Sociedade Bíblica do Brasil
Sociedade Bíblica do Brasil

Plano de leitura da Bíblia – dia 236

Texto(s) da Bíblia

A multiplicação de pães e peixes

1Depois dessas coisas, Jesus atravessou o mar da Galileia, que é o de Tiberíades. 2Uma grande multidão o seguia, porque tinham visto os sinais que ele fazia na cura dos enfermos. 3Então Jesus subiu ao monte e sentou-se ali com os seus discípulos. 4Ora, a Páscoa, festa dos judeus, estava próxima. 5Então Jesus, erguendo os olhos e vendo que uma grande multidão se aproximava, disse a Filipe:

— Onde compraremos pão para lhes dar de comer?

6Mas Jesus dizia isto para testá-lo, porque sabia o que estava para fazer. 7Filipe respondeu:

— Nem mesmo duzentos denários de pão seriam suficientes para que cada um recebesse um pedaço.

8Um dos discípulos, chamado André, irmão de Simão Pedro, disse a Jesus:

9— Aqui está um menino que tem cinco pães de cevada e dois peixinhos. Mas o que é isto para tanta gente?

10Jesus disse:

— Façam com que todos se assentem no chão.

Havia muita relva naquele lugar. Assim, os homens se assentaram, e eram quase cinco mil. 11Então Jesus pegou os pães e, tendo dado graças, distribuiu-os entre eles; e também igualmente os peixes, tanto quanto queriam. 12E, quando já estavam satisfeitos, Jesus disse aos seus discípulos:

— Recolham os pedaços que sobraram, para que nada se perca.

13Assim, pois, o fizeram e encheram doze cestos de pedaços dos cinco pães de cevada, que sobraram depois que todos tinham comido.

14Quando as pessoas viram o sinal que Jesus havia feito, disseram:

— Este é verdadeiramente o profeta que devia vir ao mundo.

15Jesus ficou sabendo que estavam para vir com a intenção de fazê-lo rei à força. Então ele se retirou outra vez, sozinho, para o monte.

Jesus anda sobre o mar

16Ao final do dia, os discípulos de Jesus desceram para o mar. 17E, entrando num barco, passaram para o outro lado, rumo a Cafarnaum. Já estava escuro, e Jesus ainda não tinha ido até onde eles estavam. 18E o mar começava a ficar agitado, porque soprava um vento forte. 19Os discípulos já tinham navegado uns cinco ou seis quilômetros, quando viram Jesus andando sobre o mar, aproximando-se do barco; e ficaram com medo. 20Mas Jesus lhes disse:

— Sou eu. Não tenham medo!

21Então eles o receberam com alegria, e logo o barco chegou ao seu destino.

Jesus, o pão da vida

22No dia seguinte, a multidão que tinha ficado do outro lado do mar notou que ali havia apenas um pequeno barco e que Jesus não tinha entrado nele com os seus discípulos, tendo estes partido sozinhos. 23Entretanto, outros barquinhos de Tiberíades se aproximaram do lugar onde a multidão havia comido o pão depois que o Senhor deu graças. 24Quando aquela multidão viu que Jesus não estava ali nem os seus discípulos, entraram nos barcos e partiram para Cafarnaum à procura de Jesus.

João 6:1-24NAAAbrir na Bíblia

Davi faz preparativos para edificar o templo

1Davi disse:

— Aqui se levantará a Casa do Senhor Deus e o altar do holocausto para Israel.

2Davi deu ordem para que fossem reunidos os estrangeiros que estavam na terra de Israel, e encarregou pedreiros que preparassem pedras lavradas para a construção da Casa de Deus. 3Davi ajuntou ferro em abundância, para os pregos das folhas dos portões e para as junções, bem como bronze em abundância, que nem foi pesado, 4além de madeira de cedro sem conta, porque os homens de Tiro e de Sidom a traziam a Davi em grande quantidade. 5Pois Davi dizia:

— Meu filho Salomão ainda é moço e inexperiente, e o templo que será edificado para o Senhor deve ser sobremodo magnífico, para nome e glória em todas as terras. Portanto, vou providenciar o necessário para a construção.

Assim, antes de morrer, Davi providenciou materiais em abundância.

Ordens de Davi a Salomão

6Então Davi chamou Salomão, seu filho, e lhe ordenou que edificasse um templo ao Senhor, Deus de Israel. 7Davi disse a Salomão:

— Meu filho, tive a intenção de edificar um templo ao nome do Senhor, meu Deus. 8Porém a palavra do Senhor veio a mim, dizendo: “Você derramou muito sangue e fez grandes guerras. Você não edificará um templo ao meu nome, porque derramou muito sangue na terra, na minha presença. 9Eis que lhe nascerá um filho, que será homem pacífico, porque lhe darei descanso de todos os seus inimigos ao redor. Portanto, o nome dele será Salomão, e nos seus dias darei paz e tranquilidade a Israel. 10Este edificará um templo ao meu nome. Ele me será por filho, e eu lhe serei por pai; e eu estabelecerei para sempre o trono do seu reino sobre Israel.”

11— Agora, meu filho, que o Senhor esteja com você, a fim de que você prospere e possa edificar a Casa do Senhor, seu Deus, como ele disse a seu respeito. 12Que o Senhor lhe conceda prudência e entendimento, para que, quando for rei sobre Israel, você guarde a Lei do Senhor, seu Deus. 13Então você prosperará, se tiver o cuidado de cumprir os estatutos e os juízos que o Senhor ordenou a Moisés a respeito de Israel. Seja forte e corajoso, não tenha medo, nem fique assustado. 14Eis que, com muito esforço, preparei para a Casa do Senhor três mil e quatrocentas toneladas de ouro e mais de trinta e quatro mil toneladas de prata, e bronze e ferro em tal abundância, que nem foram pesados. Também preparei madeira e pedras, cuja quantidade você pode aumentar. 15Além disso, você tem um grande número de trabalhadores: cortadores de pedras, pedreiros, carpinteiros e peritos em todo tipo de trabalho 16em ouro, prata, bronze e ferro, que não se pode contar. Portanto, mãos à obra, e que o Senhor esteja com você!

17Davi ordenou a todos os chefes de Israel que ajudassem Salomão, seu filho, dizendo:

18— Não está com vocês o Senhor, seu Deus? E não é fato que lhes deu paz por todos os lados? Pois ele entregou nas minhas mãos os moradores desta terra, a qual está sujeita diante do Senhor e diante do seu povo. 19Agora disponham o coração e a alma para buscar o Senhor, seu Deus. Preparem-se e comecem a construir o santuário do Senhor Deus, para que a arca da aliança do Senhor e os utensílios sagrados de Deus sejam trazidos a este templo, que será edificado ao nome do Senhor.

1Crônicas 22NAAAbrir na Bíblia

1Quando já era bem velho, Davi constituiu o seu filho Salomão rei sobre Israel.

Turnos e funções dos levitas

2Davi reuniu todos os chefes de Israel, bem como os sacerdotes e levitas. 3Foram contados os levitas de trinta anos para cima, e seu número, contados um por um, foi de trinta e oito mil homens. 4Destes, havia vinte e quatro mil para supervisionarem a obra da Casa do Senhor, seis mil oficiais e juízes, 5quatro mil porteiros e quatro mil para louvarem o Senhor com os instrumentos que Davi fez para esse fim. 6Davi os repartiu por turnos, segundo os filhos de Levi: Gérson, Coate e Merari.

7Os filhos de Gérson foram: Ladã e Simei. 8Os filhos de Ladã foram: Jeiel, o chefe, Zetã e Joel, três ao todo. 9Os filhos de Simei foram: Selomite, Haziel e Harã, três ao todo. Estes foram os chefes das famílias de Ladã.

10Os filhos de Simei foram: Jaate, Ziza, Jeús e Berias. Estes foram os filhos de Simei, quatro ao todo. 11Jaate era o chefe e Ziza era o segundo. Jeús e Berias não tiveram muitos filhos e por isso estes dois foram contados como uma só família.

12Os filhos de Coate foram: Anrão, Isar, Hebrom e Uziel, quatro ao todo. 13Os filhos de Anrão foram: Arão e Moisés. Arão foi separado para servir no Santo dos Santos, ele e os seus filhos, para sempre, e para queimar incenso diante do Senhor, para o servir e para dar a bênção em seu nome, para sempre. 14Quanto a Moisés, homem de Deus, seus filhos foram contados entre a tribo de Levi. 15Os filhos de Moisés foram: Gérson e Eliézer. 16O filho de Gérson foi Sebuel, o chefe. 17O filho de Eliézer foi Reabias, o chefe; e ele não teve outros filhos; mas os filhos de Reabias se multiplicaram grandemente.

18Os filhos de Isar foram: Selomite, o chefe. 19Os filhos de Hebrom foram: Jerias, o chefe, Amarias, o segundo, Jaaziel, o terceiro, e Jecameão, o quarto. 20Os filhos de Uziel foram: Mica, o chefe, e Issias, o segundo.

21Os filhos de Merari foram: Mali e Musi. Os filhos de Mali foram: Eleazar e Quis. 22Eleazar morreu e não teve filhos, porém filhas; e os filhos de Quis, seus parentes, casaram com elas. 23Os filhos de Musi foram: Mali, Éder e Jerimote, três ao todo.

24Estes foram os filhos de Levi, segundo as suas famílias e chefes delas, segundo foram contados nominalmente, um por um, de vinte anos para cima, encarregados do ministério da Casa do Senhor. 25Porque Davi disse:

— O Senhor, Deus de Israel, deu paz ao seu povo e habitará em Jerusalém para sempre. 26Assim, os levitas já não precisarão levar o tabernáculo e nenhum dos utensílios para o seu ministério.

27Porque, segundo as últimas palavras de Davi, foram contados os filhos de Levi de vinte anos para cima. 28O serviço deles era ajudar os filhos de Arão no ministério da Casa do Senhor, nos átrios e nas câmaras, na purificação de todas as coisas sagradas e na obra do ministério da Casa de Deus, 29a saber, cuidar dos pães da proposição, da melhor farinha para a oferta de cereais, dos bolos sem fermento, das ofertas assadas e das misturadas com azeite, bem como dos pesos e das medidas. 30Deviam estar presentes todas as manhãs e todas as tardes para darem graças ao Senhor e o louvarem, 31e sempre que fossem oferecidos os holocaustos do Senhor, nos sábados, nas Festas da Lua Nova e nas festas fixas, diante do Senhor, segundo o número determinado. 32Os filhos de Levi deviam cuidar da tenda do encontro e do santuário e deviam ajudar os filhos de Arão, seus irmãos, no ministério da Casa do Senhor.

1Crônicas 23NAAAbrir na Bíblia

O castigo de diversos povos

1A sentença pronunciada

pelo Senhor

é contra a terra de Hadraque

e repousa sobre Damasco,

porque o Senhor põe os olhos

sobre a humanidade

e sobre todas as tribos de Israel.

2Também repousa sobre Hamate,

que faz fronteira com Damasco,

e sobre Tiro e Sidom,

cuja sabedoria é grande.

3Tiro edificou para si uma fortaleza

e amontoou prata como pó,

e ouro como lama das ruas.

4Eis que o Senhor tomará posse

da cidade

e jogará as riquezas dela no mar;

e Tiro será consumida pelo fogo.

5Asquelom verá isso

e ficará com medo.

Também Gaza ficará com medo

e terá grande dor.

Igualmente Ecrom,

porque a sua esperança

estará perdida.

O rei de Gaza perecerá,

e Asquelom não será habitada.

6Um povo bastardo

habitará em Asdode,

e exterminarei o orgulho

dos filisteus.

7Da boca destes

tirarei a carne com sangue

e, dos seus dentes,

as suas abominações.

Então eles ficarão como um resto

para o nosso Deus,

e serão como chefes em Judá;

e Ecrom será como os jebuseus.

8Eu me acamparei

ao redor da minha casa

para defendê-la

contra forças invasoras,

para que ninguém passe,

nem volte.

Nunca mais passará sobre eles

o opressor,

porque agora vejo isso

com os meus próprios olhos.

O rei vem de Sião

9Alegre-se muito, ó filha de Sião!

Exulte, ó filha de Jerusalém!

Eis que o seu rei vem até você,

justo e salvador,

humilde, montado em jumento,

num jumentinho, cria de jumenta.

10Destruirei os carros de guerra

de Efraim

e os cavalos de Jerusalém;

os arcos de guerra

serão destruídos.

Ele anunciará paz às nações;

o seu domínio se estenderá

de mar a mar

e desde o Eufrates

até os confins da terra.

11Quanto a você, Sião,

por causa do sangue

da minha aliança com você,

tirei os seus cativos da cova

em que não havia água.

12Voltem para a fortaleza,

ó prisioneiros da esperança!

Também hoje anuncio

que lhes restituirei

tudo em dobro.

13Porque entesei Judá

como meu arco de guerra

e fiz de Efraim a minha flecha.

Levantarei os seus filhos, ó Sião,

contra os filhos da Grécia,

e farei você semelhante à espada

de um valente.

14O Senhor será visto

sobre os filhos de Sião,

e as suas flechas sairão

como o relâmpago.

O Senhor Deus fará soar

a trombeta

e irá com os redemoinhos do Sul.

15O Senhor dos Exércitos

protegerá o seu povo.

Eles engolirão os inimigos

e pisarão nas pedras

atiradas com as fundas.

Também beberão o sangue deles

como se fosse vinho;

eles se encherão

como as bacias do sacrifício

e ficarão ensopados

como os cantos do altar.

16Naquele dia, o Senhor,

seu Deus, os salvará,

como o rebanho do seu povo;

porque eles são pedras

de uma coroa

e resplandecem na terra dele.

17Pois quão grande

é a sua bondade!

E quão grande é a sua formosura!

O trigo fará florescer os jovens,

e o vinho, as moças.

Zacarias 9NAAAbrir na Bíblia
Sociedade Bíblica do Brasilv.4.18.6
SIGA A SBB: