Sociedade Bíblica do Brasil
Sociedade Bíblica do Brasil

Dia 89 na Palavra

Texto(s) da Bíblia

Prefácio e saudação

1Paulo, apóstolo de Cristo Jesus, por ordem de Deus, nosso Salvador, e de Cristo Jesus, nossa esperança, 2a Timóteo, verdadeiro filho na fé.

Que a graça, a misericórdia e a paz, da parte de Deus Pai e de Cristo Jesus, nosso Senhor, estejam com você.

Advertência contra falsas doutrinas

3Quando eu estava de viagem, rumo à Macedônia, pedi a você que ainda permanecesse em Éfeso para admoestar certas pessoas, a fim de que não ensinem outra doutrina, 4nem se ocupem com fábulas e genealogias sem fim. Essas coisas mais promovem discussões do que o serviço de Deus, na fé. 5O objetivo desta admoestação é o amor que procede de um coração puro, de uma boa consciência e de uma fé sem hipocrisia. 6Algumas pessoas se desviaram destas coisas e se perderam em discussões inúteis, 7pretendendo passar por mestres da lei, não compreendendo, porém, nem o que dizem, nem os assuntos sobre os quais falam com tanta ousadia.

A lei e os seus objetivos

8Sabemos que a lei é boa, se alguém se utiliza dela de modo legítimo, 9tendo em vista que não se promulga lei para quem é justo, mas para os transgressores e rebeldes, para os ímpios e pecadores, para os iníquos e profanos, para os que matam o pai ou a mãe, para os homicidas, 10para os que praticam a imoralidade, para os que se entregam a práticas homossexuais, para os sequestradores, para os mentirosos, para os que fazem juramento falso e para tudo o que se opõe à sã doutrina, 11segundo o evangelho da glória do Deus bendito, do qual fui encarregado.

A graça na vida de Paulo

12Dou graças a Cristo Jesus, nosso Senhor, que me fortaleceu e me considerou fiel, designando-me para o ministério, 13a mim, que, no passado, era blasfemo, perseguidor e insolente. Mas alcancei misericórdia, pois fiz isso na ignorância, na incredulidade. 14Transbordou, porém, a graça de nosso Senhor com a fé e o amor que há em Cristo Jesus. 15Esta palavra é fiel e digna de toda aceitação: que Cristo Jesus veio ao mundo para salvar os pecadores, dos quais eu sou o principal. 16Mas, por esta mesma razão, me foi concedida misericórdia, para que, em mim, que sou o principal pecador, Cristo Jesus pudesse mostrar a sua completa longanimidade, e eu servisse de modelo para todos os que hão de crer nele para a vida eterna. 17Assim, ao Rei eterno, imortal, invisível, Deus único, honra e glória para todo o sempre. Amém!

O bom combate

18Esta é a admoestação que faço a você, meu filho Timóteo, segundo as profecias que anteriormente foram feitas a seu respeito: que, firmado nelas, você combata o bom combate, 19mantendo a fé e a boa consciência, porque alguns, tendo rejeitado a boa consciência, vieram a naufragar na fé. 20Entre esses estão Himeneu e Alexandre, os quais entreguei a Satanás para serem castigados, a fim de que aprendam a não blasfemar.

1Timóteo 1NAAAbrir na Bíblia

Como tratar os que creem

1Não repreenda um homem mais velho; pelo contrário, exorte-o como você faria com o seu pai. Trate os mais jovens como irmãos, 2as mulheres mais velhas, como mães, e as mais jovens, como irmãs, com toda a pureza.

As viúvas

3Honre as viúvas que não têm ninguém para cuidar delas. 4Mas, se alguma viúva tem filhos ou netos, que estes aprendam primeiro a exercer piedade para com a própria casa e a recompensar os seus pais, pois isto é aceitável diante de Deus. 5Aquela que é viúva de fato e não tem ninguém para cuidar dela espera em Deus e persevera em súplicas e orações, noite e dia. 6Entretanto, a que se entrega aos prazeres, mesmo viva, está morta. 7Ordene estas coisas, para que sejam irrepreensíveis. 8Se alguém não tem cuidado dos seus e, especialmente, dos da própria casa, esse negou a fé e é pior do que o descrente.

9Somente poderá ser incluída na lista de viúvas aquela que tiver mais de sessenta anos, que tiver sido esposa de um só marido 10e que seja recomendada pelo testemunho de boas obras: se criou filhos, se exercitou hospitalidade, se lavou os pés dos santos, se socorreu os atribulados, se viveu na prática zelosa de todo tipo de boa obra.

11Mas não inclua na lista viúvas mais novas, porque, quando seus desejos fazem com que se afastem de Cristo, querem casar, 12tornando-se condenáveis por anularem o seu primeiro compromisso. 13Além do mais, elas aprendem também a viver ociosas, andando de casa em casa; e não somente ficam ociosas, mas ainda se tornam fofoqueiras e intrometidas, falando o que não devem. 14Por isso, quero que as viúvas mais novas casem, criem filhos, sejam boas donas de casa e não deem ao adversário motivo algum para falar mal de nós. 15Pois algumas já se desviaram, seguindo Satanás.

16Se alguma mulher crente tem viúvas em sua família, socorra-as, para que a igreja não fique sobrecarregada e possa socorrer as viúvas que não têm ninguém.

Os presbíteros

17Devem ser considerados merecedores de pagamento em dobro os presbíteros que presidem bem, especialmente os que se esforçam na pregação da palavra e no ensino. 18Pois a Escritura declara: “Não amordace o boi quando ele pisa o trigo.” E, ainda: “O trabalhador é digno do seu salário.”

19Não aceite denúncia contra presbítero, a não ser exclusivamente sob o depoimento de duas ou três testemunhas.

Vários conselhos

20Quanto aos que vivem no pecado, repreenda-os na presença de todos, para que também os demais temam.

21Diante de Deus, de Cristo Jesus e dos anjos eleitos, peço com insistência que você guarde estes conselhos, sem discriminação, nada fazendo com espírito de parcialidade. 22Não tenha pressa para impor as mãos sobre alguém. Não seja cúmplice dos pecados dos outros. Conserve-se puro.

23Não beba somente água; beba também um pouco de vinho, por causa do seu estômago e das suas frequentes enfermidades.

24Os pecados de alguns são notórios, mesmo antes do juízo, mas os de outros só se manifestam mais tarde. 25Do mesmo modo também as boas obras se evidenciam e aquelas que ainda não são manifestas não poderão ficar escondidas.

1Timóteo 5NAAAbrir na Bíblia

Os pecados de Jerusalém e de Judá

1Deem uma volta

pelas ruas de Jerusalém,

olhem, investiguem,

procurem nas suas praças

para ver se acham alguém,

se há uma pessoa

que pratique a justiça

ou busque a verdade.

Se acharem, eu perdoarei a cidade.

2Embora digam: “Tão certo

como vive o Senhor”,

certamente juram falso.

3Senhor, por acaso os teus olhos

não atentam para a fidelidade?

Tu feriste esse povo,

mas eles não sentiram nada;

tu os consumiste,

mas eles não quiseram

aceitar a disciplina;

endureceram o rosto

mais do que uma rocha;

não quiseram voltar.

4Mas eu pensei:

“São apenas pobres insensatos,

pois não conhecem

o caminho do Senhor,

o direito do seu Deus.

5Irei aos poderosos

e falarei com eles,

porque eles sabem

o caminho do Senhor,

o direito do seu Deus.”

Mas todos eles quebraram o jugo

e romperam as algemas.

6Por isso, um leão do bosque

os matará,

um lobo dos desertos

os despedaçará,

um leopardo estará à espreita

das suas cidades.

Quem sair das cidades

será devorado;

porque as transgressões deles

são muitas,

e as suas rebeldias

se multiplicaram.

7“Jerusalém, como posso

perdoá-la?

Os seus filhos me abandonaram

e juram pelos que não são deuses.

Depois de eu ter-lhes

saciado a fome,

adulteraram e se reuniram

em casas de prostitutas.

8Como garanhões bem fartos

e cheios de desejo,

cada um fica rinchando

para a mulher do seu próximo.

9Deixaria eu de castigar

estas coisas?” —

diz o Senhor.

“Não deveria eu me vingar

de uma nação como esta?”

10“Que os inimigos passem

pelas carreiras da vinha

e a destruam,

porém não por completo;

tirem os ramos,

porque não são do Senhor.

11Porque a casa de Israel

e a casa de Judá

foram totalmente infiéis a mim”,

diz o Senhor.

12Negaram o Senhor e disseram:

“Não é ele. Nenhum mal

nos sobrevirá;

não veremos a guerra

nem passaremos fome.”

13Os profetas não passam de vento,

porque a palavra

não está com eles;

as suas ameaças se cumprirão

contra eles mesmos.

14Portanto, o Senhor,

o Deus dos Exércitos, me disse:

“Visto que eles proferiram

tais palavras,

eis que transformarei em fogo

as minhas palavras na sua boca

e farei deste povo a lenha;

e o fogo os consumirá.

15Eis que trago contra você

uma nação de longe,

ó casa de Israel”,

diz o Senhor;

“nação robusta, nação antiga,

nação cuja língua

você não conhece;

e cuja fala você não entende.

16A aljava deles

é como uma sepultura aberta;

todos os seus homens são valentes.

17Devorarão as colheitas

e o pão de vocês,

devorarão os seus filhos

e as suas filhas;

comerão as suas ovelhas

e o seu gado;

comerão os frutos das suas videiras

e figueiras;

e com a espada derrubarão

as cidades fortificadas

em que vocês confiam.”

18— Porém, mesmo naqueles dias, diz o Senhor, não os destruirei completamente. 19Quando perguntarem: “Por que o Senhor, nosso Deus, nos fez todas essas coisas?”, você lhes responderá: “Vocês me abandonaram e serviram a deuses estranhos na terra de vocês. Por isso, terão de servir a estrangeiros numa terra que não é de vocês.”

Deus avisa o seu povo

20Anunciem isto na casa de Jacó

e façam uma proclamação em Judá,

dizendo:

21“Escute agora isto, povo tolo

e sem entendimento,

vocês que têm olhos e não veem,

têm ouvidos e não ouvem.

22Por que não me temem?” —

diz o Senhor.

“Por que não tremem

diante de mim?

Pois fui eu que pus a areia

como limite do mar,

limite perpétuo,

que ele não irá ultrapassar.

Ainda que se levantem

as suas ondas,

elas não prevalecerão;

ainda que bramem,

não passarão daquele limite.

23Mas este povo tem um coração

teimoso e rebelde;

desviaram-se e se foram.

24Em seu coração não dizem:

‘Temamos agora o Senhor,

nosso Deus,

que nos dá a seu tempo as chuvas,

as primeiras e as últimas,

e que nos reserva as semanas

determinadas da colheita.’

25As maldades que vocês fizeram

desviaram essas coisas boas,

e os seus pecados afastaram

de vocês o bem.

26Porque no meio do meu povo

se encontram ímpios,

que andam espiando,

como espreitam os passarinheiros.

Como eles, preparam armadilhas

e prendem os homens.

27Como uma gaiola

cheia de pássaros,

assim as casas deles estão

cheias de fraude;

por isso, se tornaram poderosos

e enriqueceram.

28Engordaram, ficaram estufados

e não há limite

para as suas maldades.

Não julgam a causa dos órfãos,

para que ela prospere,

nem defendem o direito

dos necessitados.

29Deixaria eu de castigar

estas coisas?” —

diz o Senhor.

“Não deveria eu me vingar

de uma nação como esta?”

30Coisa espantosa e horrenda

se anda fazendo na terra:

31os profetas profetizam

falsamente,

e os sacerdotes dominam

de mãos dadas com eles.

E é o que o meu povo deseja.

Porém o que é que vocês farão

quando o fim chegar?

Jeremias 5NAAAbrir na Bíblia

Segundo lamento de Jeremias

1Justo serias, Senhor,

se eu apresentasse a minha causa

diante de ti.

No entanto, preciso falar contigo

a respeito da justiça.

Por que o caminho dos ímpios

prospera?

Por que todos os traidores

vivem em paz?

2Tu os plantas, e eles lançam raízes;

crescem e dão fruto.

Estás perto dos lábios deles,

mas longe do coração.

3Mas tu, ó Senhor, me conheces;

tu me vês e provas

o que o meu coração sente

em relação a ti.

Arranca-os como ovelhas

destinadas ao matadouro

e separa-os para o dia da matança.

4Até quando a terra estará de luto,

e se secará a erva

de todo o campo?

Os animais e as aves

estão morrendo

por causa da maldade

dos moradores da terra,

que dizem: “Deus não vê

aquilo que nos espera.”

A resposta de Deus

5“Jeremias, se você se cansa

correndo com homens

que vão a pé,

como poderá competir

com os que vão a cavalo?

Se em terra de paz

você não se sente seguro,

que fará na floresta do Jordão?

6Porque até mesmo os seus irmãos

e a casa de seu pai

estão sendo desleais

para com você;

eles o perseguem com fortes gritos.

Não confie neles,

ainda que lhe digam coisas boas.”

Deus castiga os devastadores do país

7“Abandonei o meu templo,

rejeitei a minha herança;

entreguei aquela

que eu mais amava

nas mãos de seus inimigos.

8A minha herança tornou-se

para mim

como um leão na floresta;

levantou a voz contra mim,

e por isso eu a odeio.

9A minha herança é para mim

uma ave de rapina de várias cores

contra a qual se ajuntam

outras aves de rapina.

Vão, pois, e reúnam

todos os animais do campo;

que eles venham para devorá-la.

10Muitos pastores destruíram

a minha vinha

e pisaram o meu campo;

fizeram da porção

que era o meu prazer

um deserto.

11Eles a tornaram em desolação,

e, no seu abandono,

ela clama a mim;

toda a terra está devastada,

mas não há ninguém

que se importe com isso.

12Sobre todos os lugares altos

do deserto

vieram destruidores;

porque a espada do Senhor devora

de um a outro extremo da terra;

não há paz para ninguém.

13Semearam trigo

e colheram espinhos;

cansaram-se,

mas sem proveito algum.

Ficarão envergonhados

das suas colheitas,

por causa do furor

da ira do Senhor.”

14Assim diz o Senhor a respeito de todos os meus maus vizinhos, que se apoderam da minha herança, que deixei ao meu povo de Israel:

— Eis que os arrancarei da sua terra, e arrancarei a casa de Judá do meio deles. 15Depois de os haver arrancado, eu me voltarei e terei compaixão deles e os farei voltar, cada um à sua herança, cada um à sua terra. 16Se diligentemente aprenderem os caminhos do meu povo; se jurarem pelo meu nome, dizendo: “Tão certo como vive o Senhor”, assim como no passado ensinaram o meu povo a jurar por Baal, então serão edificados no meio do meu povo. 17Mas, se não quiserem ouvir, arrancarei essa nação; arrancarei e destruirei, diz o Senhor.

Jeremias 12NAAAbrir na Bíblia

Deus, o nosso protetor

Cântico de peregrinação

1Elevo os meus olhos

para os montes:

de onde me virá o socorro?

2O meu socorro vem do Senhor,

que fez o céu e a terra.

3Ele não permitirá

que os seus pés vacilem;

não dormitará

aquele que guarda você.

4É certo que não dormita,

nem dorme

o guarda de Israel.

5O Senhor é quem guarda você;

o Senhor é a sombra à sua direita.

6De dia não lhe fará mal o sol,

nem de noite, a lua.

7O Senhor guardará você

de todo mal;

guardará a sua alma.

8O Senhor guardará a sua saída

e a sua entrada,

desde agora e para sempre.

Salmos 121NAAAbrir na Bíblia

Deus, nosso protetor e libertador

Cântico de peregrinação. De Davi

1Não fosse o Senhor,

que esteve ao nosso lado —

Israel que o diga —;

2não fosse o Senhor,

que esteve ao nosso lado,

quando os nossos inimigos

se levantaram contra nós,

3eles nos teriam engolido vivos,

quando a sua ira se acendeu

contra nós.

4As águas nos teriam submergido,

e a torrente teria passado

por cima de nós;

5águas impetuosas teriam passado

por cima de nós.

6Bendito seja o Senhor,

que não nos deu por presa

aos dentes deles.

7A nossa alma foi salva,

como um pássaro

do laço dos passarinheiros;

rompeu-se o laço,

e nós nos vimos livres.

8O nosso socorro está

no nome do Senhor,

que fez o céu e a terra.

Salmos 124NAAAbrir na Bíblia
Sociedade Bíblica do Brasilv.4.20.14
SIGA A SBB: