Sociedade Bíblica do Brasil
Sociedade Bíblica do Brasil

Plano de leitura da Bíblia – dia 191

Texto(s) da Bíblia

A crucificação de Jesus

21E obrigaram Simão Cireneu, que passava, vindo do campo, pai de Alexandre e de Rufo, a carregar a cruz de Jesus.

22E levaram Jesus para o Gólgota, que quer dizer “Lugar da Caveira”. 23Quiseram dar-lhe para beber vinho misturado com mirra, mas Jesus não aceitou. 24Então o crucificaram e repartiram entre si as roupas dele, tirando a sorte, para ver o que cada um levaria. 25Eram nove horas da manhã quando o crucificaram. 26E a inscrição com a acusação contra ele dizia: “O Rei dos Judeus”. 27Com ele crucificaram dois ladrões, um à sua direita e outro à sua esquerda. 28[E cumpriu-se a Escritura que diz: “Com malfeitores foi contado.”]

29Os que iam passando blasfemavam contra ele, balançando a cabeça e dizendo:

— Ah! Você que destrói o santuário e em três dias o reedifica! 30Salve a si mesmo, descendo da cruz!

31De igual modo, os principais sacerdotes com os escribas, zombando, diziam entre si:

— Salvou os outros, a si mesmo não pode salvar. 32Que o Cristo, o rei de Israel, desça agora da cruz para que vejamos e creiamos.

Também os que com ele foram crucificados o insultavam.

A morte de Jesus

33Chegado o meio-dia, houve trevas sobre toda a terra até as três horas da tarde. 34E às três horas, Jesus clamou em alta voz:

— Eloí, Eloí, lemá sabactani? — Isso quer dizer: “Deus meu, Deus meu, por que me desamparaste?”

35E alguns dos que estavam ali, ouvindo isto, diziam:

— Vejam! Ele chama por Elias!

36E um deles correu para embeber uma esponja em vinagre e, colocando-a na ponta de um caniço, deu-lhe de beber, dizendo:

— Esperem! Vejamos se Elias vem tirá-lo!

37Mas Jesus, dando um forte grito, expirou. 38E o véu do santuário se rasgou em duas partes, de alto a baixo. 39O centurião que estava em frente de Jesus, vendo que assim havia expirado, disse:

— Verdadeiramente este homem era o Filho de Deus.

40Estavam também ali algumas mulheres, observando de longe. Entre elas estavam Maria Madalena, Maria, mãe de Tiago, o Menor, e de José, e ainda Salomé. 41Quando Jesus estava na Galileia, essas mulheres o acompanhavam e serviam. E, além destas, havia muitas outras que tinham ido com ele para Jerusalém.

O sepultamento de Jesus

42Ao cair da tarde, por ser o dia da preparação, isto é, a véspera do sábado, 43José de Arimateia, ilustre membro do Sinédrio, que também esperava o Reino de Deus, dirigiu-se ousadamente a Pilatos e pediu o corpo de Jesus. 44Mas Pilatos admirou-se de que ele já tivesse morrido. E, tendo chamado o centurião, perguntou-lhe se havia muito que Jesus tinha morrido. 45Após certificar-se, pela informação do comandante, cedeu o corpo a José. 46Este, baixando o corpo da cruz, envolveu-o num lençol que tinha comprado e o depositou num túmulo que tinha sido aberto numa rocha; e rolou uma pedra para a entrada do túmulo. 47Maria Madalena e Maria, mãe de José, observaram onde ele foi posto.

Marcos 15:21-47NAAAbrir na Bíblia

A idolatria de Salomão

1Além da filha de Faraó, Salomão amou muitas mulheres estrangeiras: moabitas, amonitas, edomitas, sidônias e heteias, 2mulheres das nações de que o Senhor tinha dito aos filhos de Israel: “Não casem com elas, nem casem elas com vocês, pois perverteriam o coração de vocês, para seguirem os seus deuses.” A estas Salomão se apegou pelo amor. 3Tinha setecentas mulheres que eram princesas e trezentas concubinas; e suas mulheres lhe perverteram o coração. 4Sendo já velho, suas mulheres lhe perverteram o coração para seguir outros deuses, e o coração dele não era fiel ao Senhor, seu Deus, como havia sido fiel o coração de Davi, seu pai. 5Salomão seguiu Astarote, deusa dos sidônios, e Milcom, abominação dos amonitas. 6Assim, Salomão fez o que era mau aos olhos do Senhor e não perseverou em seguir o Senhor, como Davi, seu pai, havia feito. 7Nesse tempo, sobre o monte que fica diante de Jerusalém, Salomão construiu um santuário a Quemos, abominação de Moabe, e a Moloque, abominação dos filhos de Amom. 8Assim fez para todas as suas mulheres estrangeiras, as quais queimavam incenso e ofereciam sacrifícios aos seus deuses.

A ira de Deus contra Salomão

9O Senhor se indignou contra Salomão, por ter desviado o seu coração do Senhor, Deus de Israel, que lhe havia aparecido duas vezes 10e ordenado que não seguisse outros deuses. Ele, porém, não guardou o que o Senhor lhe havia ordenado. 11Por isso o Senhor disse a Salomão:

— Já que você procedeu assim e não guardou a minha aliança, nem os meus estatutos que lhe ordenei, vou tirar o reino de você e dá-lo a um dos seus servos. 12No entanto, por amor a Davi, seu pai, não farei isso enquanto você estiver vivo, mas durante o reinado do seu filho. 13Todavia, não tirarei o reino todo; darei uma tribo a seu filho, por amor a Davi, meu servo, e por amor a Jerusalém, que escolhi.

Os adversários de Salomão

14O Senhor levantou um adversário contra Salomão, a saber, Hadade, o edomita, que era da linhagem real de Edom. 15Porque, quando Davi esteve em Edom, Joabe, o comandante do exército, que tinha ido sepultar os mortos, matou todos os homens em Edom. 16Porque Joabe ficou ali seis meses com todo o Israel, até que eliminou todos os homens em Edom. 17Porém Hadade fugiu para o Egito na companhia de alguns homens edomitas, dos servos de seu pai. Na ocasião, Hadade era ainda muito jovem. 18Partiram de Midiã e foram até Parã, de onde levaram consigo alguns homens e chegaram ao Egito, a Faraó, rei do Egito, que deu a Hadade uma casa, e lhe prometeu sustento, e lhe deu terras. 19Hadade encontrou favor aos olhos de Faraó, tanto que este lhe deu por mulher a irmã de sua própria mulher, 20a irmã de Tafnes, a rainha. A irmã de Tafnes deu-lhe à luz seu filho Genubate, que foi criado por Tafnes na casa de Faraó, onde Genubate ficou entre os filhos de Faraó.

21Quando Hadade soube no Egito que Davi tinha morrido e que Joabe, comandante do exército, estava morto, disse a Faraó:

— Deixe-me voltar para a minha terra.

22Então Faraó lhe perguntou:

— Mas o que lhe falta comigo, para que você queira voltar para a sua terra?

Hadade respondeu:

— Não me falta nada; mas deixe-me ir.

23Deus levantou mais um adversário contra Salomão, a saber, Rezom, filho de Eliada, que havia fugido de seu senhor Hadadezer, rei de Zobá. 24Ele ajuntou homens e se fez chefe de um bando. Depois do morticínio feito por Davi, eles se foram para Damasco, onde habitaram e fizeram de Rezom o seu rei. 25Este foi adversário de Israel durante toda a vida de Salomão, e lhe fez mal, como Hadade havia feito. Rezom detestava Israel e reinava sobre a Síria.

Aías prediz que Jeroboão será rei de Israel

26Jeroboão, filho de Nebate, efraimita de Zereda, servo de Salomão, e cuja mãe era uma viúva chamada Zerua, revoltou-se contra o rei. 27Esta foi a causa por que levantou a sua mão contra o rei: Salomão estava edificando Milo e reparando as brechas da cidade de seu pai Davi. 28Jeroboão era um homem valente e capaz. Quando Salomão viu que ele era um jovem que fazia bem o seu trabalho, ele o encarregou de todos os trabalhadores forçados da casa de José. 29Aconteceu que, nesse tempo, quando Jeroboão estava saindo de Jerusalém, o profeta Aías, de Siló, o encontrou no caminho. O profeta estava usando uma capa nova, e os dois estavam sozinhos no campo. 30Aías pegou a capa nova que estava usando, rasgou-a em doze pedaços 31e disse a Jeroboão:

— Pegue dez pedaços, porque assim diz o Senhor, Deus de Israel: “Eis que rasgarei o reino das mãos de Salomão, e a você darei dez tribos. 32Porém ele terá uma tribo, por amor a Davi, meu servo, e por amor a Jerusalém, a cidade que escolhi de todas as tribos de Israel. 33Porque Salomão me abandonou e se inclinou diante de Astarote, deusa dos sidônios, diante de Quemos, deus de Moabe, e diante de Milcom, deus dos filhos de Amom. Ele não andou nos meus caminhos para fazer o que é reto aos meus olhos, a saber, para guardar os meus estatutos e os meus juízos, como fez Davi, seu pai. 34Porém não vou tirar de Salomão o reino todo; pelo contrário, farei com que ele governe durante todos os dias da sua vida, por amor a Davi, meu servo, que escolhi e que guardou os meus mandamentos e os meus estatutos. 35Mas da mão do filho de Salomão tomarei o reino, a saber, as dez tribos, e as darei a você. 36E ao filho dele darei uma tribo, para que Davi, meu servo, tenha sempre uma lâmpada diante de mim em Jerusalém, a cidade que escolhi para pôr ali o meu nome. 37Quanto a você, eu o tomarei e você reinará sobre tudo o que desejar a sua alma; e você será rei sobre Israel. 38Se você ouvir tudo o que eu lhe ordenar, e andar nos meus caminhos, e fizer o que é reto aos meus olhos, guardando os meus estatutos e os meus mandamentos, como fez Davi, meu servo, eu estarei com você, e lhe edificarei uma casa estável, como edifiquei para Davi, e darei Israel a você. 39Por causa disso, afligirei a descendência de Davi, mas não para sempre.”

40Salomão tentou matar Jeroboão, mas este se levantou e fugiu para o Egito, para junto de Sisaque, rei do Egito; e ali permaneceu até a morte de Salomão.

A morte de Salomão

2Cr 9.29-31

41Quanto aos demais atos de Salomão, a tudo o que fez e à sua sabedoria, não está tudo escrito no Livro da História de Salomão? 42O tempo que Salomão reinou sobre todo o Israel, em Jerusalém, foi de quarenta anos. 43Salomão morreu e foi sepultado na Cidade de Davi, seu pai, e Roboão, seu filho, reinou em seu lugar.

1Reis 11NAAAbrir na Bíblia

Castigo definitivo

1“Quando Efraim falava,

havia tremor;

foi exaltado em Israel.

Mas ele se fez culpado

por causa de Baal e morreu.

2Agora, pecam cada vez mais,

e da sua prata

fazem imagens de fundição,

ídolos segundo o seu conceito,

todos obra de artífices, e dizem:

‘Ofereçam sacrifícios a eles.’

Chegam até a beijar esses bezerros!

3Por isso, serão

como a névoa da manhã,

como o orvalho da madrugada,

que logo desaparece,

como a palha

que o vento leva da eira

e como a fumaça

que sai por uma janela.”

4“Mas eu sou o Senhor, seu Deus,

desde a terra do Egito.

Portanto, vocês não conhecerão

outro deus além de mim,

porque não há salvador, a não ser eu.

5Eu os conheci no deserto,

em terra muito seca.

6Quando tinham comida,

eles se fartaram,

e, uma vez fartos,

seu coração se encheu de orgulho;

por isso, se esqueceram de mim.

7Portanto, serei para eles

como um leão;

como um leopardo,

ficarei espreitando no caminho.

8Como ursa,

roubada dos seus filhotes,

eu os atacarei

e lhes rasgarei o peito.

Como leão,

eu os devorarei ali mesmo;

como um animal selvagem,

os farei em pedaços.”

9“A sua ruína, ó Israel,

vem de você,

e só de mim, o seu socorro.

10Onde está, agora, o seu rei,

para que o salve

em todas as suas cidades?

E os seus juízes,

dos quais você disse:

‘Dê-me um rei e príncipes’?

11Eu lhe dei um rei na minha ira,

e o tirei de você no meu furor.”

12“As iniquidades de Efraim

estão atadas juntas;

o seu pecado está armazenado.

13As dores de parto virão,

mas ele é filho insensato;

porque será tempo de nascer,

mas ele não estará no lugar

por onde deve vir ao mundo.”

14“Eu os remirei

do poder do inferno

e os resgatarei da morte.

Onde estão, ó morte,

as suas pragas?

Onde está, ó inferno,

a sua destruição?

Meus olhos estarão fechados

para a compaixão.”

15“Ainda que Efraim dê frutos

entre os irmãos,

virá o vento leste, vento do Senhor,

subindo do deserto;

ele secará a sua nascente

e estancará a sua fonte;

ele saqueará o tesouro

de todas as coisas preciosas.

16Samaria levará sobre si

a sua culpa,

porque se rebelou

contra o seu Deus;

cairá à espada,

seus filhos serão despedaçados,

e as suas mulheres grávidas

serão abertas pelo meio.”

Oseias 13NAAAbrir na Bíblia
Sociedade Bíblica do Brasilv.4.19.1
SIGA A SBB: