Sociedade Bíblica do Brasil
Sociedade Bíblica do Brasil

Plano de leitura da Bíblia – dia 190

Texto(s) da Bíblia

Jesus diante de Pilatos

1Logo pela manhã, os principais sacerdotes entraram em conselho com os anciãos, os escribas e todo o Sinédrio; e, amarrando Jesus, levaram-no e o entregaram a Pilatos. 2Pilatos perguntou:

— Você é o rei dos judeus?

Jesus respondeu:

— O senhor está dizendo isso.

3E os principais sacerdotes o acusavam de muitas coisas. 4Então Pilatos tornou a perguntar:

— Você não vai responder nada? Veja quantas acusações fazem contra você!

5Jesus, porém, não disse mais nada, a ponto de Pilatos muito se admirar.

Jesus é condenado à morte

6Ora, por ocasião da festa, era costume soltar ao povo um dos presos, aquele que eles pedissem. 7Havia um, chamado Barrabás, preso com rebeldes, os quais em um tumulto haviam cometido homicídio. 8Vindo a multidão, começou a pedir que Pilatos lhes fizesse como de costume. 9E Pilatos lhes respondeu, dizendo:

— Vocês querem que eu lhes solte o rei dos judeus?

10Pois ele bem percebia que era por inveja que os principais sacerdotes lhe haviam entregado Jesus. 11Mas os principais sacerdotes incitaram a multidão no sentido de que lhes soltasse, de preferência, Barrabás. 12E Pilatos lhes perguntou:

— O que, então, vocês querem que eu faça com este a quem vocês chamam de rei dos judeus?

13Eles gritaram:

— Crucifique-o!

14Mas Pilatos lhes disse:

— Que mal fez ele?

Porém eles gritavam cada vez mais:

— Crucifique-o!

15Então Pilatos, querendo contentar a multidão, lhes soltou Barrabás. E, depois de mandar açoitar Jesus, entregou-o para ser crucificado.

Os soldados zombam de Jesus

16Então os soldados levaram Jesus para dentro do palácio, que é o Pretório, e reuniram toda a tropa. 17Vestiram Jesus com um manto púrpura e, tecendo uma coroa de espinhos, a puseram na cabeça dele. 18E o saudavam, dizendo:

— Salve, rei dos judeus!

19Batiam na cabeça dele com um caniço, cuspiam nele e, pondo-se de joelhos, o adoravam. 20Depois de terem zombado dele, tiraram-lhe o manto púrpura e o vestiram com as suas próprias roupas. Então conduziram Jesus para fora a fim de o crucificarem.

Marcos 15:1-20NAAAbrir na Bíblia

A rainha de Sabá visita Salomão

2Cr 9.1-12

1Quando a rainha de Sabá ouviu falar da fama de Salomão, com respeito ao nome do Senhor, veio prová-lo com perguntas difíceis. 2Chegou a Jerusalém com uma enorme comitiva, com camelos carregados de especiarias, grande quantidade de ouro e pedras preciosas. Ela se apresentou diante de Salomão e lhe expôs tudo o que trazia em sua mente. 3Salomão respondeu todas as perguntas que ela fez, e não houve nada profundo demais que o rei não pudesse explicar. 4Quando a rainha de Sabá viu toda a sabedoria de Salomão, o palácio que ele havia construído, 5a comida que era servida na mesa dele, o lugar dos seus oficiais, o serviço dos seus criados e os trajes deles, seus copeiros, e o holocausto que oferecia na Casa do Senhor, ficou como fora de si 6e disse ao rei:

— É verdade o que ouvi na minha terra a respeito de você e a respeito da sua sabedoria. 7Eu, porém, não acreditava naquelas palavras, até que vim e vi com os meus próprios olhos. Eis que não me contaram nem a metade: você supera em sabedoria e prosperidade a fama que ouvi. 8Felizes os homens à sua volta, felizes estes seus servos que estão sempre diante de você e que ouvem a sua sabedoria! 9Bendito seja o Senhor, seu Deus, que se agradou de você e o colocou no trono de Israel. O Senhor ama Israel para sempre e, por isso, ele o constituiu rei, para que você execute o juízo e a justiça.

10Ela entregou ao rei quatro toneladas de ouro, grande quantidade de especiarias e pedras preciosas. Nunca mais veio especiaria em tanta abundância, como a que a rainha de Sabá ofereceu ao rei Salomão.

11Também os navios de Hirão, que transportavam ouro de Ofir, traziam de lá grande quantidade de madeira de sândalo e pedras preciosas. 12Desta madeira de sândalo o rei mandou fazer corrimões para a Casa do Senhor e para o palácio real, bem como harpas e liras para os cantores. Tal madeira nunca se havia trazido para ali, nem se viu mais semelhante madeira até o dia de hoje.

13O rei Salomão deu à rainha de Sabá tudo o que ela quis e pediu, além de tudo o que lhe deu por sua generosidade real. Então ela voltou e foi para a sua terra, ela e os seus servos.

As riquezas de Salomão

2Cr 1.14-17; 9.13-28

14O peso do ouro que se trazia a Salomão a cada ano era de cerca de vinte e três toneladas, 15além do que entrava dos vendedores e dos negociantes, de todos os reis da Arábia e dos governadores da terra. 16O rei Salomão fez duzentos grandes escudos de ouro batido, empregando sete quilos e duzentos gramas de ouro em cada escudo. 17Fez também trezentos escudos menores de ouro batido, empregando um quilo e oitocentos gramas de ouro em cada escudo. E o rei os pôs na Casa do Bosque do Líbano. 18O rei fez também um grande trono de marfim e o cobriu de ouro puríssimo. 19O trono tinha seis degraus, e o encosto do trono, ao alto, era redondo. De ambos os lados do assento havia um braço, e a figura de um leão junto a cada um dos braços. 20Doze leões estavam ali sobre os seis degraus, um em cada extremo destes. Nunca se havia feito obra semelhante em nenhum outro reino. 21Todas as taças que o rei Salomão usava para beber eram de ouro, e também de ouro puro eram todos os objetos da Casa do Bosque do Líbano. Não havia nada de prata, porque nos dias de Salomão não se dava nenhum valor a ela. 22Porque o rei tinha no mar uma frota de Társis, junto com os navios de Hirão. De três em três anos, a frota voltava de Társis, trazendo ouro, prata, marfim, bugios e pavões.

23Assim, o rei Salomão excedeu a todos os reis do mundo, tanto em riqueza como em sabedoria. 24Todo o mundo queria ver Salomão para ouvir a sabedoria que Deus tinha posto no coração dele. 25Cada um trazia o seu presente: objetos de prata e de ouro, roupas, armaduras, especiarias, cavalos e mulas. E foi assim ano após ano. 26Salomão ajuntou carros de guerra e cavaleiros. Tinha mil e quatrocentos carros de guerra e doze mil cavaleiros, que espalhou pelas cidades onde mantinha os carros, deixando uma parte junto ao rei, em Jerusalém. 27O rei fez com que, em Jerusalém, a prata fosse tão comum como as pedras e os cedros fossem tão numerosos como os sicômoros que estão na Sefelá. 28Os cavalos de Salomão vinham do Egito e da Cilícia, e comerciantes do rei os importavam da Cilícia por certo preço. 29Importava-se do Egito um carro de guerra por seiscentas moedas de prata e um cavalo por cento e cinquenta. Nas mesmas condições, as caravanas os traziam e os exportavam para todos os reis dos heteus e para os reis da Síria.

1Reis 10NAAAbrir na Bíblia

A condenação de Israel e de Judá

12“Efraim me cercou com mentiras,

e a casa de Israel, com engano;

mas Judá ainda está

do lado de Deus

e permanece fiel ao Santo.

Oseias 11:12NAAAbrir na Bíblia

1Efraim apascenta o vento

e persegue o vento leste

o dia inteiro.

Multiplica mentiras e destruição.

Faz aliança com a Assíria,

mas o azeite é levado

para o Egito.”

A acusação contra Judá

2“O Senhor tem uma controvérsia

com Judá

e castigará Jacó

segundo a sua conduta;

ele lhe dará o que merece

por seus atos.

3No ventre, Jacó pegou

no calcanhar de seu irmão;

no vigor da sua idade,

lutou com Deus.

4Lutou com o anjo e venceu;

chorou e pediu que o abençoasse.

Em Betel, encontrou Deus,

e ali Deus falou com ele.

5O Senhor, o Deus dos Exércitos,

o Senhor é o seu nome.

6Quanto a você,

volte para o seu Deus,

siga o amor e a justiça,

e espere sempre no seu Deus.”

7“Como mercador

que tem nas mãos

uma balança desonesta

e ama a opressão,

8Efraim diz:

‘Certamente fiquei rico!

Encontrei muitas riquezas!

Em todos esses meus esforços,

não encontrarão em mim

nenhum delito,

nada que seja pecado.’

9Mas eu sou o Senhor,

seu Deus,

desde a terra do Egito;

eu ainda os farei habitar

em tendas,

como nos dias da festa.”

10“Falei aos profetas

e multipliquei as visões;

e, pelo ministério dos profetas,

propus comparações.

11Será que há transgressão

em Gileade?

Eles são pura vaidade!

Em Gilgal sacrificam bois;

os seus altares serão

como montões de pedra

nos sulcos dos campos.

12Jacó fugiu para a terra da Síria;

ali Israel trabalhou

para conseguir uma esposa

e por ela guardou o gado.

13Mas o Senhor,

por meio de um profeta,

tirou Israel do Egito

e, por um profeta,

cuidou do seu povo.

14Efraim amargamente

o provocou à ira;

por isso, o seu Senhor fará

com que ele pague

pelo sangue que derramou

e lhe retribuirá

pelas suas afrontas.”

Oseias 12NAAAbrir na Bíblia
Sociedade Bíblica do Brasilv.4.19.1
SIGA A SBB: