Sociedade Bíblica do Brasil
Sociedade Bíblica do Brasil

Plano de leitura da Bíblia – dia 100

Texto(s) da Bíblia

A vinda do Espírito Santo

1Ao cumprir-se o dia de Pentecostes, estavam todos reunidos no mesmo lugar. 2De repente, veio do céu um som, como de um vento impetuoso, e encheu toda a casa onde estavam sentados. 3E apareceram, distribuídas entre eles, línguas, como de fogo, as quais pousaram sobre cada um deles. 4Todos ficaram cheios do Espírito Santo e começaram a falar em outras línguas, segundo o Espírito lhes concedia que falassem.

5Estavam morando em Jerusalém judeus, homens piedosos, vindos de todas as nações debaixo do céu. 6Assim, quando se fez ouvir aquela voz, afluiu a multidão, que foi tomada de perplexidade, porque cada um os ouvia falar na sua própria língua. 7Estavam atônitos e se admiravam, dizendo:

— Vejam! Não são galileus todos esses que aí estão falando? 8Então como os ouvimos falar, cada um em nossa própria língua materna? 9Somos partos, medos, elamitas e os naturais da Mesopotâmia, Judeia, Capadócia, Ponto e Ásia, 10da Frígia, da Panfília, do Egito e das regiões da Líbia, nas imediações de Cirene, e romanos que aqui residem, 11tanto judeus como prosélitos, cretenses e árabes. Como os ouvimos falar sobre as grandezas de Deus em nossas próprias línguas?

12Todos, atônitos e perplexos, perguntavam uns aos outros:

— O que será que isso quer dizer?

13Outros, porém, zombando, diziam:

— Estão bêbados!

Atos 2:1-13NAAAbrir na Bíblia

Contra os falsos profetas e os idólatras

1— Se aparecer no meio de vocês um profeta ou sonhador e anunciar um sinal ou prodígio, 2e se acontecer esse sinal ou prodígio de que ele falou, e ele disser: “Vamos seguir e adorar outros deuses”, deuses esses que vocês não conheceram, 3não deem ouvidos às palavras desse profeta ou sonhador. Porque o Senhor, seu Deus, está pondo vocês à prova, para saber se vocês amam o Senhor, seu Deus, de todo o coração e de toda a alma. 4Sigam o Senhor, seu Deus, e temam somente a ele. Guardem os seus mandamentos, deem ouvidos à sua voz, sirvam-no e sejam fiéis a ele. 5Esse profeta ou sonhador será morto, pois pregou rebeldia contra o Senhor, o Deus de vocês, que os tirou da terra do Egito e os resgatou da casa da servidão. Esse profeta ou sonhador quis afastá-los do caminho que o Senhor, seu Deus, lhes ordenou, para que andassem nele. Assim eliminarão o mal do meio de vocês.

6— Caso se aproximar de você o seu irmão, filho de sua mãe, ou o seu filho, ou a sua filha, ou a mulher que você ama, ou um amigo íntimo, e, em segredo, disser: “Vamos servir outros deuses”, deuses que você não conhecia e que nem os seus pais conheceram, 7deuses dos povos que estão ao redor de você, tanto os que estão perto como os que estão longe, desde uma até a outra extremidade da terra, 8não concorde com ele, nem dê ouvidos a ele. Não olhe para ele com piedade, não o poupe, nem o esconda; 9pelo contrário, você certamente o matará. Você será o primeiro a levantar a mão contra ele, para o matar, e depois todo o povo levantará a mão contra ele. 10Vocês devem apedrejá-lo até que morra, porque ele procurou afastá-los do Senhor, seu Deus, que os tirou da terra do Egito, da casa da servidão. 11E todo o Israel ouvirá e temerá, e não se tornará a praticar maldade como esta no meio de vocês.

12— Se em alguma das cidades que o Senhor, seu Deus, lhes dá para morar vocês ouvirem dizer 13que homens malignos saíram do meio de vocês e incitaram os moradores da cidade, dizendo: “Vamos servir outros deuses”, deuses que vocês não conheceram, 14então vocês devem inquirir, investigar e perguntar com diligência. E eis que, se for verdade e certo que tal abominação foi praticada no meio de vocês, 15então certamente vocês deverão matar a fio de espada os moradores daquela cidade, destruindo-a completamente e tudo o que nela houver, até os animais. 16Depois ajuntem todo o seu despojo no meio da praça e queimem a cidade e todo o seu despojo como oferta total ao Senhor, seu Deus. E a cidade ficará um montão de ruínas para sempre; nunca mais deverá ser edificada. 17Também nada do que for condenado deverá ficar nas mãos de vocês, para que o Senhor se afaste do furor da sua ira, seja misericordioso, e tenha piedade de vocês, e os multiplique, como jurou aos pais de vocês. 18Isto se vocês ouvirem a voz do Senhor, seu Deus, e guardarem todos os seus mandamentos que hoje lhes ordeno, para que façam o que é reto aos olhos do Senhor, seu Deus.

Deuteronômio 13NAAAbrir na Bíblia

Mutilação do corpo proibida

1— Vocês são filhos do Senhor, seu Deus. Não façam cortes em seu corpo, nem rapem a parte da frente da cabeça por causa de algum morto. 2Porque vocês são povo santo ao Senhor, seu Deus, e o Senhor os escolheu de todos os povos que há sobre a face da terra, para lhe serem o seu povo próprio.

Leis a respeito dos animais puros e os impuros

Lv 11.1-47

3— Não comam coisa alguma abominável. 4São estes os animais que vocês podem comer: o boi, a ovelha, a cabra, 5o veado, a gazela, a corça, a cabra selvagem, o antílope, a ovelha selvagem e o gamo. 6Vocês podem comer todos os animais que têm unhas fendidas, cujo casco se divide em dois e que ruminam. 7Porém dos que ruminam ou que têm a unha fendida vocês não podem comer o camelo, a lebre e o arganaz, porque ruminam, mas não têm a unha fendida; serão impuros para vocês. 8Nem o porco, porque tem unha fendida, mas não rumina; será impuro para vocês. Destes vocês não devem comer a carne, nem tocar no seu cadáver.

9— Dos animais que vivem nas águas vocês podem comer tudo o que tem barbatanas e escamas. 10Mas tudo o que não tiver barbatanas nem escamas vocês não podem comer; será impuro para vocês.

11— Toda ave pura vocês podem comer. 12Estas, porém, são as que vocês não devem comer: a águia, o urubu, a águia marinha, 13o açor, o falcão e o milhano, segundo a sua espécie; 14e todo corvo, segundo a sua espécie; 15o avestruz, a coruja, a gaivota e o gavião, segundo a sua espécie; 16o mocho, a íbis, a gralha, 17o pelicano, o abutre, o corvo marinho, 18a cegonha, e a garça, segundo a sua espécie, e a poupa e o morcego.

19— Também todo inseto que voa será impuro para vocês; não se comerá. 20Todo ser que tem asas e for puro vocês podem comer.

21— Não comam nenhum animal que morreu por si mesmo. Vocês podem dá-lo ao estrangeiro que mora na cidade onde vocês vivem, para que o coma, ou vendê-lo ao estranho. Porque vocês são povo santo ao Senhor, seu Deus.

— Não cozinhem o cabrito no leite da sua própria mãe.

A lei a respeito dos dízimos

22— Certamente vocês devem dar o dízimo de todo o fruto das suas sementes, que ano após ano se recolher do campo. 23E, diante do Senhor, seu Deus, no lugar que ele escolher para ali fazer habitar o seu nome, vocês comerão os dízimos do cereal, do vinho, do azeite e os primogênitos das vacas e das ovelhas. Façam isso para que aprendam a temer o Senhor, seu Deus, todos os dias. 24Se o caminho for comprido demais e não lhes for possível levar isso, por estar longe de vocês o lugar que o Senhor, seu Deus, escolher para ali fazer habitar o seu nome, então, quando o Senhor, seu Deus, os tiver abençoado, 25vendam aquilo e, com o dinheiro na sua mão, vão ao lugar que o Senhor, o Deus de vocês, escolher. 26Com esse dinheiro comprem tudo o que quiserem: vacas, ovelhas, vinho ou bebida forte, ou qualquer coisa que desejarem. Consumam isso ali na presença do Senhor, seu Deus, e alegrem-se, vocês e os membros da sua casa.

27— Porém não desamparem os levitas que moram nas cidades de vocês, pois não têm parte nem herança com vocês. 28Ao fim de cada três anos, tirem todos os dízimos do fruto do terceiro ano e os recolham nas cidades de vocês. 29Então virão os levitas — porque não têm parte nem herança com vocês —, os estrangeiros, os órfãos e as viúvas que moram nas cidades de vocês, e comerão e se fartarão, para que o Senhor, o seu Deus, os abençoe em todas as obras que vocês fizerem.

Deuteronômio 14NAAAbrir na Bíblia
Darei livre curso à minha queixa

1“Estou cansado de viver.

Darei livre curso à minha queixa,

falarei na amargura da minha alma.

2Pedirei a Deus:

‘Não me condenes!’

Faze-me saber

o que tens contra mim.

3Será que tens prazer

em me oprimir,

em rejeitar a obra das tuas mãos

e em favorecer

o conselho dos ímpios?

4Por acaso, tens olhos de gente?

Ou vês tu como vê uma pessoa?

5São os teus dias

como os dias de um mortal?

Ou são os teus anos

como os anos de um ser humano,

6para te informares

da minha iniquidade

e indagares o meu pecado?

7Bem sabes

que eu não sou culpado;

todavia, não há ninguém que possa

me livrar da tua mão.”

Vais reduzir-me a pó?

8“As tuas mãos me plasmaram

e me fizeram,

porém, agora, queres destruir-me.

9Lembra-te de que me formaste

como em barro.

E, agora, queres

reduzir-me a pó?

10Por acaso, não me derramaste

como leite

e não me coalhaste como queijo?

11De pele e carne me vestiste

e de ossos e tendões me teceste.

12Tu me deste vida e bondade,

e o teu cuidado guardou

o meu espírito.

13Mas ocultaste estas coisas

no teu coração;

e agora sei

que este era o teu plano.

14Se eu pecar, tu me observas;

e da minha iniquidade

não me perdoarás.

15Se for iníquo, ai de mim!

E, se for justo,

não ouso levantar a cabeça,

pois estou envergonhado

e olho para a minha miséria.

16Porque, se levanto a cabeça,

tu me caças como um leão feroz

e de novo revelas

o teu poder maravilhoso

contra mim.

17Renovas contra mim

as tuas testemunhas

e multiplicas contra mim a tua ira;

males e lutas se sucedem

contra mim.”

Ó Deus, deixa-me em paz!

18“Por que me tiraste

do ventre de minha mãe?

Eu deveria ter morrido

antes que um olho me visse!

19Teria sido como alguém

que nunca existiu

e já do ventre teria sido levado

à sepultura.

20Não são poucos os meus dias?

Cessa, pois, e deixa-me em paz,

para que por um pouco

eu tome alento,

21antes que eu vá para o lugar

do qual não voltarei,

para a terra das trevas

e da sombra da morte,

22terra de escuridão,

de trevas profundas,

terra da sombra da morte

e do caos,

onde a própria luz

é como a escuridão.”

Sociedade Bíblica do Brasilv.4.19.1
SIGA A SBB: