Sociedade Bíblica do Brasil
Sociedade Bíblica do Brasil

Plano de leitura da Bíblia – dia 107

Texto(s) da Bíblia

A escolha dos sete

1Naqueles dias, aumentando o número dos discípulos, houve murmuração dos helenistas contra os hebreus, porque as viúvas deles estavam sendo esquecidas na distribuição diária. 2Então os doze convocaram a comunidade dos discípulos e disseram:

— Não é correto que nós abandonemos a palavra de Deus para servir às mesas. 3Por isso, irmãos, escolham entre vocês sete homens de boa reputação, cheios do Espírito e de sabedoria, para os encarregarmos desse serviço. 4Quanto a nós, nos consagraremos à oração e ao ministério da palavra.

5O parecer agradou a todos. Então elegeram Estêvão, homem cheio de fé e do Espírito Santo, Filipe, Prócoro, Nicanor, Timão, Pármenas e Nicolau, prosélito de Antioquia. 6Apresentaram estes homens aos apóstolos, que, orando, lhes impuseram as mãos.

7A palavra de Deus crescia e, em Jerusalém, o número dos discípulos aumentava. Também um grande grupo de sacerdotes obedecia à fé.

Estêvão diante do Sinédrio

8Estêvão, cheio de graça e de poder, fazia prodígios e grandes sinais entre o povo. 9Então alguns dos que eram da sinagoga chamada dos Libertos, dos cireneus, dos alexandrinos e dos da Cilícia e da província da Ásia se levantaram e discutiam com Estêvão. 10Mas eles não podiam resistir à sabedoria e ao Espírito, pelo qual ele falava. 11Então subornaram alguns homens para que dissessem:

— Ouvimos este homem proferir blasfêmias contra Moisés e contra Deus.

12Atiçaram o povo, os anciãos e os escribas e, investindo contra Estêvão, o agarraram e levaram ao Sinédrio. 13Apresentaram testemunhas falsas, que disseram:

— Este homem não para de falar contra o lugar santo e contra a lei. 14Nós o ouvimos dizer que esse Jesus, o Nazareno, destruirá este lugar e mudará os costumes que Moisés nos deu.

15Todos os que estavam sentados no Sinédrio, fitando os olhos em Estêvão, viram o seu rosto como se fosse rosto de anjo.

Bênçãos decorrentes da obediência

Lv 26.3-13; Dt 7.12-26

1— Se vocês ouvirem atentamente a voz do Senhor, seu Deus, tendo o cuidado de guardar todos os seus mandamentos que hoje lhes ordeno, o Senhor, seu Deus, exaltará vocês sobre todas as nações da terra. 2Se ouvirem a voz do Senhor, seu Deus, sobre vocês virão e os alcançarão todas estas bênçãos:

3— Benditos serão vocês na cidade e benditos serão vocês no campo.

4— Bendito será o fruto do seu ventre, o fruto da sua terra, o fruto dos seus animais, e benditas serão as crias das suas vacas e ovelhas.

5— Bendito será o seu cesto de cereais e bendita será a sua amassadeira de pão.

6— Benditos serão vocês ao entrar e benditos serão ao sair.

7— O Senhor fará com que os inimigos que se levantarem contra vocês sejam derrotados na presença de vocês; eles virão contra vocês por um caminho, mas fugirão da presença de vocês por sete caminhos.

8— O Senhor determinará que a bênção esteja nos seus celeiros e em tudo o que colocarem a mão; ele os abençoará na terra que o Senhor, seu Deus, lhes dá.

9— O Senhor os constituirá para si em povo santo, como prometeu com juramento, se guardarem os mandamentos do Senhor, seu Deus, e andarem nos seus caminhos. 10E todos os povos da terra verão que vocês são chamados pelo nome do Senhor e terão medo de vocês. 11O Senhor lhes dará abundância de bens no fruto do seu ventre, no fruto dos seus animais e no fruto do seu solo, na terra que o Senhor prometeu dar a vocês sob juramento aos seus pais. 12O Senhor lhes abrirá o seu bom tesouro, o céu, para dar chuva à terra no tempo certo e para abençoar todo o trabalho das suas mãos; vocês emprestarão a muitas nações, porém não tomarão emprestado. 13O Senhor os porá por cabeça e não por cauda; e só estarão em cima e não debaixo, se obedecerem aos mandamentos do Senhor, seu Deus, que hoje lhes ordeno, para os guardar e cumprir. 14Não se desviem de todas as palavras que hoje lhes ordeno, nem para a direita nem para a esquerda, seguindo outros deuses, para os servir.

Castigos decorrentes da desobediência

Lv 26.14-46

15— Porém, se não derem ouvidos à voz do Senhor, seu Deus, deixando de cumprir todos os seus mandamentos e os seus estatutos que hoje lhes ordeno, então virão sobre vocês e os alcançarão todas estas maldições:

16— Malditos serão vocês na cidade e malditos serão no campo.

17— Maldito será o seu cesto de cereais e maldita será a sua amassadeira de pão.

18— Maldito será o fruto do seu ventre, o fruto da sua terra, e malditas serão as crias das suas vacas e ovelhas.

19— Malditos serão vocês ao entrar e malditos serão ao sair.

20— O Senhor mandará sobre vocês a maldição, a confusão e a ameaça em tudo o que empreenderem, até que vocês sejam destruídos e pereçam repentinamente, por causa da maldade das suas obras, com que vocês me abandonaram. 21O Senhor fará com que a peste se apegue a vocês, até que os consuma da terra em que vão entrar e da qual tomarão posse. 22O Senhor os ferirá com fraqueza, febre e inflamação, com calor ardente e seca, com crestamento e ferrugem nas plantas; e isto os perseguirá até que vocês pereçam. 23O céu sobre a cabeça de vocês será de bronze, e a terra debaixo de vocês será de ferro. 24Por chuva sobre a sua terra, o Senhor lhes dará pó e cinza, que descerão do céu sobre vocês, até que vocês sejam destruídos. 25O Senhor fará com que vocês sejam derrotados pelos seus inimigos; vocês sairão contra eles por um caminho, mas voltarão, fugindo, por sete caminhos, e serão objeto de espanto para todos os reinos da terra. 26Os seus cadáveres servirão de comida a todas as aves do céu e aos animais selvagens; e não haverá quem os espante. 27O Senhor os ferirá com as úlceras do Egito, com tumores, com sarna e com coceira, e disso vocês não conseguirão se curar. 28O Senhor os ferirá com loucura, com cegueira e com perturbação do espírito. 29Vocês andarão às apalpadelas ao meio-dia, como o cego apalpa nas trevas, e não prosperarão nos seus caminhos. Serão sempre oprimidos e roubados durante todos os seus dias; e não haverá ninguém que os salve.

30— Você contratará casamento com uma mulher, mas outro homem é que terá relações com ela; você construirá uma casa, mas não irá morar nela; plantará uma vinha, mas não colherá os frutos. 31O seu boi será morto diante dos seus olhos, mas você não comerá da carne; o seu jumento será roubado diante dos seus olhos e não lhe será restituído; as suas ovelhas serão dadas aos seus inimigos, e não haverá ninguém que o socorra.

32— Os seus filhos e as suas filhas serão entregues a outro povo; vocês verão tudo isso e ficarão morrendo de saudade todos os dias, mas vocês não poderão fazer nada. 33O fruto da sua terra e de todo o seu trabalho será comido por um povo que vocês nunca conheceram; e vocês serão oprimidos e quebrantados todos os dias; 34e ficarão loucos pelo que verão com os seus próprios olhos. 35O Senhor os castigará com úlceras malignas nos joelhos e nas pernas, das quais vocês não poderão se curar, desde a planta do pé até o alto da cabeça.

36— O Senhor levará vocês e o rei que tiverem constituído sobre vocês a uma nação que não conheceram, nem vocês, nem os seus pais; e lá servirão outros deuses, feitos de madeira e de pedra. 37Vocês serão objeto de horror, de provérbio e de escárnio entre todos os povos para onde o Senhor os levar.

38— Vocês lançarão muita semente ao campo, mas colherão pouco, porque os gafanhotos irão consumir tudo. 39Vocês plantarão e cultivarão muitas vinhas, mas não beberão o vinho, nem colherão as uvas, porque os vermes acabarão com tudo. 40Em todo o seu território vocês plantarão oliveiras, mas não terão azeite para se ungir, porque as azeitonas cairão. 41Vocês gerarão filhos e filhas, mas ficarão sem eles, porque serão levados ao cativeiro. 42Todas as árvores e os frutos da terra de vocês serão consumidos pelos gafanhotos. 43Os estrangeiros que estão no meio de vocês se elevarão cada vez mais, e vocês cada vez mais descerão. 44Eles emprestarão a vocês, mas vocês não emprestarão a eles; eles serão por cabeça, e vocês serão por cauda.

45— Todas estas maldições virão sobre vocês, os perseguirão e os alcançarão, até que vocês sejam destruídos, porque não ouviram a voz do Senhor, seu Deus, para guardarem os mandamentos e os estatutos que ele lhes ordenou. 46Serão, no meio de vocês, por sinal e por maravilha, bem como entre os seus descendentes, para sempre. 47Vocês não serviram o Senhor, seu Deus, com alegria e bondade de coração, apesar de terem abundância de tudo, 48e, por isso, com fome, com sede, com nudez e com falta de tudo, servirão os inimigos que o Senhor enviará contra vocês; sobre o pescoço de vocês porá um jugo de ferro, até que os tenha destruído.

49— O Senhor fará vir contra vocês uma nação de longe, que virá da extremidade da terra, como o voo impetuoso da águia, uma nação cuja língua vocês não entenderão, 50nação cruel, que não respeitará os velhos, nem terá piedade dos moços. 51Eles comerão o produto dos animais e da terra de vocês, até que vocês sejam destruídos. Eles não lhes deixarão cereal, vinho, azeite, nem as crias das vacas e das ovelhas de vocês, até que vocês sejam destruídos. 52Eles cercarão todas as cidades em que vocês moram, até que venham a cair, em toda a terra, as altas e fortes muralhas em que vocês confiavam; eles sitiarão vocês em todas as suas cidades, em toda a terra que o Senhor, seu Deus, lhes deu. 53Na angústia e no aperto em que vocês ficarão com o cerco dos seus inimigos, vocês comerão o fruto do seu ventre, isto é, a carne de seus filhos e de suas filhas, que o Senhor, seu Deus, lhes der. 54O mais sensível dos homens e o mais delicado do meio de vocês será mesquinho para com seu irmão, e para com a mulher que ama, e para com os outros filhos que ainda lhe restarem, 55de modo que não dará a nenhum deles da carne de seus filhos, que ele comer; porque nada lhe restou na angústia e no aperto com que os inimigos apertarão vocês em todas as suas cidades. 56A mais sensível das mulheres e a mais delicada do meio de vocês, que de tão sensível e delicada não tentaria pôr a planta do pé sobre o chão, será mesquinha para com o marido que ama, e para com o seu filho, e para com a sua filha; 57será mesquinha, não repartindo com eles a placenta que lhe saiu do ventre e os filhos que tiver, porque os comerá às escondidas pela falta de tudo, na angústia e no aperto com que os inimigos apertarão vocês nas suas cidades.

58— Se vocês não tiverem o cuidado de cumprir todas as palavras desta lei, escritas neste livro, para temerem este nome glorioso e terrível, a saber, o Senhor, seu Deus, 59então o Senhor fará com que sejam terríveis as pragas que virão sobre vocês e sobre a sua descendência, pragas grandes e duradouras, e enfermidades graves e duradouras. 60Ele fará voltar contra vocês todas as moléstias do Egito, que vocês temeram; e elas se apegarão a vocês. 61O Senhor também fará vir sobre vocês enfermidades e pragas que não estão escritas no livro desta Lei, até que vocês sejam destruídos. 62Vocês, que eram tão numerosos como as estrelas do céu, ficarão reduzidos a poucas pessoas, porque não deram ouvidos à voz do Senhor, o Deus de vocês. 63Assim como o Senhor tinha prazer em fazer bem a vocês e torná-los mais numerosos, assim também o Senhor terá prazer em destruir e fazê-los perecer; vocês serão desarraigados da terra em que estão entrando para dela tomar posse.

64— O Senhor os espalhará entre todos os povos, de uma até a outra extremidade da terra. Ali vocês servirão outros deuses, deuses de madeira e de pedra, que nem vocês nem os seus pais conheceram. 65Nem ainda entre estas nações vocês terão descanso, nem a planta de seus pés terá repouso, porque ali o Senhor dará a vocês um coração que treme, olhos cansados e uma alma que desfalece. 66A vida de vocês estará suspensa como por um fio diante de vocês; terão pavor de noite e de dia e não terão certeza de que irão sobreviver. 67Pela manhã vocês dirão: “Ah! Quem dera já fosse noite!” E, à noitinha, vocês dirão: “Ah! Quem dera já fosse dia!” Isso pelo pavor que sentirão no coração e pelo espetáculo que terão diante dos olhos. 68O Senhor fará com que vocês voltem ao Egito em navios, pelo caminho de que eu lhes disse: “Nunca mais vocês o verão.” Ali vocês serão oferecidos para venda como escravos e escravas aos seus inimigos, mas não haverá quem queira comprá-los.

Deuteronômio 28NAAAbrir na Bíblia

1“O meu espírito

vai se consumindo,

os meus dias

vão se apagando,

e só tenho diante de mim

a sepultura.

2Estou cercado de zombadores,

e os meus olhos são obrigados

a contemplar

as suas provocações.”

Sou aquele em cujo rosto se cospe

3“Dá-me, ó Deus, um penhor,

e sê o meu fiador diante de ti;

quem mais haverá que possa

se comprometer comigo?

4Fechaste o coração deles

para o entendimento,

e por isso não os exaltarás.

5Se alguém entrega

os seus amigos como presa,

os olhos de seus filhos

desfalecerão.

6Mas ele me pôs

por provérbio dos povos;

tornei-me como aquele

em cujo rosto se cospe.

7Os meus olhos se escureceram

de mágoa,

e todos os meus membros

são como a sombra.

8Os retos ficam admirados

com isto,

e os inocentes se levantam

contra os ímpios.

9O justo segue o seu caminho,

e o puro de mãos se torna

cada vez mais forte.

10Mas voltem, todos vocês,

e venham cá;

porque não acharei nenhum sábio

entre vocês.”

Onde está a minha esperança?

11“Os meus dias passaram,

e fracassaram os meus planos,

os desejos do meu coração.

12Transformam a noite em dia,

e dizem: ‘A luz está perto

das trevas.’

13Mas, se eu aguardo a sepultura

por minha casa;

se faço a minha cama nas trevas;

14se digo à cova:

‘Você é o meu pai’,

e aos vermes: ‘Vocês são

a minha mãe e a minha irmã’,

15onde está, então,

a minha esperança?

Sim, a minha esperança,

quem a poderá ver?

16Ela descerá até as portas

do mundo dos mortos,

quando juntos descansarmos

no pó.”

Sociedade Bíblica do Brasilv.4.19.1
SIGA A SBB: