Sociedade Bíblica do Brasil
Sociedade Bíblica do Brasil

Dia 95 na Palavra

Texto(s) da Bíblia

Prefácio e saudação

1Paulo, apóstolo — não da parte de pessoas, nem por meio de homem algum, mas por Jesus Cristo e por Deus Pai, que o ressuscitou dos mortos —, 2e todos os irmãos que estão comigo, às igrejas da Galácia.

3Que a graça e a paz estejam com vocês, da parte de Deus, nosso Pai, e do Senhor Jesus Cristo, 4o qual entregou a si mesmo pelos nossos pecados, para nos livrar deste mundo perverso, segundo a vontade de nosso Deus e Pai, 5a quem seja a glória para todo o sempre. Amém!

Não há outro evangelho

6Estou muito surpreso em ver que vocês estão passando tão depressa daquele que os chamou na graça de Cristo para outro evangelho, 7o qual, na verdade, não é outro. Porém, há alguns que estão perturbando vocês e querem perverter o evangelho de Cristo. 8Mas, ainda que nós ou mesmo um anjo vindo do céu pregue a vocês um evangelho diferente daquele que temos pregado, que esse seja anátema. 9Como já dissemos, e agora repito, se alguém está pregando a vocês um evangelho diferente daquele que já receberam, que esse seja anátema.

10Por acaso eu procuro, agora, o favor das pessoas ou o favor de Deus? Ou procuro agradar pessoas? Se ainda estivesse procurando agradar pessoas, eu não seria servo de Cristo.

Como Paulo se tornou apóstolo

11Mas informo a vocês, irmãos, que o evangelho por mim anunciado não é mensagem humana, 12porque eu não o recebi de ser humano algum, nem me foi ensinado, mas eu o recebi mediante revelação de Jesus Cristo.

13Porque vocês ouviram qual foi, no passado, o meu modo de agir no judaísmo, como, de forma violenta, eu perseguia a igreja de Deus e procurava destruí-la. 14E, na minha nação, quanto ao judaísmo, levava vantagem sobre muitos da minha idade, sendo extremamente zeloso das tradições dos meus pais.

15Mas, quando Deus, que me separou antes de eu nascer e me chamou pela sua graça, achou por bem 16revelar seu Filho em mim, para que eu o pregasse entre os gentios, não fui imediatamente consultar outras pessoas, 17nem fui a Jerusalém para me encontrar com os que já eram apóstolos antes de mim, mas fui para as regiões da Arábia e voltei, outra vez, para Damasco.

18Passados três anos, fui a Jerusalém para me encontrar com Cefas e fiquei quinze dias com ele. 19E não vi outro dos apóstolos, a não ser Tiago, o irmão do Senhor. 20Ora, a respeito do que estou escrevendo a vocês, afirmo diante de Deus que não estou mentindo.

21Depois, fui para as regiões da Síria e da Cilícia. 22E eu não era conhecido pessoalmente pelas igrejas da Judeia, que estão em Cristo. 23Ouviam somente dizer: “Aquele que antes nos perseguia, agora prega a fé que no passado procurava destruir.” 24E glorificavam a Deus a meu respeito.

Gálatas 1NAAAbrir na Bíblia

A nossa filiação em Cristo

1Digo, porém, o seguinte: durante o tempo em que o herdeiro é menor de idade, em nada difere de um escravo, mesmo sendo senhor de tudo. 2Mas está sob tutores e curadores até o tempo predeterminado pelo pai. 3Assim, também nós, quando éramos menores, estávamos escravizados aos rudimentos do mundo. 4Mas, quando chegou a plenitude do tempo, Deus enviou o seu Filho, nascido de mulher, nascido sob a lei, 5para resgatar os que estavam sob a lei, a fim de que recebêssemos a adoção de filhos. 6E, porque vocês são filhos, Deus enviou o Espírito de seu Filho ao nosso coração, e esse Espírito clama: “Aba, Pai!” 7Assim, você já não é mais escravo, porém filho; e, sendo filho, também é herdeiro por Deus.

A preocupação de Paulo pelos gálatas

8Mas, no passado, quando não conheciam a Deus, vocês eram escravos de deuses que, por natureza, não são deuses. 9Mas agora que vocês conhecem a Deus, ou melhor, agora que vocês são conhecidos por Deus, como é que estão voltando outra vez aos rudimentos fracos e pobres, aos quais de novo querem servir como escravos? 10Vocês guardam dias, meses, tempos e anos. 11Receio que o meu trabalho por vocês tenha sido em vão.

12Sejam como eu sou, porque também eu sou como vocês. Isto é o que lhes peço, irmãos. Vocês não me ofenderam em nada. 13E vocês sabem que eu lhes preguei o evangelho a primeira vez por causa de uma enfermidade física. 14E, por mais que a minha enfermidade na carne lhes tenha sido uma provação, vocês não me trataram com desprezo nem desgosto. Pelo contrário, me receberam como anjo de Deus, como o próprio Cristo Jesus. 15O que aconteceu com a felicidade que vocês tinham? Porque posso dar testemunho de que, se fosse possível, vocês teriam arrancado os próprios olhos para me dar! 16Será que, por dizer a verdade, me tornei inimigo de vocês?

17Esses que se mostram tão zelosos em relação a vocês não estão sendo sinceros. O que eles querem é afastar vocês de mim, para que vocês se interessem por eles. 18É bom ser sempre zeloso pelo bem e não apenas quando estou com vocês, 19meus filhos, por quem, de novo, estou sofrendo as dores de parto, até que Cristo seja formado em vocês. 20Bem que eu gostaria de estar agora aí com vocês e falar em outro tom de voz, porque estou perplexo com vocês.

Sara e Agar, alegoria das duas alianças

21Digam-me vocês, os que querem estar sob a lei: será que vocês não ouvem o que a lei diz? 22Pois está escrito que Abraão teve dois filhos: um da mulher escrava e outro da mulher livre. 23O filho da escrava nasceu segundo a carne; o filho da mulher livre nasceu mediante a promessa. 24Estas coisas são alegóricas, porque essas mulheres são duas alianças. Uma se refere ao monte Sinai, que gera para a escravidão; esta é Agar. 25Ora, Agar é o monte Sinai, na Arábia, e corresponde à Jerusalém atual, que está em escravidão com os seus filhos. 26Mas a Jerusalém lá de cima é livre e ela é a nossa mãe. 27Porque está escrito:

“Alegre-se, ó estéril,

você que não dá à luz;

exulte e grite,

você que não sente

dores de parto;

porque os filhos

da mulher abandonada

são mais numerosos do que

os filhos da que tem marido.”

28Mas vocês, irmãos, são filhos da promessa, como Isaque. 29Como, porém, no passado, aquele que nasceu segundo a carne perseguia o que nasceu segundo o Espírito, assim também acontece agora. 30Mas o que diz a Escritura? Ela diz: “Mande embora a escrava e seu filho, porque de modo nenhum o filho da escrava será herdeiro com o filho da mulher livre.” 31Portanto, irmãos, somos filhos não da escrava, mas da livre.

Gálatas 4NAAAbrir na Bíblia

Prefácio e saudação

1Paulo, apóstolo de Cristo Jesus pela vontade de Deus, aos santos que vivem em Éfeso e são fiéis em Cristo Jesus.

2Que a graça e a paz de Deus, nosso Pai, e do Senhor Jesus Cristo estejam com vocês.

As bênçãos espirituais em Cristo

3Bendito seja o Deus e Pai de nosso Senhor Jesus Cristo, que nos abençoou com todas as bênçãos espirituais nas regiões celestiais em Cristo. 4Antes da fundação do mundo, Deus nos escolheu, nele, para sermos santos e irrepreensíveis diante dele. Em amor 5nos predestinou para ele, para sermos adotados como seus filhos, por meio de Jesus Cristo, segundo o propósito de sua vontade, 6para louvor da glória de sua graça, que ele nos concedeu gratuitamente no Amado. 7Nele temos a redenção, pelo seu sangue, a remissão dos pecados, segundo a riqueza da sua graça, 8que Deus derramou abundantemente sobre nós em toda a sabedoria e entendimento. 9Ele nos revelou o mistério da sua vontade, segundo o seu propósito, que ele apresentou em Cristo, 10de fazer convergir nele, na dispensação da plenitude dos tempos, todas as coisas, tanto as do céu como as da terra. 11Em Cristo fomos também feitos herança, predestinados segundo o propósito daquele que faz todas as coisas conforme o conselho da sua vontade, 12a fim de sermos para louvor da sua glória, nós, os que de antemão esperamos em Cristo. 13Nele também vocês, depois que ouviram a palavra da verdade, o evangelho da salvação, tendo nele também crido, receberam o selo do Espírito Santo da promessa. 14O Espírito é o penhor da nossa herança, até o resgate da sua propriedade, em louvor da sua glória.

A oração de Paulo

15Por isso, também eu, tendo ouvido a respeito da fé que vocês têm no Senhor Jesus e do amor para com todos os santos, 16não cesso de dar graças por vocês, mencionando-os nas minhas orações. 17Peço ao Deus de nosso Senhor Jesus Cristo, o Pai da glória, que conceda a vocês espírito de sabedoria e de revelação no pleno conhecimento dele. 18Peço que ele ilumine os olhos do coração de vocês, para que saibam qual é a esperança da vocação de vocês, qual é a riqueza da glória da sua herança nos santos 19e qual é a suprema grandeza do seu poder sobre nós, os que cremos, segundo a eficácia da força do seu poder. 20Ele exerceu esse poder em Cristo, ressuscitando-o dentre os mortos e fazendo-o sentar à sua direita nas regiões celestiais, 21acima de todo principado, potestade, poder, domínio e de todo nome que se possa mencionar, não só no presente século, mas também no vindouro. 22E sujeitou todas as coisas debaixo dos pés de Cristo e, para ser o cabeça sobre todas as coisas, o deu à igreja, 23a qual é o seu corpo, a plenitude daquele que a tudo enche em todas as coisas.

Efésios 1NAAAbrir na Bíblia
Houve um erro.

Um coro de aleluias

1Aleluia!

Louvem o Senhor do alto dos céus,

louvem o Senhor nas alturas.

2Louvem o Senhor,

todos os seus anjos;

louvem-no, todos os seus

exércitos celestiais.

3Louvem o Senhor, sol e lua;

louvem-no,

todas as estrelas luzentes.

4Louvem o Senhor, céus dos céus

e as águas que estão

acima do firmamento.

5Louvem o nome do Senhor,

pois ele deu uma ordem,

e foram criados.

6Ele os estabeleceu

para todo o sempre;

fixou-lhes uma ordem

que não será mudada.

7Desde a terra, louvem o Senhor!

Louvem-no, monstros marinhos

e todos os abismos;

8fogo e granizo, neve e vapor

e ventos fortes

que lhe executam a palavra;

9montes e todas as colinas,

árvores frutíferas e todos os cedros;

10feras e todo o gado,

animais que rastejam e aves;

11reis da terra e todos os povos,

príncipes e todos os juízes da terra;

12rapazes e moças,

velhos e crianças.

13Louvem o nome do Senhor,

porque só o seu nome é excelso;

a sua majestade está

acima da terra e do céu.

14Ele exalta o poder do seu povo,

o louvor de todos os seus santos,

dos filhos de Israel,

povo que lhe é chegado.

Aleluia!

Salmos 148NAAAbrir na Bíblia

Doxologia final

1Aleluia!

Louvem a Deus no seu santuário;

louvem a Deus no firmamento,

obra do seu poder.

2Louvem-no pelos seus

poderosos feitos;

louvem-no segundo

a sua imensa grandeza.

3Louvem-no ao som da trombeta;

louvem-no com harpas e liras.

4Louvem-no com tamborins

e danças;

louvem-no com instrumentos

de cordas e com flautas.

5Louvem-no

com címbalos sonoros;

louvem-no

com címbalos retumbantes.

6Todo ser que respira

louve o Senhor.

Aleluia!

Salmos 150NAAAbrir na Bíblia
Sociedade Bíblica do Brasilv.4.19.1
SIGA A SBB: