Sociedade Bíblica do Brasil
Sociedade Bíblica do Brasil

Plano de leitura da Bíblia – dia 282

Texto(s) da Bíblia

A quinta trombeta

1O quinto anjo tocou a trombeta, e vi uma estrela que tinha caído do céu sobre a terra. E lhe foi dada a chave do poço do abismo. 2Ela abriu o poço do abismo, e dele saiu fumaça como a fumaça de uma grande fornalha. E o sol e o ar se escureceram com a fumaça saída do poço. 3Também da fumaça saíram gafanhotos para a terra; e lhes foi dado poder como o poder que têm os escorpiões da terra. 4E lhes foi dito que não causassem dano à erva da terra, nem a qualquer coisa verde, nem a árvore alguma, e tão somente às pessoas que não têm o selo de Deus na testa. 5Também não lhes foi permitido que os matassem, mas que os atormentassem durante cinco meses. E o seu tormento era como tormento de escorpião quando fere alguém. 6Naqueles dias, as pessoas buscarão a morte e não a encontrarão; também terão desejo de morrer, mas a morte fugirá delas.

7O aspecto dos gafanhotos era semelhante a cavalos preparados para a batalha. Na cabeça deles havia como que coroas parecendo de ouro, e o rosto deles era como rosto de um ser humano. 8Tinham também cabelos, como cabelos de mulher; e os dentes eram como dentes de leão. 9Tinham couraças, como couraças de ferro. O barulho que as suas asas faziam era como o barulho de carros puxados por muitos cavalos, quando correm para a batalha. 10Tinham ainda cauda, como escorpiões, e um ferrão. Na cauda tinham poder para causar dano às pessoas, por cinco meses. 11Tinham por rei sobre eles o anjo do abismo, cujo nome em hebraico é Abadom, e em grego, Apoliom.

12O primeiro ai passou. Eis que, depois destas coisas, vêm ainda dois ais.

A sexta trombeta

13O sexto anjo tocou a trombeta, e ouvi uma voz que vinha das quatro pontas do altar de ouro que se encontra na presença de Deus, 14dizendo ao sexto anjo, o mesmo que tem a trombeta:

— Solte os quatro anjos que estão amarrados junto ao grande rio Eufrates.

15Então foram soltos os quatro anjos que se achavam preparados para a hora, o dia, o mês e o ano, para que matassem a terça parte da humanidade. 16O número dos exércitos da cavalaria era de vinte mil vezes dez milhares; eu ouvi o seu número. 17Assim, nesta visão, pude ver que os cavalos e os seus cavaleiros tinham couraças cor de fogo, de jacinto e de enxofre. A cabeça dos cavalos era como cabeça de leão, e de sua boca saíam fogo, fumaça e enxofre. 18Por meio destes três flagelos, a saber, pelo fogo, pela fumaça e pelo enxofre que saíam da boca dos cavalos, foi morta a terça parte da humanidade. 19Pois a força dos cavalos estava na boca e na cauda deles. As caudas deles eram semelhantes a serpentes, com cabeças, e com elas causavam dano.

20O resto da humanidade, isto é, aqueles que não foram mortos por esses flagelos, não se arrependeu das obras das suas mãos: eles não deixaram de adorar os demônios e os ídolos de ouro, de prata, de bronze, de pedra e de madeira, que não podem ver, nem ouvir, nem andar. 21Também não se arrependeram dos seus homicídios, nem das suas feitiçarias, nem da sua imoralidade sexual, nem dos seus furtos.

Apocalipse 9NAAAbrir na Bíblia

Os sacerdotes que vieram para Jerusalém

1Estes são os sacerdotes e levitas que voltaram do cativeiro com Zorobabel, filho de Sealtiel, e com Jesua: Seraías, Jeremias, Esdras, 2Amarias, Maluque, Hatus, 3Secanias, Reum, Meremote, 4Ido, Ginetoi, Abias, 5Miamim, Maadias, Bilga, 6Semaías, Joiaribe, Jedaías, 7Salu, Amoque, Hilquias e Jedaías. Estes foram os chefes dos sacerdotes e de seus irmãos, nos dias de Jesua.

8Também os levitas Jesua, Binui, Cadmiel, Serebias, Judá e Matanias; este e os seus irmãos dirigiam os louvores. 9Baquebuquias e Uni, seus irmãos, estavam diante deles, cada qual no seu serviço. 10Jesua gerou Joiaquim, Joiaquim gerou Eliasibe, Eliasibe gerou Joiada, 11Joiada gerou Jônatas, e Jônatas gerou Jadua.

12Nos dias de Joiaquim, foram sacerdotes, chefes de famílias: de Seraías, Meraías; de Jeremias, Hananias; 13de Esdras, Mesulão; de Amarias, Joanã; 14de Maluqui, Jônatas; de Sebanias, José; 15de Harim, Adna; de Meraiote, Helcai; 16de Ido, Zacarias; de Ginetom, Mesulão; 17de Abias, Zicri; de Miniamim e de Moadias, Piltai; 18de Bilga, Samua; de Semaías, Jônatas; 19de Joiaribe, Matenai; de Jedaías, Uzi; 20de Salai, Calai; de Amoque, Héber; 21de Hilquias, Hasabias; de Jedaías, Netanel.

22Dos levitas, nos dias de Eliasibe, foram inscritos como chefes de famílias Joiada, Joanã e Jadua, bem como os sacerdotes, até o reinado de Dario, o persa. 23Os filhos de Levi foram inscritos como chefes de famílias no Livro das Crônicas, até os dias de Joanã, filho de Eliasibe. 24Os chefes dos levitas foram Hasabias, Serebias e Jesua, filho de Cadmiel. Os irmãos deles ficavam diante deles para louvarem e darem graças, segundo o mandado de Davi, homem de Deus, um coro respondendo ao outro. 25Matanias, Baquebuquias, Obadias, Mesulão, Talmom e Acube eram porteiros e guardavam os depósitos dos portões. 26Estes viveram nos dias de Joiaquim, filho de Jesua, filho de Jozadaque, e nos dias de Neemias, o governador, e de Esdras, o sacerdote e escriba.

A dedicação das muralhas

27Na dedicação das muralhas de Jerusalém, procuraram os levitas em todos os lugares onde estavam morando, para fazê-los vir a Jerusalém a fim de que fizessem a dedicação com alegria, louvores, canto, címbalos, liras e harpas. 28Reuniram-se os cantores, tanto da campina dos arredores de Jerusalém como das aldeias dos netofatitas, 29bem como de Bete-Gilgal e dos campos de Geba e de Azmavete, porque os cantores tinham edificado para si aldeias nos arredores de Jerusalém. 30Os sacerdotes e os levitas purificaram a si mesmos, e depois purificaram o povo, os portões e a muralha.

31Então ordenei que as autoridades de Judá subissem sobre a muralha e formei dois grandes coros em procissão. Um deles foi para a direita sobre a muralha, em direção ao Portão do Monturo. 32Atrás deles ia Hosaías e a metade das autoridades de Judá, 33e Azarias, Esdras, Mesulão, 34Judá, Benjamim, Semaías e Jeremias; 35também alguns dos sacerdotes, com trombetas: Zacarias, filho de Jônatas, filho de Semaías, filho de Matanias, filho de Micaías, filho de Zacur, filho de Asafe, 36e seus irmãos, Semaías, Azarel, Milalai, Gilalai, Maai, Netanel, Judá e Hanani, com os instrumentos musicais de Davi, homem de Deus. Esdras, o escriba, ia na frente deles. 37À entrada do Portão da Fonte, subiram diretamente as escadas da Cidade de Davi, onde a muralha se eleva por sobre a casa de Davi, até o Portão das Águas, do lado leste.

38O segundo coro foi na direção oposta, e eu o seguia com metade do povo, sobre a muralha, passando pela Torre dos Fornos até a Muralha Larga. 39E desde o Portão de Efraim, passaram por cima do Portão Velho e do Portão dos Peixes, pela Torre de Hananel, pela Torre dos Cem, até o Portão do Gado; e pararam junto ao Portão da Guarda. 40Então os dois coros pararam na Casa de Deus, e o mesmo fizemos eu e a metade dos magistrados que estavam comigo. 41Os sacerdotes Eliaquim, Maaseias, Miniamim, Micaías, Elioenai, Zacarias e Hananias iam com as suas trombetas, 42e também Maaseias, Semaías, Eleazar, Uzi, Joanã, Malquias, Elão e Ezer. E os cantores se faziam ouvir sob a direção de Jezraías. 43No mesmo dia, ofereceram grandes sacrifícios e se alegraram, pois Deus os havia enchido de alegria. Também as mulheres e as crianças se alegraram, de modo que a alegria de Jerusalém podia ser ouvida de longe.

A manutenção dos sacerdotes e levitas

44Ainda no mesmo dia, foram nomeados homens para as câmaras dos tesouros, das ofertas, das primícias e dos dízimos, para recolherem nelas, dos campos ao redor das cidades, as porções designadas pela Lei para os sacerdotes e para os levitas. Porque o povo de Judá estava alegre por causa dos sacerdotes e dos levitas que ministravam ali 45e executavam o serviço do seu Deus e o serviço da purificação. Também os cantores e porteiros faziam o seu serviço, segundo o mandado de Davi e de seu filho Salomão. 46Pois já no passado, nos dias de Davi e de Asafe, havia chefes dos cantores, cânticos de louvor e ações de graças a Deus. 47Todo o Israel, nos dias de Zorobabel e nos dias de Neemias, dava aos cantores e aos porteiros as porções para cada dia. Também consagrava as coisas destinadas aos levitas, e os levitas consagravam as porções destinadas aos filhos de Arão.

Neemias 12NAAAbrir na Bíblia

Louvor ao Deus Criador

1Bendiga, minha alma, o Senhor!

Senhor, Deus meu,

como tu és grandioso!

Estás revestido de glória

e majestade,

2coberto de luz

como de um manto.

Tu estendes o céu

como uma cortina,

3pões nas águas

o vigamento da tua morada,

tomas as nuvens por carruagem

e voas nas asas do vento.

4Fazes a teus anjos ventos

e a teus ministros,

labaredas de fogo.

5Lançaste os fundamentos da terra,

para que ela não se abale

em tempo nenhum.

6Tomaste o abismo

por vestuário e a cobriste;

as águas ficaram

acima das montanhas.

7Com a tua repreensão,

as águas fugiram,

com a voz do teu trovão,

bateram em retirada.

8Elevaram-se os montes,

desceram os vales,

até o lugar

que lhes havias preparado.

9Puseste às águas divisa

que não ultrapassarão,

para que não voltem

a cobrir a terra.

10Tu fazes rebentar fontes no vale,

cujas águas correm

entre os montes;

11dão de beber

a todos os animais do campo;

os jumentos selvagens

matam a sua sede.

12Junto delas as aves do céu

têm o seu pouso

e, por entre a ramagem,

elas se põem a cantar.

13Do alto de tua morada,

regas os montes;

a terra farta-se

do fruto de tuas obras.

14Fazes crescer a relva

para os animais

e as plantas que o ser humano

cultiva,

para que da terra

tire o seu alimento:

15o vinho, que alegra o coração,

o azeite, que lhe dá brilho ao rosto,

e o pão, que lhe sustém as forças.

16São saciadas

as árvores do Senhor

e os cedros do Líbano

que ele plantou,

17em que as aves

fazem os seus ninhos;

quanto à cegonha,

a sua casa é nos ciprestes.

18Os altos montes

são das cabras-monteses,

e as rochas,

o refúgio dos arganazes.

19Fez a lua para marcar o tempo;

o sol conhece a hora de se pôr.

20Envias as trevas e vem a noite,

na qual vagueiam

os animais da selva.

21Os leõezinhos rugem pela presa

e buscam de Deus o sustento;

22em vindo o sol, eles se recolhem

e se acomodam nos seus covis.

23Então as pessoas saem

para o seu trabalho

e para o seu serviço até a tarde.

Salmos 104:1-23NAAAbrir na Bíblia
Sociedade Bíblica do Brasilv.4.18.6
SIGA A SBB: