Sociedade Bíblica do Brasil
Sociedade Bíblica do Brasil

Plano de leitura da Bíblia – dia 306

Texto(s) da Bíblia

A apostasia nos últimos tempos

1Ora, o Espírito afirma expressamente que, nos últimos tempos, alguns apostatarão da fé, por obedecerem a espíritos enganadores e a ensinos de demônios, 2pela hipocrisia dos que falam mentiras e que têm a consciência cauterizada, 3que proíbem o casamento e exigem abstinência de alimentos que Deus criou para serem recebidos com gratidão pelos que creem e conhecem a verdade. 4Pois tudo o que Deus criou é bom, e, se recebido com gratidão, nada é recusável, 5porque é santificado pela palavra de Deus e pela oração.

Exortação à fidelidade no ministério

6Expondo estas coisas aos irmãos, você será um bom ministro de Cristo Jesus, alimentado com as palavras da fé e da boa doutrina que você tem seguido. 7Mas rejeite as fábulas profanas e de velhas caducas. Exercite-se, pessoalmente, na piedade. 8Pois o exercício físico tem algum valor, mas a piedade tem valor para tudo, porque tem a promessa da vida que agora é e da que há de vir. 9Fiel é esta palavra e digna de inteira aceitação. 10Pois é para esse fim que trabalhamos e nos esforçamos, porque temos posto a nossa esperança no Deus vivo, Salvador de todos, especialmente dos que creem.

11Ordene estas coisas e ensine-as. 12Ninguém o despreze por você ser jovem; pelo contrário, seja um exemplo para os fiéis, na palavra, na conduta, no amor, na fé, na pureza. 13Até a minha chegada, dedique-se à leitura pública das Escrituras, à exortação, ao ensino. 14Não seja negligente para com o dom que você recebeu, o qual lhe foi dado mediante profecia, com a imposição das mãos do presbitério. 15Medite estas coisas e dedique-se a elas, para que o seu progresso seja visto por todos. 16Cuide de você mesmo e da doutrina. Continue nestes deveres, porque, fazendo assim, você salvará tanto a si mesmo como aos que o ouvem.

1Timóteo 4NAAAbrir na Bíblia

A doença de Ezequias e a sua cura maravilhosa

2Rs 20.1-11; 2Cr 32.24-31

1Por esse tempo, Ezequias adoeceu de uma enfermidade mortal. O profeta Isaías, filho de Amoz, foi visitá-lo e lhe disse:

— Assim diz o Senhor: “Ponha em ordem a sua casa, porque você morrerá; você não vai escapar.”

2Então Ezequias virou o rosto para a parede e orou ao Senhor. 3Ezequias disse:

— Ó Senhor, lembra-te de que andei diante de ti com fidelidade, com coração íntegro, e fiz o que era reto aos teus olhos.

E Ezequias chorou amargamente. 4Então a palavra do Senhor veio a Isaías, dizendo:

5— Vá e diga a Ezequias: Assim diz o Senhor, o Deus de Davi, seu pai: “Ouvi a sua oração e vi as suas lágrimas. Acrescentarei quinze anos à sua vida. 6Livrarei das mãos do rei da Assíria tanto você quanto esta cidade. Eu defenderei esta cidade. 7Este é o sinal que você receberá do Senhor para indicar que ele cumprirá o que prometeu: 8eis que farei retroceder dez graus a sombra lançada pelo sol declinante no relógio de Acaz.”

Assim, o sol retrocedeu os dez graus que já havia declinado.

Cântico de Ezequias

9Este é o cântico que Ezequias, rei de Israel, escreveu depois de ter estado doente e se ter restabelecido:

10Eu disse: “Em pleno vigor

de meus dias,

hei de passar pelas portas do além;

fui privado do resto

dos meus anos.”

11Eu disse: “Já não verei o Senhor,

o Senhor na terra dos viventes;

jamais verei homem algum

entre os moradores do mundo.

12A minha habitação foi arrancada

e removida para longe de mim,

como a tenda de um pastor.

Como tecelão,

enrolei a minha vida;

ele me cortará do tear;

do dia para a noite

darás cabo de mim.

13Esperei com paciência

até a madrugada,

mas ele, como leão, quebrou

todos os meus ossos;

do dia para a noite

darás cabo de mim.”

14“Eu sussurrava

como a andorinha ou o grou

e gemia como a pomba;

os meus olhos se cansaram

de olhar para cima.

Ó Senhor, ando oprimido!

Sê tu o meu fiador!

15Que direi? Como falou,

assim ele me fez;

andarei vagarosamente

pelo resto dos meus anos,

por causa da amargura

da minha alma.”

16“Senhor, por causa destas coisas

vivem os homens,

e inteiramente delas

depende o meu espírito.

Portanto, restaura a minha saúde

e faze-me viver.

17Eis que foi para a minha paz

que eu tive grande amargura;

tu, porém, amaste a minha alma

e a livraste da cova da corrupção,

porque lançaste para trás de ti

todos os meus pecados.

18A sepultura não pode te louvar,

nem a morte glorificar-te;

os que descem à cova

não esperam em tua fidelidade.

19Os vivos, somente os vivos,

esses te louvam,

como hoje estou fazendo.

Os pais darão a conhecer aos filhos

a tua fidelidade.

20O Senhor veio salvar-me.

Por isso, tangendo os instrumentos

de cordas,

nós o louvaremos todos os dias

de nossa vida,

na Casa do Senhor.”

21Ora, Isaías tinha dito:

— Peguem uma pasta de figos, ponham como emplastro sobre a úlcera, e ele irá recuperar a saúde.

22E Ezequias tinha perguntado:

— Qual será o sinal de que subirei à Casa do Senhor?

Isaías 38NAAAbrir na Bíblia

Os mensageiros da Babilônia

2Rs 20.12-19

1Nesse tempo, Merodaque-Baladã, filho de Baladã, rei da Babilônia, enviou cartas e um presente a Ezequias, porque soube que ele havia estado doente, mas que agora já estava recuperado. 2Ezequias se agradou disso e mostrou aos mensageiros a casa do seu tesouro, a prata, o ouro, as especiarias, os óleos finos, todo o seu arsenal e tudo o que havia nos seus tesouros. Não houve nada em seu palácio nem em todo o seu domínio que Ezequias não lhes mostrasse.

3Então o profeta Isaías foi falar com o rei Ezequias e lhe disse:

— Que foi que aqueles homens disseram e de onde vieram?

Ezequias respondeu:

— Vieram de uma terra distante, da Babilônia, para me visitar.

4Isaías perguntou:

— O que eles viram no seu palácio?

Ezequias respondeu:

— Viram tudo o que há em meu palácio. Não houve nada nos meus tesouros que eu não lhes mostrasse.

5Então Isaías disse a Ezequias:

— Ouça a palavra do Senhor dos Exércitos: 6“Eis que virão dias em que tudo o que houver no seu palácio, isto é, tudo o que os seus pais ajuntaram até o dia de hoje, será levado para a Babilônia; não ficará coisa alguma, diz o Senhor. 7Alguns dos seus próprios filhos, gerados por você, serão levados, para que sejam eunucos no palácio do rei da Babilônia.”

8Então Ezequias disse a Isaías:

— Boa é a palavra do Senhor que você falou.

Pois ele pensava assim: “Enquanto eu viver haverá paz e segurança.”

Isaías 39NAAAbrir na Bíblia

121Tenho praticado juízo e justiça;

não me entregues

aos meus opressores.

122Sê fiador do teu servo

para o bem;

não permitas que os soberbos

me oprimam.

123Os meus olhos desfalecem

à espera da tua salvação

e da promessa da tua justiça.

124Trata o teu servo

segundo a tua misericórdia

e ensina-me os teus decretos.

125Sou teu servo;

dá-me entendimento,

para que eu conheça

os teus testemunhos.

126Já é tempo de entrar

em ação, ó Senhor,

pois a tua lei está sendo violada.

127Amo os teus mandamentos

mais do que o ouro,

mais do que o ouro refinado.

128Por isso, considero, em tudo,

retos todos os teus preceitos

e detesto todo caminho

de falsidade.

129Maravilhosos são

os teus testemunhos;

por isso, a minha alma os observa.

130A revelação das tuas palavras

traz luz

e dá entendimento aos simples.

131Abro a boca e suspiro,

porque desejo

os teus mandamentos.

132Volta-te para mim

e tem compaixão,

como costumas fazer

aos que amam o teu nome.

133Firma os meus passos

na tua palavra,

e não permitas que

nenhuma iniquidade

me domine.

134Livra-me da opressão

dos homens,

e guardarei os teus preceitos.

135Faze resplandecer o teu rosto

sobre o teu servo

e ensina-me os teus decretos.

136Meus olhos vertem

rios de lágrimas,

porque os outros

não guardam a tua lei.

Tsadê

137Justo és tu, Senhor,

e retos são os teus juízos.

138Os teus testemunhos,

tu os ordenaste com retidão

e com absoluta fidelidade.

139O meu zelo me consome,

porque os meus adversários

se esquecem da tua palavra.

140Puríssima é a tua palavra;

por isso, o teu servo a estima.

141Sou pequeno e desprezado,

mas não me esqueço

dos teus preceitos.

142A tua justiça é justiça eterna,

e a tua lei é a própria verdade.

143Sobre mim vieram

tribulação e angústia,

mas os teus mandamentos

são o meu prazer.

144Eterna é a justiça

dos teus testemunhos;

dá-me entendimento, e viverei.

Cofe

Salmos 119:121-144NAAAbrir na Bíblia
Sociedade Bíblica do Brasilv.4.18.6
SIGA A SBB: