Sociedade Bíblica do Brasil
Sociedade Bíblica do Brasil

Plano de leitura da Bíblia – dia 232

Texto(s) da Bíblia

27Naquele momento, chegaram os discípulos de Jesus e se admiraram ao vê-lo falando com uma mulher. Mas nenhum deles perguntou: “O que você está querendo?” Ou: “Por que o senhor está falando com ela?” 28Quanto à mulher, deixou o seu cântaro, foi à cidade e disse ao povo:

29— Venham comigo e vejam um homem que me disse tudo o que eu já fiz. Não seria ele, por acaso, o Cristo?

30Então saíram da cidade e foram até onde Jesus estava.

31Enquanto isso, os discípulos pediam a Jesus, dizendo:

— Mestre, coma!

32Mas ele lhes disse:

— Tenho para comer uma comida que vocês não conhecem.

33Então os discípulos começaram a dizer entre si:

— Será que alguém lhe trouxe algo para comer?

34Jesus lhes declarou:

— A minha comida consiste em fazer a vontade daquele que me enviou e realizar a sua obra. 35Vocês não dizem que ainda faltam quatro meses até a colheita? Eu, porém, lhes digo: Levantem os olhos e vejam os campos, pois estão maduros para a colheita. 36Quem colhe recebe desde já a recompensa e ajunta o seu fruto para a vida eterna, para que se alegrem ao mesmo tempo o que semeia e o que colhe. 37Pois, no caso, é verdadeiro o ditado: “Um é o que semeia, outro é o que colhe.” 38Eu os enviei a colher o que vocês não semearam; outros trabalharam, e vocês aproveitaram o trabalho deles.

39Muitos samaritanos daquela cidade creram em Jesus, por causa do testemunho da mulher, que tinha dito: “Ele me disse tudo o que eu já fiz.” 40Quando, pois, os samaritanos foram até Jesus, pediram-lhe que permanecesse com eles; e Jesus ficou ali dois dias. 41Muitos outros creram nele, por causa da palavra de Jesus. 42E diziam à mulher:

— Agora não é mais por causa do que você falou que nós cremos, mas porque nós mesmos ouvimos, e sabemos que este é verdadeiramente o Salvador do mundo.

João 4:27-42NAAAbrir na Bíblia

Hino de ação de graças

8Deem graças ao Senhor,

invoquem o seu nome;

tornem conhecidos entre os povos

os seus feitos.

9Cantem a Deus,

cantem louvores a ele;

falem de todas as suas maravilhas.

10Gloriem-se no seu santo nome;

alegre-se o coração

dos que buscam o Senhor.

11Busquem o Senhor

e o seu poder;

busquem continuamente

a sua presença.

12Lembrem-se das maravilhas

que ele fez,

dos seus prodígios

e dos juízos de seus lábios,

13vocês, descendentes de Israel,

seu servo,

vocês, filhos de Jacó,

seus escolhidos.

14Ele é o Senhor, nosso Deus;

os seus juízos permeiam

toda a terra.

15Lembra-se perpetuamente

da sua aliança,

da palavra que empenhou

para mil gerações;

16da aliança que fez com Abraão

e do juramento que fez a Isaque;

17o qual confirmou a Jacó

por decreto

e a Israel, por aliança perpétua,

18dizendo: “Eu lhe darei

a terra de Canaã

como porção da sua herança.”

19Então eles eram

em pequeno número,

pouquíssimos e estrangeiros

na terra de Canaã;

20andavam de nação em nação,

de um reino para outro reino.

21Deus não permitiu

que ninguém os oprimisse,

e, por amor deles, repreendeu reis,

22dizendo: “Não toquem

nos meus ungidos,

nem maltratem os meus profetas.”

23Cantem ao Senhor,

todas as terras;

proclamem a sua salvação,

dia após dia.

24Anunciem entre as nações

a sua glória,

entre todos os povos,

as suas maravilhas.

25Porque o Senhor é grande

e digno de ser louvado,

mais temível

do que todos os deuses.

26Porque todos os deuses

dos povos

não passam de ídolos;

o Senhor, porém, fez os céus.

27Glória e majestade

estão diante dele,

força e alegria, no seu santuário.

28Deem ao Senhor,

ó famílias dos povos,

deem ao Senhor glória e força.

29Deem ao Senhor a glória

devida ao seu nome;

tragam ofertas

e entrem nos seus átrios.

Adorem o Senhor

na beleza da sua santidade.

30Tremam diante dele,

todas as terras,

pois ele firmou o mundo

para que não se abale.

31Alegrem-se os céus,

e a terra exulte;

diga-se entre as nações:

“O Senhor reina.”

32Ruja o mar e a sua plenitude;

alegre-se o campo

e tudo o que nele há.

33Cantem de alegria

as árvores do bosque,

na presença do Senhor,

porque vem julgar a terra.

34Deem graças ao Senhor,

porque ele é bom,

porque a sua misericórdia

dura para sempre.

35E digam: “Salva-nos, ó Deus

da nossa salvação,

congrega-nos e livra-nos

das nações,

para que demos graças

ao teu santo nome

e nos gloriemos no teu louvor.”

36Bendito seja o Senhor,

Deus de Israel,

de eternidade a eternidade.

E todo o povo disse: “Amém!” E louvou o Senhor.

Adoração em Jerusalém e Gibeão

37Então Davi deixou Asafe e seus irmãos ali diante da arca da aliança do Senhor, para ministrarem continuamente diante dela, segundo o que estava ordenado para cada dia. 38Também deixou Obede-Edom com os seus irmãos, em número de sessenta e oito, bem como Obede-Edom, filho de Jedutum, e Hosa, para serem porteiros. 39E deixou Zadoque, o sacerdote, e os sacerdotes, seus irmãos, diante do tabernáculo do Senhor, num lugar alto de Gibeão, 40para oferecerem continuamente ao Senhor os holocaustos sobre o altar dos holocaustos, de manhã e de tarde, segundo tudo o que está escrito na Lei que o Senhor havia ordenado a Israel. 41E com eles deixou Hemã, Jedutum e os demais escolhidos, que foram nominalmente designados para louvarem o Senhor, porque a sua misericórdia dura para sempre. 42Portanto, com eles estavam Hemã e Jedutum, que faziam ressoar trombetas, címbalos e instrumentos musicais usados para louvar a Deus. Os filhos de Jedutum eram porteiros.

43Então todo o povo se retirou, cada um para sua casa; Davi também foi, para abençoar a sua casa.

1Crônicas 16:8-43NAAAbrir na Bíblia

A sexta visão: o rolo que voava

1Tornei a levantar os olhos e vi, e eis um livro em forma de rolo que voava. 2O anjo me perguntou:

— O que você está vendo?

Eu respondi:

— Vejo um rolo voando, que tem nove metros de comprimento e quatro metros e meio de largura.

3Então ele me disse:

— Esta é a maldição que sai pela face de toda a terra. Porque quem roubar será expulso segundo a maldição, e quem jurar falsamente será expulso também segundo a mesma maldição. 4Enviarei essa maldição, diz o Senhor dos Exércitos, e a farei entrar na casa do ladrão e na casa do que jurar falsamente pelo meu nome; ela ficará nessas casas e consumirá a sua madeira e as suas pedras.

A sétima visão: a mulher e o cesto

5O anjo que falava comigo saiu e me disse:

— Levante os olhos e veja o que é isto que está saindo.

6Eu perguntei:

— O que é isto?

Ele me respondeu:

— É um cesto que serve para medir.

E acrescentou:

— Isto é a iniquidade em toda a terra.

7Então foi levantada a tampa de chumbo que cobria o cesto, e eis que uma mulher estava sentada dentro do cesto. 8O anjo explicou:

— Isto é a maldade.

E a empurrou para o fundo do cesto, sobre cuja boca pôs o peso de chumbo.

9Levantei os olhos e vi, e eis que saíram duas mulheres. Havia vento em suas asas, que eram como de cegonha; e levantaram o cesto entre a terra e o céu. 10Então perguntei ao anjo que falava comigo:

— Para onde elas estão levando o cesto?

11Ele respondeu:

— Para a terra de Sinar, onde edificarão um templo para aquela mulher. Quando o templo estiver concluído, ela será posta ali em seu próprio lugar.

Zacarias 5NAAAbrir na Bíblia
Sociedade Bíblica do Brasilv.4.18.8
SIGA A SBB: