quem fez uma coisa dessas. 3Eu, na verdade, ainda que fisicamente ausente, mas presente em espírito, já sentenciei, como se estivesse presente, o autor de tal infâmia. 4Em nome de nosso Senhor Jesus, reunidos vocês e o meu espírito, com o poder de Jesus, nosso Senhor, 5que esse tal seja entregue a Satanás para a destruição da carne, a fim de que o espírito seja salvo no Dia do Senhor.

6Não é bom esse orgulho que vocês têm. Por acaso vocês não sabem que um pouco de fermento leveda toda a massa? 7Joguem fora o velho fermento, para que vocês sejam nova massa, como, de fato, já são, sem fermento. Pois também Cristo, nosso Cordeiro pascal, foi sacrificado. 8Por isso, celebremos a festa não com o velho fermento, nem com o fermento do mal e da maldade, mas com o pão sem fermento, o pão da sinceridade e da verdade.

9Na outra carta, já escrevi a vocês que não se associassem com os impuros. 10Refiro-me, com isto, não propriamente aos impuros deste mundo, aos avarentos, ladrões ou idólatras, pois, neste caso, vocês teriam de sair do mundo. 11Mas, agora, escrevo a vocês que não se associem com alguém que, dizendo-se irmão, for devasso, avarento, idólatra, maldizente, bêbado ou ladrão; nem mesmo comam com alguém assim. 12Pois com que direito haveria eu de julgar os de fora? Mas será que vocês não devem julgar os de dentro? 13Os de fora, esses Deus julgará. Expulsem o malfeitor do meio de vocês.

1Coríntios 5NAAAbrir na Bíblia

Elias se apresenta diante de Acabe

1Muito tempo depois, no terceiro ano da seca, a palavra do Senhor veio a Elias, dizendo:

— Vá apresentar-se a Acabe, porque farei cair chuva sobre a terra.

2Então Elias foi se apresentar a Acabe.

E a fome era extrema em Samaria. 3Acabe chamou Obadias, o responsável pelo palácio. Este Obadias era um homem que temia muito o Senhor. 4Assim, quando Jezabel exterminava os profetas do Senhor, Obadias tomou cem profetas e, em grupos de cinquenta, os escondeu em cavernas, e os sustentou com pão e água. 5E Acabe disse a Obadias:

— Vá pela terra a todas as fontes de água e a todos os vales; pode ser que achemos capim, para que salvemos a vida dos cavalos e das mulas e não percamos todos os animais.

6Repartiram entre si a terra que iam percorrer; Acabe foi sozinho por um caminho, e Obadias foi sozinho por outro.

7Quando Obadias já estava a caminho, eis que Elias se encontrou com ele. Obadias, reconhecendo-o, prostrou-se com o rosto em terra e disse:

— É você mesmo? É o meu senhor Elias?

8Ele respondeu:

— Sim, sou eu. Vá e diga a seu senhor: “Eis que Elias está aqui.”

9Mas Obadias disse:

— Em que pequei, para que você queira entregar este seu servo nas mãos de Acabe, e ele me mate? 10Tão certo como vive o Senhor, seu Deus, não houve nação nem reino aonde meu senhor, o rei, não mandasse homens à sua procura. E, quando diziam: “Ele não está aqui”, fazia aquele reino ou aquela nação jurar que não o haviam encontrado. 11E agora você quer que eu vá dizer ao meu senhor, o rei, que Elias está aqui? 12Pode ser que, tão logo eu me afaste de você, o Espírito do Senhor Deus o leve não sei para onde, e, se eu der a notícia a Acabe e ele não o encontrar, ele matará a mim, este seu servo, que temo o Senhor desde a minha mocidade. 13Por acaso não contaram a meu senhor o que fiz, quando Jezabel matava os profetas do Senhor, como escondi cem dos profetas do Senhor em cavernas, de cinquenta em cinquenta, e os sustentei com pão e água? 14E agora você quer que eu vá e diga ao meu senhor que Elias está aqui? Ele vai me matar!

15Elias respondeu:

— Tão certo como vive o Senhor dos Exércitos, a quem eu sirvo, hoje mesmo me apresentarei a ele.

16Então Obadias foi se encontrar com Acabe e lhe deu a notícia. E Acabe foi se encontrar com Elias.

17Quando Acabe viu Elias, disse:

— Então é você, o perturbador de Israel?

18Elias respondeu:

— Eu não tenho perturbado Israel. Quem tem perturbado Israel é você e a casa de seu pai, porque vocês abandonaram os mandamentos do Senhor e seguiram os baalins. 19Agora ordene que todo o Israel venha se encontrar comigo no monte Carmelo. Convoque também os quatrocentos e cinquenta profetas de Baal e os quatrocentos profetas da deusa Aserá que são sustentados por Jezabel.

Elias e os profetas de Baal no monte Carmelo

20Então Acabe enviou mensageiros a todos os filhos de Israel e ajuntou os profetas no monte Carmelo. 21Depois, Elias se aproximou de todo o povo e disse:

— Até quando vocês ficarão pulando de um lado para outro? Se o Senhor é Deus, sigam-no; se é Baal, sigam-no.

Porém o povo não disse uma só palavra. 22Então Elias disse ao povo:

— Eu sou o único que restou dos profetas do Senhor, e os profetas de Baal são quatrocentos e cinquenta homens. 23Tragam, agora, dois novilhos. Eles que escolham para si um dos novilhos e, cortando-o em pedaços, o ponham sobre a lenha, porém não ponham fogo. Eu prepararei o outro novilho e o porei sobre a lenha, mas não porei fogo. 24Então eles invocarão o nome de seu deus, e eu invocarei o nome do Senhor. E há de ser que o deus que responder com fogo esse é que é Deus.

E todo o povo respondeu:

— É uma boa proposta!

25Elias disse aos profetas de Baal:

— Escolham um dos novilhos e preparem-no primeiro, porque vocês são muitos. Depois, invoquem o nome do deus de vocês, mas não ponham fogo na lenha.

26Pegaram o novilho que lhes foi trazido, prepararam-no e invocaram o nome de Baal, desde a manhã até o meio-dia, dizendo:

— Ó Baal, responde-nos!

Porém não se ouviu nenhuma voz e não houve quem respondesse. E ficaram pulando ao redor do altar que tinham feito.

27Ao meio-dia, Elias começou a zombar deles, dizendo:

— Gritem mais alto, porque ele é deus! Pode ser que esteja meditando, atendendo a necessidades ou viajando. Talvez esteja dormindo e necessite que o acordem.

28E eles clamavam em altas vozes e se cortavam com facas e com lanças, segundo o seu costume, até ficarem cobertos de sangue. 29Passado o meio-dia, eles profetizaram, até a hora do sacrifício da tarde; porém não houve voz, nem resposta, nem atenção alguma.

30Então Elias disse a todo o povo:

— Aproximem-se de mim.

E todo o povo se aproximou dele. Elias restaurou o altar do Senhor, que estava em ruínas. 31Pegou doze pedras, segundo o número das tribos dos filhos de Jacó, a quem tinha vindo a palavra do Senhor, dizendo: “O seu nome será Israel.” 32Com aquelas pedras edificou o altar em nome do Senhor. Ao redor dele fez uma vala capaz de conter duas medidas de sementes 33e então armou a lenha, cortou o novilho em pedaços e os pôs sobre a lenha. 34Então disse:

— Encham quatro cântaros com água e derramem sobre o holocausto e sobre a lenha.

Disse ainda:

— Façam isso outra vez.

E eles o fizeram. Disse mais:

— Façam isso pela terceira vez.

E eles o fizeram pela terceira vez. 35A água escorria do altar e enchia também a vala aberta.

36Quando chegou a hora do sacrifício da tarde, o profeta Elias se aproximou do altar e disse:

— Ó Senhor, Deus de Abraão, de Isaque e de Israel, que hoje se fique sabendo que tu és Deus em Israel, e que eu sou o teu servo e que, segundo a tua palavra, fiz todas estas coisas. 37Responde-me, Senhor, responde-me, para que este povo saiba que tu, Senhor, és Deus e que fizeste o coração deles voltar para ti.

38Então caiu fogo do Senhor e consumiu o holocausto, a lenha, as pedras e a terra, e ainda lambeu a água que estava na vala. 39Quando o povo viu isso, todos se prostraram com o rosto em terra e disseram:

— O Senhor é Deus! Só o Senhor é Deus!

40Então Elias disse:

— Prendam os profetas de Baal! Que nem um deles escape!

Eles os prenderam, e Elias os fez descer até o ribeiro de Quisom e ali os matou.

Elias ora para que chova

41Então Elias disse a Acabe:

— Suba, vá comer e beber, porque já se ouve o barulho de abundante chuva.

42Acabe subiu para comer e beber, mas Elias subiu até o alto do Carmelo. Ali, encurvado para a terra, pôs o rosto entre os joelhos 43e disse ao seu servo:

— Vá e olhe para o lado do mar.

Ele foi, olhou e disse:

— Não vi nada.

Então Elias disse:

— Volte.

E assim por sete vezes. 44Na sétima vez o servo disse:

— Eis que se levanta do mar uma nuvem pequena como a palma da mão de um homem.

Então Elias disse:

— Suba e diga a Acabe: “Apronte o seu carro e desça, para que a chuva não o detenha.”

45Em pouco tempo o céu escureceu, com nuvens e vento, e caiu grande chuva. Acabe subiu ao carro e foi para Jezreel. 46A mão do Senhor veio sobre Elias, que cingiu os lombos e correu na frente de Acabe, até a entrada de Jezreel.

1Reis 18NAAAbrir na Bíblia
Moabe

1Assim diz o Senhor:

“Por três transgressões de Moabe,

sim, por causa de quatro,

não suspenderei o castigo.

Porque queimou os ossos

do rei de Edom,

até reduzi-los a cinza.

2Por isso, porei fogo em Moabe,

fogo que consumirá

as fortalezas de Queriote.

Moabe morrerá

entre grande estrondo,

alarido e som de trombeta.

3Eliminarei do meio dele o juiz,

e juntamente com ele

matarei todos os seus príncipes”,

diz o Senhor.

Judá

4Assim diz o Senhor:

“Por três transgressões de Judá,

sim, por causa de quatro,

não suspenderei o castigo.

Porque rejeitaram a lei do Senhor

e não guardaram os seus estatutos.

Os falsos deuses os enganaram,

deuses que os pais deles

haviam seguido.

5Por isso, porei fogo em Judá,

fogo que consumirá

as fortalezas de Jerusalém.”

Israel

6Assim diz o Senhor:

“Por três transgressões de Israel,

sim, por causa de quatro,

não suspenderei o castigo.

Porque vendem o justo

por dinheiro

e condenam o necessitado

por causa de

um par de sandálias.

7Esmagam no pó da terra

a cabeça dos pobres

e pervertem o caminho

dos necessitados.

Um homem e seu pai têm relações

com a mesma jovem

e, assim, profanam

o meu santo nome.

8Eles se deitam ao lado

de qualquer altar

sobre roupas

recebidas como penhor

e, no templo do seu deus,

bebem o vinho

dos que foram multados.”

9“Todavia, fui eu que destruí

diante deles os amorreus,

que eram tão altos como os cedros

e tão fortes como os carvalhos;

destruí os seus frutos por cima

e as suas raízes por baixo.

10Também fui eu que tirei vocês

da terra do Egito

e durante quarenta anos

os conduzi pelo deserto,

para que vocês pudessem tomar

posse da terra dos amorreus.

11Escolhi alguns dos seus filhos

para serem profetas

e alguns dos seus jovens

para serem nazireus.

Não é isto assim, filhos de Israel?” —

diz o Senhor.

12“Mas vocês deram

vinho aos nazireus

e ordenaram aos profetas

que não profetizassem.”

13“Como faz um carro

carregado de feixes,

eu os esmagarei ali

onde vocês se encontram.

14Os mais ágeis não encontrarão

refúgio,

os fortes não poderão usar

a sua força,

e os valentes não conseguirão

salvar a sua vida.

15Os que manejam o arco

não resistirão,

os mais velozes

não conseguirão fugir,

e os que vão montados a cavalo

não conseguirão

salvar a sua vida.

16Até mesmo os mais corajosos

entre os valentes

fugirão nus naquele dia”,

diz o Senhor.

Amós 2NAAAbrir na Bíblia

O castigo contra a maldade de Israel

1Ouçam a palavra que o Senhor fala contra vocês, filhos de Israel, contra toda a família que ele tirou da terra do Egito. Ele diz:

2“De todas as famílias da terra,

somente a vocês eu escolhi;

portanto, eu os punirei

por todas as suas iniquidades.

Amós 3:1-2NAAAbrir na Bíblia
Sociedade Bíblica do Brasilv.4.18.8
SIGA A SBB: