Sociedade Bíblica do Brasil
Sociedade Bíblica do Brasil

Plano de leitura da Bíblia – dia 351

Texto(s) da Bíblia

1Portanto, meus amados irmãos, de quem tenho muita saudade, vocês que são a minha alegria e coroa, sim, meus amados, permaneçam, deste modo, firmes no Senhor.

Apelo de Paulo para Evódia e Síntique. Regozijo e oração

2Peço a Evódia e peço a Síntique que, no Senhor, tenham o mesmo modo de pensar. 3E peço também a você, fiel companheiro de jugo, que auxilie essas mulheres, pois juntas se esforçaram comigo no evangelho, juntamente com Clemente e com os demais cooperadores meus, cujos nomes se encontram no Livro da Vida.

4Alegrem-se sempre no Senhor; outra vez digo: alegrem-se!

5Que a moderação de vocês seja conhecida por todos. Perto está o Senhor. 6Não fiquem preocupados com coisa alguma, mas, em tudo, sejam conhecidos diante de Deus os pedidos de vocês, pela oração e pela súplica, com ações de graças. 7E a paz de Deus, que excede todo entendimento, guardará o coração e a mente de vocês em Cristo Jesus.

Em que pensar

8Finalmente, irmãos, tudo o que é verdadeiro, tudo o que é respeitável, tudo o que é justo, tudo o que é puro, tudo o que é amável, tudo o que é de boa fama, se alguma virtude há e se algum louvor existe, seja isso o que ocupe o pensamento de vocês. 9O que também aprenderam, receberam e ouviram de mim, e o que viram em mim, isso ponham em prática; e o Deus da paz estará com vocês.

Paulo agradece aos filipenses

10Fiquei muito alegre no Senhor porque, agora, uma vez mais, renasceu o cuidado que vocês têm por mim. Na verdade, vocês já tinham esse cuidado antes, só que lhes faltava oportunidade. 11Digo isto, não porque esteja necessitado, porque aprendi a viver contente em toda e qualquer situação. 12Sei o que é passar necessidade e sei também o que é ter em abundância; aprendi o segredo de toda e qualquer circunstância, tanto de estar alimentado como de ter fome, tanto de ter em abundância como de passar necessidade. 13Tudo posso naquele que me fortalece.

14No entanto, vocês fizeram bem, associando-se comigo nas aflições. 15E como vocês, filipenses, sabem muito bem, no início da pregação do evangelho, quando parti da Macedônia, nenhuma igreja se associou comigo nessa questão de dar e receber, exceto vocês, somente. 16Porque até quando eu estava em Tessalônica, por mais de uma vez vocês mandaram o bastante para as minhas necessidades. 17Não que eu esteja pedindo ajuda, pois o que realmente me interessa é o fruto que aumente o crédito na conta de vocês. 18Recebi tudo e tenho até de sobra. Estou suprido, desde que Epafrodito me entregou o que vocês me mandaram, que é uma oferta de aroma agradável, um sacrifício que Deus aceita e que lhe agrada. 19E o meu Deus, segundo a sua riqueza em glória, há de suprir, em Cristo Jesus, tudo aquilo de que vocês precisam. 20A nosso Deus e Pai seja a glória para todo o sempre. Amém!

Saudações

21Saúdem cada um dos santos em Cristo Jesus. Os irmãos que estão comigo mandam saudações. 22Todos os santos mandam saudações, especialmente os da casa de César.

Bênção

23A graça do Senhor Jesus Cristo esteja com o espírito de vocês.

Filipenses 4NAAAbrir na Bíblia

A parábola da panela

1A palavra do Senhor veio a mim, no nono ano, no décimo mês, aos dez dias do mês, dizendo:

2— Filho do homem, anote o dia de hoje, sim, o dia de hoje, porque o rei da Babilônia começa o cerco de Jerusalém neste dia. 3Conte uma parábola à casa rebelde e diga: Assim diz o Senhor Deus:

“Ponha a panela no fogo,

encha-a com água,

4acrescente pedaços de carne,

todos os bons pedaços

— tanto da parte traseira

como da parte dianteira;

coloque também

os melhores ossos.

5Pegue isso dos melhores

animais do rebanho.

Empilhe lenha debaixo da panela,

deixe ferver bem

e cozinhe os ossos dentro dela.”

6— Portanto, assim diz o Senhor Deus: Ai da cidade sanguinária, da panela cheia de ferrugem, ferrugem que não foi tirada dela! Tire de dentro a carne, pedaço por pedaço, sem escolha. 7Porque a culpa de sangue está no meio dela. O sangue foi derramado sobre a rocha escalvada e não sobre a terra, para o cobrir com o pó. 8Para fazer subir a indignação, para tomar vingança, eu pus o seu sangue numa rocha escalvada, para que não fosse coberto.

9— Portanto, assim diz o Senhor Deus: Ai da cidade sanguinária! Eu mesmo aumentarei a pilha de lenha. 10Amontoe muita lenha, acenda o fogo, cozinhe a carne, engrosse o caldo, deixe que os ossos fiquem torrados. 11Ponha a panela vazia sobre as brasas, para que ela aqueça, o seu cobre se torne candente, a impureza que está dentro dela se derreta e a sua ferrugem se consuma. 12Trabalho inútil! A sua muita ferrugem não sai, nem pelo fogo. 13Jerusalém, por causa de sua impureza e perversidade, e porque eu quis purificá-la, mas você não ficou pura, você não ficará pura de novo até que eu tenha satisfeito o meu furor contra você. 14Eu, o Senhor, falei; será assim; eu o farei. Não voltarei atrás e não pouparei, nem mudarei de ideia. Você será julgada segundo os seus caminhos e segundo os seus atos, diz o Senhor Deus.

A viuvez de Ezequiel

15A palavra do Senhor veio a mim, dizendo:

16— Filho do homem, eis que, com um só golpe, tirarei aquela que é a delícia dos seus olhos. Você não deve lamentar, nem chorar, nem derramar lágrimas. 17Sofra em silêncio; não faça lamentação pelos mortos. Prenda o seu turbante; ponha as sandálias nos pés; não cubra o bigode, e não coma o pão que lhe mandarem.

18Falei ao povo pela manhã, e à tarde a minha mulher morreu. Na manhã seguinte, fiz como me havia sido ordenado. 19Então o povo me perguntou:

— Você não vai nos explicar o que significa para nós isso que você está fazendo?

20Eu respondi:

— A palavra do Senhor veio a mim, dizendo: 21Diga à casa de Israel: Assim diz o Senhor Deus: “Eis que profanarei o meu santuário, do qual vocês tanto se orgulham, que é a delícia dos seus olhos e o desejo do seu coração. Os filhos e as filhas que vocês deixaram para trás cairão à espada. 22Vocês farão o que eu fiz: não cobrirão o bigode, nem comerão o pão que lhes mandarem. 23Manterão o turbante na cabeça e as sandálias nos pés. Não irão lamentar nem chorar, mas serão consumidos nas suas maldades e gemerão uns pelos outros. 24Assim, Ezequiel será um sinal para vocês: tudo o que ele fez vocês também farão. Quando isso acontecer, vocês saberão que eu sou o Senhor Deus.”

25— Filho do homem, no dia em que eu lhes tirar o objeto do seu orgulho, a sua alegria e a sua glória, a delícia dos seus olhos e o desejo de seu coração — bem como os seus filhos e as suas filhas —, 26nesse dia um sobrevivente virá falar com você, para lhe dar a notícia. 27Nesse dia, você poderá abrir a sua boca para falar com aquele sobrevivente; você falará e não mais ficará mudo. Assim, você será um sinal para eles, e eles saberão que eu sou o Senhor.

Ezequiel 24NAAAbrir na Bíblia

Deus salvará Jerusalém

1Acorde! Acorde, ó Sião,

e revista-se de força!

Vista as suas roupas finas,

ó Jerusalém, cidade santa,

porque os incircuncisos e os impuros

nunca mais entrarão em você.

2Levante e sacuda a poeira,

ó Jerusalém cativa;

livre-se das correntes

de seu pescoço,

ó cativa filha de Sião.

3Porque assim diz o Senhor:

— Por nada vocês foram vendidos, e sem dinheiro serão resgatados.

4Porque assim diz o Senhor Deus:

— O meu povo no princípio desceu ao Egito, para nele habitar, e a Assíria sem razão o oprimiu. 5Agora, que farei eu aqui, diz o Senhor, pois o meu povo foi levado por nada? Os seus opressores dão uivos, diz o Senhor, e o meu nome é blasfemado todo o dia, sem cessar. 6Por isso, o meu povo saberá o meu nome; por isso, naquele dia, saberá que sou eu quem diz: “Eis-me aqui.”

7Quão formosos são

sobre os montes

os pés do que anuncia boas-novas,

que faz ouvir a paz,

que anuncia coisas boas,

que faz ouvir a salvação,

que diz a Sião:

“O seu Deus reina!”

8Eis o grito dos seus atalaias!

Eles erguem a voz

e juntos gritam de alegria,

porque com os seus próprios olhos

veem o retorno do Senhor a Sião.

9Gritem de alegria

e juntas exultem,

ó ruínas de Jerusalém,

porque o Senhor consolou

o seu povo;

ele remiu Jerusalém.

10O Senhor desnudou

o seu santo braço

à vista de todas as nações,

e todos os confins da terra

verão a salvação do nosso Deus.

11Fora! Fora! Saiam de lá!

Não toquem em coisa impura!

Saiam do meio dela, purifiquem-se,

vocês que levam

os utensílios do Senhor.

12Porque vocês não sairão

às pressas,

nem partirão como quem foge.

Porque o Senhor irá

adiante de vocês,

e o Deus de Israel

será a sua retaguarda.

O sofrimento e a vitória do Servo do Senhor

13“Eis que o meu Servo

procederá com prudência;

será exaltado e elevado,

e será mui sublime.

14Como muitos pasmaram

à vista dele —

pois o seu aspecto

estava tão desfigurado,

mais do que o de outro qualquer,

e a sua aparência,

mais do que a dos outros

filhos dos homens —,

15assim causará

admiração às nações,

e os reis fecharão a sua boca

por causa dele.

Porque verão aquilo

que não lhes foi anunciado,

e entenderão aquilo

que não tinham ouvido.”

Isaías 52NAAAbrir na Bíblia
Sociedade Bíblica do Brasilv.4.18.6
SIGA A SBB: