Sociedade Bíblica do Brasil
Sociedade Bíblica do Brasil

Plano de leitura da Bíblia – dia 335

Texto(s) da Bíblia

A liberdade cristã

1Para a liberdade foi que Cristo nos libertou. Por isso, permaneçam firmes e não se submetam, de novo, a jugo de escravidão.

2Eu, Paulo, lhes digo que, se vocês se deixarem circuncidar, Cristo não terá valor nenhum para vocês. 3De novo, testifico a todo homem que se deixa circuncidar que o mesmo está obrigado a guardar toda a lei. 4Vocês que procuram justificar-se pela lei estão separados de Cristo; vocês caíram da graça de Deus. 5Porque nós, pelo Espírito, aguardamos a esperança da justiça que provém da fé. 6Porque, em Cristo Jesus, nem a circuncisão, nem a incircuncisão têm valor algum, mas a fé que atua pelo amor.

7Vocês vinham correndo bem! Quem foi que os impediu de continuar a obedecer à verdade? 8Esta persuasão não vem daquele que os chamou. 9Um pouco de fermento leveda toda a massa. 10Tenho confiança no Senhor de que vocês não mudarão a sua forma de pensar. Mas aquele que está perturbando vocês, seja ele quem for, sofrerá a condenação.

11Mas, irmãos, se ainda prego a circuncisão, por que continuo sendo perseguido? Nesse caso, estaria desfeito o escândalo da cruz. 12Quem dera até se mutilassem aqueles que estão perturbando vocês.

A liberdade é limitada pelo amor

13Porque vocês, irmãos, foram chamados à liberdade. Mas não usem a liberdade para dar ocasião à carne; pelo contrário, sejam servos uns dos outros, pelo amor. 14Porque toda a lei se cumpre em um só preceito, a saber: “Ame o seu próximo como a você mesmo.” 15Mas, se vocês ficam mordendo e devorando uns aos outros, tenham cuidado para que não sejam mutuamente destruídos.

Gálatas 5:1-15NAAAbrir na Bíblia

Oração pedindo misericórdia

1Lembra-te, Senhor,

do que nos aconteceu;

considera e olha

para a nossa desgraça.

2A nossa herança foi entregue

a estranhos,

e as nossas casas,

a estrangeiros.

3Somos órfãos,

já não temos pai;

as nossas mães

são como viúvas.

4Temos de comprar

a nossa própria água;

temos de pagar

pela nossa própria lenha.

5Os nossos perseguidores

estão sobre o nosso pescoço;

estamos exaustos

e não temos descanso.

6Submetemo-nos aos egípcios

e aos assírios,

para nos fartarem de pão.

7Nossos pais pecaram

e já não existem;

nós é que recebemos o castigo

pelas suas iniquidades.

8Escravos dominam sobre nós;

não há ninguém

que nos livre das suas mãos.

9Arriscamos a vida

para conseguir o nosso pão,

por causa da ameaça

que vem do deserto.

10Nossa pele queima

como um forno,

por causa do ardor da fome.

11As mulheres foram

violentadas em Sião;

as virgens, nas cidades de Judá.

12Enforcaram os príncipes,

não tiveram nenhum respeito

pelos velhos.

13Os jovens são obrigados

a virar os moinhos;

os meninos tropeçam

debaixo das cargas de lenha.

14Os anciãos já não se reúnem

junto ao portão da cidade;

os jovens já não cantam mais.

15Cessou a alegria

de nosso coração;

a nossa dança se transformou

em lamentações.

16Caiu a coroa da nossa cabeça.

Ai de nós, porque pecamos!

17Por causa disso,

o nosso coração está doente;

por causa dessas coisas,

os nossos olhos se escureceram.

18Pelo monte Sião,

que está abandonado,

vagueiam os chacais.

19Tu, Senhor,

reinas eternamente,

o teu trono subsiste

de geração em geração.

20Por que te esquecerias

de nós para sempre?

Por que nos desampararias

por tanto tempo?

21Converte-nos a ti, Senhor,

e seremos convertidos;

renova os nossos dias como

antigamente.

22Por que nos rejeitarias de vez?

Por que ficarias tão enfurecido

contra nós?

Lamentações 5NAAAbrir na Bíblia

Louvor ao Deus poderoso

1Aleluia!

Bom e amável é cantar louvores

ao nosso Deus;

fica-lhe bem o cântico de louvor.

2O Senhor edifica Jerusalém

e congrega os dispersos de Israel.

3Ele sara os que têm

o coração quebrantado

e trata das feridas deles.

4Conta o número das estrelas,

chamando-as todas

pelo seu nome.

5Grande é o Senhor nosso

e mui poderoso;

o seu entendimento

não se pode medir.

6O Senhor ampara os humildes,

mas faz com que os ímpios

caiam por terra.

7Cantem ao Senhor

com ações de graças;

ao som da harpa,

cantem louvores ao nosso Deus,

8que cobre de nuvens o céu,

prepara a chuva para a terra,

faz brotar nos montes a erva

9e dá o alimento aos animais

e aos filhos dos corvos,

quando clamam.

10Não faz caso da força do cavalo,

nem se compraz

nos músculos do guerreiro.

11O Senhor se agrada

dos que o temem

e dos que esperam

na sua misericórdia.

12Louve o Senhor, ó Jerusalém!

Louve o seu Deus, ó Sião!

13Pois ele reforçou

as trancas dos seus portões

e abençoou os que habitam

em seu meio.

14Estabeleceu a paz

em seu território

e farta você com o melhor do trigo.

15Ele envia as suas ordens à terra,

e sua palavra corre velozmente.

16Faz cair a neve como lã

e espalha a geada como cinza.

17Faz cair o seu gelo

como se fossem migalhas;

quem pode resistir ao seu frio?

18Manda a sua palavra

e o gelo se derrete;

faz soprar o vento,

e as águas correm.

19Anuncia a sua palavra a Jacó,

as suas leis e os seus preceitos,

a Israel.

20Não fez assim

com nenhuma outra nação;

todas ignoram os seus preceitos.

Aleluia!

Salmos 147NAAAbrir na Bíblia
Sociedade Bíblica do Brasilv.4.18.6
SIGA A SBB: