Sociedade Bíblica do Brasil
Sociedade Bíblica do Brasil

Plano de leitura da Bíblia – dia 11

Texto(s) da Bíblia

Jesus, o Salvador dos humildes

21Naquela hora, Jesus exultou no Espírito Santo e exclamou:

— Graças te dou, ó Pai, Senhor do céu e da terra, porque escondeste estas coisas dos sábios e instruídos e as revelaste aos pequeninos. Sim, ó Pai, porque assim foi do teu agrado.

22— Tudo me foi entregue por meu Pai. Ninguém sabe quem é o Filho, a não ser o Pai; e também ninguém sabe quem é o Pai, a não ser o Filho e aquele a quem o Filho o quiser revelar.

23E, voltando-se para os seus discípulos, Jesus lhes disse em particular:

— Bem-aventurados os olhos que veem as coisas que vocês estão vendo. 24Pois eu lhes digo que muitos profetas e reis quiseram ver o que vocês estão vendo, mas não viram; e quiseram ouvir o que vocês estão ouvindo, mas não ouviram.

O bom samaritano

25E eis que certo homem, intérprete da Lei, se levantou com o objetivo de pôr Jesus à prova e lhe perguntou:

— Mestre, que farei para herdar a vida eterna?

26Então Jesus lhe perguntou:

— O que está escrito na Lei? Como você a entende?

27A isto ele respondeu:

— “Ame o Senhor, seu Deus, de todo o seu coração, de toda a sua alma, com todas as suas forças e todo o seu entendimento.” E: “Ame o seu próximo como você ama a si mesmo.”

28Então Jesus lhe disse:

— Você respondeu corretamente. Faça isto e você viverá.

29Mas ele, querendo justificar-se, perguntou a Jesus:

— Quem é o meu próximo?

30Jesus prosseguiu, dizendo:

— Um homem descia de Jerusalém para Jericó e caiu nas mãos de alguns ladrões. Estes, depois de lhe tirar a roupa e lhe causar muitos ferimentos, retiraram-se, deixando-o semimorto. 31Por casualidade, um sacerdote estava descendo por aquele mesmo caminho e, vendo aquele homem, passou de largo. 32De igual modo, um levita descia por aquele lugar e, vendo-o, passou de largo. 33Certo samaritano, que seguia o seu caminho, passou perto do homem e, vendo-o, compadeceu-se dele. 34E, aproximando-se, fez curativos nos ferimentos dele, aplicando-lhes óleo e vinho. Depois, colocou aquele homem sobre o seu próprio animal, levou-o para uma hospedaria e tratou dele. 35No dia seguinte, separou dois denários e os entregou ao hospedeiro, dizendo: “Cuide deste homem. E, se você gastar algo a mais, farei o reembolso quando eu voltar.”

36Então Jesus perguntou:

— Qual destes três lhe parece ter sido o próximo do homem que caiu nas mãos dos ladrões?

37O intérprete da Lei respondeu:

— O que usou de misericórdia para com ele.

Então Jesus lhe disse:

— Vá e faça o mesmo.

Marta e Maria

38Quando eles seguiam viagem, Jesus entrou numa aldeia. E certa mulher, chamada Marta, hospedou-o na sua casa. 39Marta tinha uma irmã, chamada Maria, que, assentada aos pés do Senhor, ouvia o seu ensino. 40Marta agitava-se de um lado para outro, ocupada em muitos serviços. Então se aproximou de Jesus e disse:

— O Senhor não se importa com o fato de minha irmã ter deixado que eu fique sozinha para servir? Diga-lhe que venha me ajudar.

41Mas o Senhor respondeu:

— Marta! Marta! Você anda inquieta e se preocupa com muitas coisas, 42mas apenas uma é necessária. Maria escolheu a boa parte, e esta não lhe será tirada.

Lucas 10:21-42NAAAbrir na Bíblia

Deus promete um filho a Abraão

1O Senhor apareceu a Abraão nos carvalhais de Manre, quando ele estava assentado à entrada da tenda, no maior calor do dia. 2Abraão levantou os olhos, olhou, e eis que três homens estavam em pé diante dele. Ao vê-los, Abraão correu da porta da tenda ao encontro deles, prostrou-se em terra 3e disse:

— Senhor meu, se eu puder obter favor diante de seus olhos, peço que não passe adiante sem ficar um pouco com este seu servo. 4Vou pedir que se traga um pouco de água, para que lavem os pés e descansem debaixo desta árvore. 5Trarei um pouco de comida, para que refaçam as forças, visto que chegaram até este servo de vocês; depois, poderão seguir adiante.

Responderam:

— Faça como você disse.

6Abraão correu para a tenda de Sara e lhe disse:

— Amasse depressa três medidas da melhor farinha e faça pão.

7Abraão, por sua vez, correu ao gado, pegou um novilho tenro e bom, e o entregou a um empregado, que se apressou em prepará-lo. 8Pegou também coalhada e leite e o novilho que tinha mandado preparar e pôs tudo diante deles; e permaneceu em pé junto a eles debaixo da árvore; e eles comeram. 9Então lhe perguntaram:

— Onde está Sara, a sua mulher?

Ele respondeu:

— Está aí na tenda.

10Um deles disse:

— Certamente voltarei a você, daqui a um ano; e Sara, a sua mulher, dará à luz um filho.

Sara estava escutando, à porta da tenda, atrás de Abraão. 11Abraão e Sara já eram velhos, avançados em idade; e a Sara já lhe havia cessado o costume das mulheres. 12Por isso Sara riu em seu íntimo, dizendo consigo mesma:

— Depois de velha, e velho também o meu senhor, terei ainda prazer?

13Então o Senhor perguntou a Abraão:

— Por que Sara riu, dizendo: “Será verdade que darei ainda à luz, sendo velha?” 14Por acaso, existe algo demasiadamente difícil para o Senhor? Daqui a um ano, neste mesmo tempo, voltarei a você, e Sara terá um filho.

15Então Sara teve medo e negou, dizendo:

— Eu não ri.

Ele, porém, disse:

— Não é verdade; é certo que você riu.

Abraão intercede por Sodoma

16Quando aqueles homens se levantaram dali, olharam para Sodoma; e Abraão ia com eles, para os encaminhar. 17O Senhor disse:

— Será que eu devo esconder de Abraão o que estou para fazer, 18visto que Abraão certamente virá a ser uma grande e poderosa nação, e nele serão benditas todas as nações da terra? 19Porque eu o escolhi para que ordene aos seus filhos e a sua casa depois dele, a fim de que guardem o caminho do Senhor e pratiquem a justiça e o juízo, para que o Senhor faça vir sobre Abraão o que lhe prometeu.

20Então o Senhor disse:

— O clamor contra Sodoma e Gomorra tem aumentado, e o seu pecado é gravíssimo. 21Descerei e verei se, de fato, o que têm praticado corresponde a esse clamor que veio até mim. E, se este não for o caso, eu ficarei sabendo.

22Assim, aqueles homens partiram dali e foram para Sodoma; mas Abraão ainda permaneceu na presença do Senhor. 23E, aproximando-se, Abraão perguntou:

— Será que vais destruir o justo com o ímpio? 24Se houver, por acaso, cinquenta justos na cidade, ainda assim destruirás e não pouparás o lugar por amor dos cinquenta justos que nela se encontram? 25Longe de ti fazeres tal coisa: matar o justo com o ímpio, como se o justo fosse igual ao ímpio. Longe de ti! Será que o Juiz de toda a terra não faria justiça?

26Então o Senhor disse:

— Se eu encontrar cinquenta justos dentro da cidade de Sodoma, pouparei a cidade toda por amor a eles.

27Abraão continuou:

— Eis que me atrevi a falar ao Senhor, eu que sou pó e cinza. 28Caso faltarem cinco para cinquenta justos, destruirás por isso toda a cidade?

Deus respondeu:

— Não a destruirei se eu encontrar ali quarenta e cinco.

29Então Abraão disse:

— E se, por acaso, houver ali apenas quarenta?

Deus respondeu:

— Não o farei por amor aos quarenta.

30Abraão insistiu:

— Não se ire o Senhor, se eu continuar a falar. E se houver ali apenas trinta?

O Senhor respondeu:

— Não o farei se eu encontrar ali trinta.

31Abraão continuou:

— Eis que me atrevi a falar ao Senhor. E se, por acaso, houver ali apenas vinte?

O Senhor respondeu:

— Não a destruirei por amor aos vinte.

32Finalmente Abraão disse:

— Não se ire o Senhor, se lhe falo somente mais esta vez. E se, por acaso, houver ali apenas dez?

O Senhor respondeu:

— Não a destruirei por amor aos dez.

33Quando acabou de falar com Abraão, o Senhor se retirou, e Abraão voltou para onde estava antes.

Gênesis 18NAAAbrir na Bíblia

Deus é forte refúgio

Ao mestre de canto. Salmo de Davi

1No Senhor me refugio.

Como então vocês dizem

à minha alma:

“Fuja como um pássaro

para o seu monte”?

2Porque eis aí os ímpios,

armando os seus arcos;

colocam a flecha na corda,

para, às escondidas, dispararem

contra os retos de coração.

3Ora, se forem destruídos

os fundamentos,

que poderá fazer o justo?

4O Senhor está

no seu santo templo;

nos céus o Senhor tem

o seu trono;

os seus olhos estão atentos,

as suas pálpebras sondam

os filhos dos homens.

5O Senhor põe à prova

o justo e o ímpio;

mas ele abomina

o que ama a violência.

6Fará chover sobre os perversos

brasas de fogo e enxofre,

e vento abrasador será a parte

do cálice deles.

7Por ser justo,

o Senhor ama a justiça;

os retos lhe contemplarão a face.

Salmos 11NAAAbrir na Bíblia
Sociedade Bíblica do Brasilv.4.18.6
SIGA A SBB: