Sociedade Bíblica do Brasil
Sociedade Bíblica do Brasil

Plano de leitura da Bíblia – dia 146

Texto(s) da Bíblia

O poder do evangelho

16Pois não me envergonho do evangelho, porque é o poder de Deus para a salvação de todo aquele que crê, primeiro do judeu e também do grego. 17Porque a justiça de Deus se revela no evangelho, de fé em fé, como está escrito: “O justo viverá por fé.”

A injustiça e a impureza dos seres humanos

18A ira de Deus se revela do céu contra toda impiedade e injustiça dos seres humanos que, por meio da sua injustiça, suprimem a verdade. 19Pois o que se pode conhecer a respeito de Deus é manifesto entre eles, porque Deus lhes manifestou. 20Porque os atributos invisíveis de Deus, isto é, o seu eterno poder e a sua divindade, claramente se reconhecem, desde a criação do mundo, sendo percebidos por meio das coisas que Deus fez. Por isso, os seres humanos são indesculpáveis. 21Porque, tendo conhecimento de Deus, não o glorificaram como Deus, nem lhe deram graças. Pelo contrário, se tornaram nulos em seus próprios raciocínios, e o coração insensato deles se obscureceu. 22Dizendo que eram sábios, se tornaram tolos 23e trocaram a glória do Deus incorruptível por imagens semelhantes ao ser humano corruptível, às aves, aos quadrúpedes e aos répteis.

24Por isso, Deus os entregou à impureza, pelos desejos do coração deles, para desonrarem o seu corpo entre si. 25Eles trocaram a verdade de Deus pela mentira, adorando e servindo a criatura em lugar do Criador, o qual é bendito para sempre. Amém!

26Por causa disso, Deus os entregou a paixões vergonhosas. Porque até as mulheres trocaram o modo natural das relações íntimas por outro, contrário à natureza. 27Da mesma forma, também os homens, deixando o contato natural da mulher, se inflamaram mutuamente em sua sensualidade, cometendo indecência, homens com homens, e recebendo, em si mesmos, a merecida punição do seu erro.

28E, por haverem desprezado o conhecimento de Deus, o próprio Deus os entregou a um modo de pensar reprovável, para praticarem coisas que não convêm. 29Estão cheios de todo tipo de injustiça, perversidade, avareza e maldade. Estão cheios de inveja, homicídio, discórdia, engano e malícia. São difamadores, 30caluniadores, inimigos de Deus, insolentes, arrogantes, orgulhosos, inventores de males, desobedientes aos pais, 31insensatos, desleais, sem afeição natural e sem misericórdia. 32Embora conheçam a sentença de Deus, de que os que praticam tais coisas são passíveis de morte, eles não somente as fazem, mas também aprovam os que as praticam.

Romanos 1:16-32NAAAbrir na Bíblia

Saul se encontra com Samuel

1Havia um homem de Benjamim, cujo nome era Quis, filho de Abiel, filho de Zeror, filho de Becorate, filho de Afias, benjamita, dono de muitos bens. 2Ele tinha um filho chamado Saul, moço e tão belo, que entre os filhos de Israel não havia outro mais belo do que ele. Dos ombros para cima, ele sobressaía a todo o povo.

3E aconteceu que as jumentas de Quis, pai de Saul, se extraviaram. Então Quis disse a Saul, seu filho:

— Leve agora com você um dos servos e vá procurar as jumentas.

4Eles atravessaram a região montanhosa de Efraim e a terra de Salisa, mas não as encontraram. Depois, passaram à terra de Saalim, mas as jumentas não estavam ali. Então atravessaram o território de Benjamim, mas também não as encontraram.

5Quando chegaram à terra de Zufe, Saul disse ao servo que estava com ele:

— Vamos voltar, porque, se não, o meu pai vai deixar de se preocupar com as jumentas para começar a se afligir por causa de nós.

6Porém o servo respondeu:

— Nesta cidade mora um homem de Deus que é muito estimado. Tudo o que ele diz acontece. Vamos agora até lá. Talvez ele possa nos mostrar o caminho que devemos seguir.

7Então Saul disse ao servo:

— Mas, se formos para lá, o que levaremos para aquele homem? Porque o pão que tínhamos em nossas sacolas acabou, e não temos nenhum presente para levar ao homem de Deus. Ou será que temos?

8O servo respondeu a Saul:

— Tenho ainda em mãos três gramas de prata, que darei ao homem de Deus, para que nos mostre o caminho.

9(Antigamente, em Israel, quando alguém ia consultar a Deus, dizia: “Vamos falar com o vidente.” Porque antigamente o profeta de hoje se chamava vidente.)

10Então Saul disse ao servo:

— Você tem razão. Vamos lá!

E foram à cidade onde morava o homem de Deus. 11Quando subiam pela encosta da cidade, encontraram umas moças que saíam a tirar água e lhes perguntaram:

— O vidente está aqui?

12Elas responderam:

— Está. Eis que ali vai ele, à sua frente. Vão depressa! Hoje ele veio à cidade, porque o povo vai oferecer um sacrifício no lugar alto. 13Ao entrarem na cidade, vocês o encontrarão, antes que ele suba ao lugar alto para comer. Porque o povo não comerá enquanto ele não chegar, porque ele tem de abençoar o sacrifício, e só depois os convidados irão comer. Vão agora, porque hoje vocês o acharão.

14Então eles foram até a cidade. Quando estavam entrando, eis que Samuel saiu ao encontro deles, para subir ao lugar alto.

15Ora, um dia antes de Saul chegar, o Senhor tinha revelado isso a Samuel, dizendo:

16— Amanhã a estas horas, enviarei a você um homem da terra de Benjamim, o qual você ungirá por príncipe sobre o meu povo de Israel. E ele livrará o meu povo das mãos dos filisteus. Porque olhei para o meu povo, pois o seu clamor chegou a mim.

17Quando Samuel viu Saul, o Senhor lhe disse:

— Eis o homem de quem lhe falei. Este dominará sobre o meu povo.

18Saul se aproximou de Samuel no meio do portão e disse:

— Peço que, por favor, me mostre onde é a casa do vidente.

19Samuel respondeu a Saul:

— Eu sou o vidente. Suba adiante de mim ao lugar alto. Hoje vocês comerão comigo. Pela manhã eu o deixarei ir e lhe contarei tudo o que está no seu coração. 20Quanto às jumentas que se perderam há três dias, não se preocupe com elas, porque já foram encontradas. E para quem está reservado tudo o que é precioso em Israel? Será que não é para você e para toda a casa de seu pai?

21Então Saul respondeu:

— Por acaso não sou eu um benjamita, da menor das tribos de Israel? E não é a minha família a menor de todas as famílias da tribo de Benjamim? Por que, então, você me fala com tais palavras?

22Samuel levou Saul e o servo dele à sala de jantar e lhes deu o lugar de honra entre os convidados, que eram cerca de trinta pessoas. 23Então Samuel disse ao cozinheiro:

— Traga aquela porção que eu lhe entreguei, aquela que eu lhe pedi para deixar reservada.

24O cozinheiro pegou a coxa com o que havia nela e a pôs diante de Saul. Então Samuel disse:

— Aqui está o que foi reservado. Pegue e coma, pois foi guardado para você para esta ocasião, quando eu disse: “Convidei o povo.”

Assim, Saul comeu com Samuel naquele dia.

25Depois que desceram do lugar alto para a cidade, Samuel falou com Saul no terraço. 26Levantaram-se de madrugada, quase ao raiar do dia, e Samuel chamou Saul para o terraço, dizendo:

— Levante-se, e eu irei com você para lhe indicar o caminho.

Saul levantou-se, e saíram ambos, ele e Samuel. 27Quando estavam chegando à extremidade da cidade, Samuel disse a Saul:

— Diga ao servo que passe à frente de nós. E você, quando ele tiver ido embora, espere um pouco, para que eu possa transmitir a você a palavra de Deus.

1Samuel 9NAAAbrir na Bíblia

Samuel unge Saul como rei de Israel

1Samuel pegou um vaso de azeite e o derramou sobre a cabeça de Saul. Então ele o beijou e disse:

— O Senhor está ungindo você como príncipe sobre a sua herança, o povo de Israel. 2Hoje, quando você se afastar de mim, encontrará dois homens junto ao túmulo de Raquel, no território de Benjamim, em Zelza. Eles lhe dirão: “Já foram achadas as jumentas que você foi procurar. E eis que agora o seu pai já não pensa no caso delas e está aflito por causa de vocês, dizendo: ‘Que posso fazer por meu filho?’” 3Ao seguir adiante, você chegará ao carvalho de Tabor. Ali virão ao seu encontro três homens, que vão subindo a Deus em Betel. Um estará levando três cabritos; outro, três pães; e o outro, um odre de vinho. 4Eles irão saudar você e lhe darão dois pães, que você deve aceitar. 5Então você seguirá para Gibeá-Eloim, onde está a guarnição dos filisteus. Ao entrar na cidade, você encontrará um grupo de profetas que descem do lugar alto. Eles estarão tocando liras, tambores, flautas e harpas. E estarão profetizando. 6O Espírito do Senhor se apossará de você, e você profetizará com eles e será mudado em outro homem. 7Quando estes sinais se cumprirem, faça o que a ocasião exigir, porque Deus está com você. 8Vá na minha frente para Gilgal. Eis que eu descerei para junto de você, a fim de oferecer holocaustos e apresentar ofertas pacíficas. Espere sete dias, até que eu venha para junto de você e diga o que você deve fazer.

Saul entre os profetas

9Aconteceu que, no momento em que Saul se virou para se despedir de Samuel, Deus lhe mudou o coração. E todos esses sinais aconteceram naquele mesmo dia. 10Quando eles chegaram a Gibeá, eis que um grupo de profetas saiu ao encontro deles. O Espírito de Deus se apossou de Saul, e ele profetizou no meio deles. 11Todos os que já o conheciam, vendo que ele profetizava com os profetas, perguntavam uns aos outros:

— Que é isso que aconteceu com o filho de Quis? Está também Saul entre os profetas?

12Então um homem do lugar perguntou:

— E quem é o pai dos outros?

Por isso surgiu este provérbio: “Está também Saul entre os profetas?” 13E, depois de profetizar, Saul seguiu para o alto do monte.

14O tio de Saul perguntou a ele e ao seu servo:

— Aonde vocês foram?

Saul respondeu:

— Fomos procurar as jumentas e, quando vimos que não apareciam, fomos falar com Samuel.

15Então o tio de Saul disse:

— Conte-me, por favor, o que Samuel disse a vocês.

16Saul respondeu:

— Ele nos disse que as jumentas tinham sido encontradas.

Porém Saul não contou ao tio o que Samuel tinha dito a respeito do reino.

1Samuel 10:1-16NAAAbrir na Bíblia

Confiança em meio à perseguição

Ao mestre de canto. Para instrumentos de cordas. Salmo didático de Davi

1Dá ouvidos, ó Deus,

à minha oração;

não te escondas da minha súplica.

2Atende-me e responde-me;

sinto-me perplexo

em minha queixa

e ando perturbado,

3por causa do clamor do inimigo

e da opressão do ímpio;

pois sobre mim lançam calamidade

e furiosamente me hostilizam.

4O meu coração

estremece no peito,

terrores de morte

caem sobre mim.

5Temor e tremor me sobrevêm,

e o horror se apodera de mim.

6Então eu disse: “Quem me dera

ter asas como a pomba!

Voaria e acharia descanso.

7Eis que fugiria para longe

e ficaria no deserto.

8Depressa eu me abrigaria

do vendaval e da tempestade.”

9Destrói, Senhor, e confunde

os seus conselhos,

porque vejo violência

e conflitos na cidade.

10Dia e noite andam em volta dela,

nas suas muralhas,

e, dentro delas, reinam

a corrupção e a maldade.

11Há destruição

no meio da cidade;

das suas praças não se afastam

a opressão e o engano.

12Porque não é um inimigo

que me afronta;

se o fosse, eu o suportaria;

nem é o que me odeia

quem se exalta contra mim,

pois dele eu me esconderia;

13mas é você, homem meu igual,

meu companheiro

e meu íntimo amigo.

14Juntos nos entretínhamos

e íamos com a multidão

à Casa de Deus.

15Que a morte os assalte,

e vivos desçam à sepultura!

Porque há maldade

nas suas moradas

e no seu íntimo.

16Eu, porém, invocarei a Deus,

e o Senhor me salvará.

17À tarde, pela manhã

e ao meio-dia,

farei as minhas queixas

e lamentarei;

e ele ouvirá a minha voz.

18Em paz ele livra a minha alma

dos que me perseguem;

pois são muitos contra mim.

19Deus ouvirá e lhes responderá,

ele, que preside

desde a eternidade,

porque não há neles

mudança nenhuma,

e não temem a Deus.

20Tal homem estendeu as mãos

contra os que tinham paz

com ele;

violou a sua aliança.

21A sua fala era mais macia

que a manteiga,

porém no coração havia guerra;

as suas palavras eram mais suaves

que o azeite,

mas eram, de fato,

espadas afiadas.

22Lance os seus cuidados

sobre o Senhor

e ele o susterá;

jamais permitirá que o justo

seja abalado.

23Tu, porém, ó Deus, os lançarás

na cova profunda.

Homens sanguinários

e fraudulentos

não chegarão à metade

dos seus dias;

eu, todavia, confiarei em ti.

Salmos 55NAAAbrir na Bíblia
Sociedade Bíblica do Brasilv.4.18.8
SIGA A SBB: