Sociedade Bíblica do Brasil
Sociedade Bíblica do Brasil

Plano de leitura da Bíblia – dia 192

Texto(s) da Bíblia

A ressurreição de Jesus

Mt 28.1-8; Lc 24.1-12; Jo 20.1-10

1Passado o sábado, Maria Madalena, Maria, mãe de Tiago, e Salomé compraram óleos aromáticos para ungir o corpo de Jesus. 2E, bem cedo, no primeiro dia da semana, ao nascer do sol, foram ao túmulo. 3Diziam umas às outras:

— Quem nos removerá a pedra da entrada do túmulo?

4E, olhando, viram que a pedra já estava removida. É que a pedra era muito grande. 5Entrando no túmulo, viram um jovem sentado ao lado direito, vestido de branco, e ficaram atemorizadas. 6Ele, porém, lhes disse:

— Não tenham medo! Vocês procuram Jesus, o Nazareno, que foi crucificado; ele ressuscitou, não está aqui; vejam o lugar onde o tinham colocado. 7Mas vão e digam aos discípulos dele e a Pedro que ele vai adiante de vocês para a Galileia; lá vocês o verão, como ele disse.

8E, saindo elas, fugiram do sepulcro, porque estavam tomadas de temor e assombro. E não contaram nada a ninguém, porque estavam com medo.

Jesus aparece a Maria Madalena

Mt 28.9-10; Jo 20.11-18

9[Havendo Jesus ressuscitado de manhã cedo no primeiro dia da semana, apareceu primeiro a Maria Madalena, da qual tinha expulsado sete demônios. 10E, partindo ela, foi anunciá-lo àqueles que, tendo sido companheiros de Jesus, estavam tristes e choravam.

11Estes, ouvindo que ele vivia e que tinha sido visto por ela, não acreditaram.

Jesus aparece a dois discípulos

Lc 24.13-35

12Depois disso, Jesus manifestou-se em outra forma a dois deles que estavam a caminho do campo. 13E, indo, eles o anunciaram aos demais, mas também a estes dois eles não deram crédito.

A ordem para a evangelização

Mt 28.16-20; Lc 24.36-49; Jo 20.19-23; At 1.6-8

14Finalmente, Jesus apareceu aos onze, quando estavam à mesa, e censurou-lhes a incredulidade e a dureza de coração, porque não deram crédito aos que o tinham visto já ressuscitado. 15E disse-lhes:

— Vão por todo o mundo e preguem o evangelho a toda criatura. 16Quem crer e for batizado será salvo; quem, porém, não crer será condenado. 17Estes sinais acompanharão aqueles que creem: em meu nome, expulsarão demônios; falarão novas línguas; 18pegarão em serpentes; e, se beberem alguma coisa mortífera, não lhes fará mal; se impuserem as mãos sobre enfermos, eles ficarão curados.

A ascensão de Jesus

Lc 24.50-53; At 1.9-11

19De fato, o Senhor Jesus, depois de lhes ter falado, foi recebido no céu e sentou-se à direita de Deus. 20E eles foram e pregaram por toda parte, cooperando com eles o Senhor e confirmando a palavra por meio de sinais, que se seguiam.]

Marcos 16NAAAbrir na Bíblia

A revolta de dez tribos de Israel

1Roboão foi a Siquém, porque todo o Israel se havia reunido ali, para o fazer rei. 2Jeroboão, filho de Nebate, que ainda estava no Egito, para onde havia fugido da presença do rei Salomão, ouviu isso e voltou do Egito. 3Mandaram chamá-lo, e ele veio com toda a congregação de Israel a Roboão, para lhe dizer:

4— O seu pai nos impôs um pesado jugo; alivie a dura servidão de seu pai e o pesado jugo que ele nos impôs, e nós o serviremos.

5Roboão respondeu:

— Vão embora e voltem daqui a três dias.

E o povo se foi.

6O rei Roboão foi pedir conselho aos anciãos que haviam estado na presença de Salomão, seu pai, quando este ainda vivia, dizendo:

— Como vocês me aconselham a responder a este povo?

7Eles disseram:

— Se hoje o senhor se tornar servo deste povo e o servir, e, em resposta, falar boas palavras, eles se farão seus servos para sempre.

8Mas Roboão desprezou o conselho que os anciãos lhe tinham dado e foi pedir conselho aos jovens que haviam crescido com ele e o serviam. 9Ele perguntou:

— O que vocês me aconselham? O que devo responder a este povo que me pediu para aliviar o jugo que o meu pai lhes impôs?

10E os jovens que haviam crescido com ele responderam:

— Diga o seguinte a este povo que se queixa do pesado jugo que o seu pai lhe impôs e que pede para que ele seja aliviado. Diga-lhe o seguinte: “O meu dedo mínimo é mais grosso do que a cintura do meu pai. 11Assim que, se o meu pai lhes impôs um jugo pesado, eu o tornarei ainda mais pesado. Meu pai castigou vocês com açoites; eu vou castigá-los com escorpiões.”

12No terceiro dia, Jeroboão e todo o povo foram falar com Roboão, como o rei lhes havia ordenado, dizendo que voltassem em três dias. 13O rei deu uma resposta dura ao povo, porque havia desprezado o conselho dos anciãos. 14Preferiu seguir o conselho dos jovens, dizendo:

— Meu pai lhes impôs um pesado jugo, mas eu o tornarei ainda mais pesado. Meu pai castigou vocês com açoites; eu vou castigá-los com escorpiões.

15Assim o rei não deu ouvidos ao povo, porque esta reviravolta vinha do Senhor, para confirmar a palavra que o Senhor tinha dito a Jeroboão, filho de Nebate, por meio de Aías, o silonita.

Dez tribos seguem Jeroboão

16Quando todo o Israel viu que o rei não lhe dava ouvidos, reagiu, dizendo:

— Que parte temos nós em Davi? Não temos herança no filho de Jessé! Às suas tendas, ó Israel! Cuide, agora, de sua casa, ó Davi!

Então Israel se foi às suas tendas. 17Quanto aos filhos de Israel, porém, que moravam nas cidades de Judá, sobre eles reinou Roboão.

18Então o rei Roboão enviou Adonirão, superintendente dos que realizavam trabalhos forçados, porém todo o Israel o apedrejou, e ele morreu. Mas o rei Roboão conseguiu subir no seu carro e fugiu para Jerusalém. 19Assim, Israel se mantém rebelado contra a casa de Davi até o dia de hoje.

20Quando todo o Israel soube que Jeroboão tinha voltado, mandaram chamá-lo para a congregação e o fizeram rei sobre todo o Israel. Ninguém seguiu a casa de Davi, a não ser a tribo de Judá.

Deus proíbe fazer guerra contra as dez tribos

21Quando Roboão chegou a Jerusalém, reuniu toda a casa de Judá e a tribo de Benjamim, cento e oitenta mil homens escolhidos, treinados para a guerra, para lutar contra a casa de Israel, a fim de restituir o reino a Roboão, filho de Salomão. 22Porém a palavra de Deus veio a Semaías, homem de Deus, dizendo:

23— Diga a Roboão, filho de Salomão, rei de Judá, e a toda a casa de Judá, e a Benjamim, e ao resto do povo: 24Assim diz o Senhor: “Não subam, nem lutem contra os seus irmãos, os filhos de Israel. Que cada um volte para a sua casa, porque eu é que fiz isto.”

E eles obedeceram à palavra do Senhor e voltaram, como o Senhor lhes havia ordenado.

A idolatria de Jeroboão

25Jeroboão edificou Siquém, na região montanhosa de Efraim, e passou a residir ali; dali edificou Penuel. 26Então ele pensou: “Agora o reino voltará para a casa de Davi. 27Se este povo subir para fazer sacrifícios na Casa do Senhor, em Jerusalém, o coração deles se voltará para o senhor deles, para Roboão, rei de Judá. Eles me matarão e voltarão para ele, para o rei de Judá.”

28Por isso, depois de se aconselhar, o rei fez dois bezerros de ouro e disse ao povo:

— Basta de subir a Jerusalém! Eis aqui os seus deuses, ó Israel, que tiraram vocês da terra do Egito!

29Pôs um em Betel e o outro em Dã. 30E isso se tornou em pecado, pois o povo ia até Dã, cada um para adorar o bezerro. 31Jeroboão fez também santuários nos lugares altos e, dentre o povo, constituiu sacerdotes que não eram dos filhos de Levi.

1Reis 12:1-31NAAAbrir na Bíblia

Chamado para voltar ao Senhor

1“Israel, volte para o Senhor,

seu Deus,

porque você caiu

por causa dos seus pecados.

2Tragam palavras

de arrependimento

e convertam-se

ao Senhor, dizendo:

‘Perdoa toda a nossa iniquidade,

aceita o que é bom

e, em vez de novilhos,

os sacrifícios dos nossos lábios.

3A Assíria não nos salvará.

Não iremos montados em cavalos

e não mais diremos

às obras das nossas mãos

que elas são o nosso Deus.

Porque só em ti

o órfão encontra misericórdia.’”

4“Vou curar a rebeldia deles.

Vou amá-los de boa vontade,

porque a minha ira

se afastou deles.

5Serei para Israel como orvalho;

ele florescerá como o lírio

e lançará as suas raízes

como o cedro do Líbano.

6Os seus ramos se estenderão,

o seu esplendor

será como o da oliveira,

e a sua fragrância,

como a do cedro do Líbano.

7Os que se assentavam

à sua sombra voltarão;

serão vivificados como o trigo

e florescerão como a videira;

a sua fama será

como a do vinho do Líbano.”

8“Ó Efraim, que tenho eu

a ver com os ídolos?

Sou eu que ouço as suas orações

e cuido de você!

Eu sou como o cipreste verde;

de mim procede o seu fruto.”

Apelo final

9Quem é sábio,

que entenda estas coisas!

Quem é inteligente,

que as compreenda!

Porque os caminhos do Senhor

são retos,

e os justos andarão neles,

mas os transgressores neles cairão.

Oseias 14NAAAbrir na Bíblia
Sociedade Bíblica do Brasilv.4.19.1
SIGA A SBB: