Sociedade Bíblica do Brasil
Sociedade Bíblica do Brasil

Plano de leitura da Bíblia – dia 111

Texto(s) da Bíblia

Filipe e o eunuco

26Um anjo do Senhor disse a Filipe:

— Levante-se e vá para o Sul, no caminho que desce de Jerusalém a Gaza; este se acha deserto.

27Filipe se levantou e foi.

Havia um etíope, eunuco, alto oficial de Candace, rainha dos etíopes, o qual era superintendente de todo o seu tesouro. Ele tinha vindo adorar em Jerusalém 28e estava regressando ao seu país. E, assentado na sua carruagem, vinha lendo o profeta Isaías. 29Então o Espírito disse a Filipe:

— Aproxime-se dessa carruagem e acompanhe-a.

30Correndo para lá, Filipe ouviu que o homem estava lendo o profeta Isaías. Então perguntou:

— O senhor entende o que está lendo?

31Ele respondeu:

— Como poderei entender, se ninguém me explicar?

E convidou Filipe a subir e sentar-se ao seu lado. 32Ora, a passagem da Escritura que ele estava lendo era esta:

“Foi levado como ovelha

ao matadouro;

e, como um cordeiro mudo

diante do seu tosquiador,

ele não abriu a boca.

33Na sua humilhação,

lhe negaram justiça;

quem poderá falar

da sua descendência?

Porque a vida dele

é tirada da terra.”

34Então o eunuco disse a Filipe:

— Peço que você me explique a quem se refere o profeta. Fala de si mesmo ou de outra pessoa?

35Então Filipe explicou. E, começando com esta passagem da Escritura, anunciou-lhe a mensagem de Jesus.

36Seguindo pelo caminho, chegaram a certo lugar onde havia água. Então o eunuco disse:

— Eis aqui água. O que impede que eu seja batizado?

37[Filipe respondeu:

— É lícito, se você crê de todo o coração.

Então ele disse:

— Creio que Jesus Cristo é o Filho de Deus.]

38Então mandou parar a carruagem, ambos desceram à água, e Filipe batizou o eunuco. 39Quando saíram da água, o Espírito do Senhor arrebatou Filipe, e o eunuco não o viu mais; e este foi seguindo o seu caminho, cheio de alegria. 40Mas Filipe foi visto outra vez em Azoto; e, seguindo viagem, evangelizava todas as cidades até chegar a Cesareia.

Atos 8:26-40NAAAbrir na Bíblia

Deus anima Josué

1Depois que Moisés, servo do Senhor, morreu, o Senhor falou a Josué, filho de Num, auxiliar de Moisés, dizendo:

2— Moisés, meu servo, está morto. Prepare-se, agora, e passe este Jordão, você e todo este povo, e entre na terra que eu vou dar aos filhos de Israel. 3Todo lugar em que puserem a planta do pé eu darei a vocês, como prometi a Moisés. 4O território de vocês irá desde o deserto e o Líbano até o grande rio, o rio Eufrates, estendendo-se através de toda a terra dos heteus e até o mar Grande, na direção do poente do sol. 5Ninguém poderá resistir a você todos os dias da sua vida. Assim como estive com Moisés, estarei com você. Não o deixarei, nem o abandonarei. 6Seja forte e corajoso, porque você fará este povo herdar a terra que, sob juramento, prometi dar aos pais deles. 7Tão somente seja forte e muito corajoso para que você tenha o cuidado de fazer segundo toda a Lei que o meu servo Moisés lhe ordenou. Não se desvie dela, nem para a direita nem para a esquerda, para que seja bem-sucedido por onde quer que você andar. 8Não cesse de falar deste Livro da Lei; pelo contrário, medite nele dia e noite, para que você tenha o cuidado de fazer segundo tudo o que nele está escrito; então você prosperará e será bem-sucedido. 9Não foi isso que eu ordenei? Seja forte e corajoso! Não tenha medo, nem fique assustado, porque o Senhor, seu Deus, estará com você por onde quer que você andar.

Preparação para atravessar o Jordão

10Então Josué deu ordens aos chefes do povo, dizendo:

11— Passem pelo meio do arraial e ordenem ao povo, dizendo: “Preparem a comida, porque, daqui a três dias, vocês vão atravessar este Jordão, para que entrem na terra que o Senhor, seu Deus, lhes dá para que tomem posse dela.”

12Josué falou aos rubenitas, aos gaditas e à meia tribo de Manassés, dizendo:

13— Lembrem-se do que Moisés, servo do Senhor, ordenou a vocês, dizendo: “O Senhor, seu Deus, está dando descanso a vocês e lhes dará esta terra. 14Que as mulheres de vocês, as crianças e o gado fiquem na terra que Moisés lhes deu deste lado do Jordão. Mas vocês, todos os valentes, passarão armados na frente de seus irmãos e os ajudarão, 15até que o Senhor conceda descanso aos irmãos de vocês, como deu descanso a vocês, e eles também tomem posse da terra que o Senhor, o Deus de vocês, lhes dá. Depois, vocês poderão voltar e tomar posse da terra que Moisés, servo do Senhor, lhes deu por herança deste lado do Jordão, para o nascente do sol.”

16Eles responderam a Josué:

— Tudo o que você nos ordenou faremos e aonde quer que você nos enviar iremos. 17Como em tudo obedecemos a Moisés, assim obedeceremos a você; tão somente esteja com você o Senhor, seu Deus, como esteve com Moisés. 18Todo homem que se rebelar contra as ordens que você der e não obedecer às suas palavras em tudo o que você lhe ordenar será morto; tão somente seja forte e corajoso.

Josué 1NAAAbrir na Bíblia

Os espias e Raabe

1Da localidade de Sitim, Josué, filho de Num, enviou secretamente dois espias, dizendo:

— Vão e observem a terra e a cidade de Jericó.

Eles foram e entraram na casa de uma mulher prostituta, cujo nome era Raabe, e pousaram ali. 2Então a seguinte notícia chegou aos ouvidos do rei de Jericó:

— Eis que, esta noite, vieram aqui uns homens dos filhos de Israel para espiar a terra.

3Por isso, o rei de Jericó mandou dizer a Raabe:

— Traga para fora esses homens que vieram a você e que estão aí em sua casa, porque vieram espiar toda a terra.

4Mas a mulher, que havia escondido os dois homens, respondeu:

— É verdade que os homens vieram a mim, mas eu não sabia de onde eram. 5Quando o portão da cidade ia ser fechado, sendo já escuro, eles saíram. Não sei para onde foram. Se forem depressa atrás deles, ainda os alcançarão.

6Ela, porém, os tinha levado para o terraço da casa e os havia escondido entre as canas de linho que havia colocado em ordem no terraço.

7Aqueles homens foram atrás dos espias pelo caminho que leva aos vaus do Jordão. E, depois que eles saíram, fechou-se o portão da cidade.

8Antes que os espias se deitassem, Raabe foi aonde eles estavam, no terraço, 9e lhes disse:

— Bem sei que o Senhor deu esta terra a vocês, e que o pavor que vocês estão causando caiu sobre nós, e que todos os moradores da terra estão se derretendo de medo. 10Porque ouvimos que o Senhor secou as águas do mar Vermelho diante de vocês, quando saíram do Egito. Também ouvimos o que vocês fizeram com os dois reis dos amorreus, Seom e Ogue, que estavam do outro lado do Jordão, os quais vocês destruíram. 11Quando ouvimos isso, o nosso coração se derreteu, todos ficamos desanimados, por causa da presença de vocês. Porque o Senhor, o Deus de vocês, é Deus em cima nos céus e embaixo na terra. 12E agora jurem pelo Senhor que, assim como usei de misericórdia para com vocês, vocês também usarão de misericórdia para com a casa de meu pai e que me darão um sinal certo 13de que conservarão a vida de meu pai e de minha mãe, dos meus irmãos e das minhas irmãs, com tudo o que eles têm, e de que livrarão a nossa vida da morte.

14Então os homens lhe disseram:

— A nossa vida responderá pela de vocês, se vocês não denunciarem esta nossa missão. E, quando o Senhor nos der esta terra, usaremos de bondade e de fidelidade para com você.

15Então ela os fez descer por uma corda pela janela, porque a casa em que ela morava estava construída sobre a muralha da cidade. 16E disse a eles:

— Vão para o monte, para que os perseguidores não os encontrem. Escondam-se lá durante três dias, até que eles voltem; e, depois, sigam o seu caminho.

17Os homens lhe disseram:

— Estaremos desobrigados deste seu juramento que você nos fez jurar, 18se, quando entrarmos nesta terra, você não amarrar este cordão de fio de escarlate na janela por onde você nos fez descer; e se você não reunir em sua casa o seu pai, a sua mãe, os seus irmãos e toda a família de seu pai. 19Quem sair para fora da porta da casa será responsável pelo que lhe acontecer, e nós seremos inocentes; mas, se alguém puser a mão em alguém que estiver com você dentro de casa, nós seremos responsáveis. 20E, se você denunciar esta nossa missão, estaremos desobrigados do juramento que você nos fez jurar.

21E ela disse:

— Que seja assim como vocês disseram.

Então Raabe os despediu, e eles se foram. E ela amarrou o cordão de escarlate na janela.

22Os espias foram e chegaram ao monte. E ficaram lá durante três dias, até que os perseguidores voltaram a Jericó; porque os perseguidores os procuraram por todo o caminho, porém não os acharam. 23Assim, os dois homens voltaram. Desceram do monte, passaram o rio, e vieram a Josué, filho de Num, e lhe contaram tudo o que lhes havia acontecido. 24E disseram a Josué:

— Certamente o Senhor entregou toda esta terra em nossas mãos, e todos os seus moradores estão se derretendo de medo por causa de nós.

Josué 2NAAAbrir na Bíblia

Jesus aparece a sete discípulos

1Depois disso, Jesus se manifestou outra vez aos discípulos junto ao mar de Tiberíades. Foi assim que ele se manifestou: 2Estavam juntos Simão Pedro, Tomé, chamado Dídimo, Natanael, que era de Caná da Galileia, os filhos de Zebedeu e mais dois discípulos de Jesus. 3Simão Pedro disse aos outros:

— Vou pescar.

Os outros responderam:

— Nós também vamos com você.

Foram e entraram no barco, mas, naquela noite, não pegaram nada.

4Ao romper o dia, Jesus estava na praia, mas os discípulos não reconheceram que era ele. 5Jesus lhes perguntou:

— Filhos, será que vocês têm aí alguma coisa para comer?

Eles responderam:

— Não.

6Então Jesus disse:

— Joguem a rede à direita do barco e vocês acharão.

Assim fizeram e já não podiam puxar a rede, tão grande era a quantidade de peixes. 7E o discípulo a quem Jesus amava disse a Pedro:

— É o Senhor!

Simão Pedro, ouvindo que era o Senhor, cingiu-se com a sua túnica, porque tinha tirado a roupa, e lançou-se ao mar. 8Os outros discípulos vieram no barquinho puxando a rede com os peixes, porque estavam somente a uns noventa metros da margem.

9Ao saltarem em terra, viram ali umas brasas com peixe por cima; e também havia pão. 10Jesus lhes disse:

— Tragam alguns dos peixes que vocês acabaram de pegar.

11Simão Pedro entrou no barco e arrastou a rede para a terra. A rede estava cheia, com cento e cinquenta e três grandes peixes. E, mesmo sendo tantos peixes, a rede não se rompeu. 12Jesus disse a eles:

— Venham comer.

Nenhum dos discípulos ousava perguntar: “Quem é você?” Porque sabiam que era o Senhor. 13Jesus veio, pegou o pão e deu a eles. Depois fez a mesma coisa com o peixe. 14E esta já era a terceira vez que Jesus se manifestava aos seus discípulos depois de ressuscitado dentre os mortos.

Jesus e Pedro

15Depois de terem comido, Jesus perguntou a Simão Pedro:

— Simão, filho de João, você me ama mais do que estes outros me amam?

Ele respondeu:

— Sim, o Senhor sabe que eu o amo.

Jesus lhe disse:

— Apascente os meus cordeiros.

16Jesus perguntou pela segunda vez:

— Simão, filho de João, você me ama?

Ele respondeu:

— Sim, o Senhor sabe que eu o amo.

Jesus lhe disse:

— Pastoreie as minhas ovelhas.

17Pela terceira vez Jesus lhe perguntou:

— Simão, filho de João, você me ama?

Pedro ficou triste por Jesus ter perguntado pela terceira vez: “Você me ama?” E respondeu:

— O Senhor sabe todas as coisas; sabe que eu o amo.

Jesus lhe disse:

— Apascente as minhas ovelhas. 18Em verdade, em verdade lhe digo que, quando era mais moço, você se cingia e andava por onde queria. Mas, quando você for velho, estenderá as mãos, e outro o cingirá e o levará para onde você não quer ir.

19Jesus disse isso para significar com que tipo de morte Pedro havia de glorificar a Deus. Depois de falar assim, Jesus acrescentou:

— Siga-me.

Jesus e o outro discípulo

20Então Pedro, voltando-se, viu que o discípulo a quem Jesus amava vinha seguindo; era o mesmo que na ceia havia se reclinado sobre o peito de Jesus para perguntar: “Senhor, quem é o traidor?” 21Ao vê-lo, Pedro perguntou a Jesus:

— Senhor, e quanto a este?

22Jesus respondeu:

— Se eu quero que ele permaneça até que eu venha, o que você tem com isso? Quanto a você, siga-me.

23Então se espalhou entre os irmãos a notícia de que aquele discípulo não morreria. Ora, Jesus não tinha dito que tal discípulo não morreria, mas: “Se eu quero que ele permaneça até que eu venha, o que você tem com isso?”

O testemunho de João

24Este é o discípulo que dá testemunho a respeito destas coisas e que as escreveu; e sabemos que o seu testemunho é verdadeiro.

25Há, porém, ainda muitas outras coisas que Jesus fez. Se todas elas fossem relatadas uma por uma, penso que nem no mundo inteiro caberiam os livros que seriam escritos.

João 21NAAAbrir na Bíblia
Sociedade Bíblica do Brasilv.4.19.1
SIGA A SBB: