Sociedade Bíblica do Brasil
Sociedade Bíblica do Brasil

Plano de leitura da Bíblia – dia 130

Texto(s) da Bíblia

Paulo envia Timóteo e Erasto para a Macedônia

21Depois destas coisas, Paulo resolveu, no seu espírito, ir a Jerusalém, passando pela Macedônia e Acaia. Ele dizia:

— Depois de passar por Jerusalém, preciso ir também a Roma.

22Tendo enviado à Macedônia dois daqueles que o ajudavam, a saber, Timóteo e Erasto, permaneceu algum tempo na província da Ásia.

O tumulto em Éfeso

23Por esse tempo, houve grande tumulto em Éfeso por causa do Caminho. 24Pois um ourives, chamado Demétrio, que fazia modelos de prata do templo de Diana e que dava muito lucro aos artífices, 25convocando-os juntamente com outros do mesmo ofício, disse-lhes:

— Senhores, vocês sabem que a nossa prosperidade vem deste ofício. 26E agora vocês estão vendo e ouvindo que não só em Éfeso, mas em quase toda a província da Ásia, este Paulo tem persuadido e desencaminhado muita gente, afirmando que os deuses feitos por mãos humanas não são deuses de verdade. 27Não somente há o perigo de que o nosso negócio caia em descrédito, como também de que o próprio templo da grande deusa Diana seja considerado sem valor, e que até venha a ser destruída a majestade daquela que toda a província da Ásia e o mundo adoram.

28Ouvindo isto, ficaram furiosos e começaram a gritar:

— Grande é a Diana dos efésios!

29A confusão se espalhou pela cidade, e todos juntos foram correndo para o teatro, arrastando consigo os macedônios Gaio e Aristarco, companheiros de Paulo. 30Quando Paulo quis apresentar-se ao povo, os discípulos não o permitiram. 31Também algumas autoridades da província, que eram amigos de Paulo, mandaram um recado, pedindo que ele não se arriscasse indo ao teatro. 32Uns, pois, gritavam de uma forma; outros, de outra; porque a assembleia tinha virado uma confusão. E, na sua maior parte, nem sabiam por que motivo estavam reunidos. 33Então tiraram Alexandre do meio da multidão, e os judeus o empurraram para a frente. Este, acenando com a mão, queria falar ao povo. 34Quando, porém, reconheceram que ele era judeu, todos, a uma voz, gritaram durante quase duas horas:

— Grande é a Diana dos efésios!

35O escrivão da cidade, tendo apaziguado o povo, disse:

— Senhores efésios, quem não sabe que a cidade de Éfeso é a guardiã do templo da grande Diana e da imagem que caiu do céu? 36Ora, não podendo isto ser contestado, convém que vocês se mantenham calmos e não façam nada de forma precipitada; 37porque estes homens que vocês trouxeram para cá não profanaram o templo, nem blasfemam contra a nossa deusa. 38Portanto, se Demétrio e os artífices que o acompanham têm alguma queixa contra alguém, saibam que existem os tribunais e os procônsules; que se acusem uns aos outros ali. 39Mas, se vocês estão pleiteando alguma outra coisa, isso será decidido em assembleia regular. 40Porque também corremos o risco de sermos, hoje, acusados de revolta, não havendo motivo algum que possamos alegar para justificar este ajuntamento.

41E, havendo dito isto, dissolveu a assembleia.

Atos 19:21-41NAAAbrir na Bíblia

34Quando Jefté voltou para a sua casa, em Mispa, a filha saiu ao seu encontro, tocando o tamborim e dançando. E ela era filha única; ele não tinha outro filho nem filha. 35Quando Jefté a viu, rasgou as suas roupas e disse:

— Ah! Minha filha! Você me prostra por completo! Você passou a ser a causa da minha ruína, porque fiz um voto ao Senhor e não posso voltar atrás.

36E ela lhe disse:

— Meu pai, você fez um voto ao Senhor. Faça comigo segundo o voto que fez, agora que o Senhor o vingou dos seus inimigos, os filhos de Amom.

37E ela disse mais ao seu pai:

— Que me seja concedido isto: deixa-me por dois meses, para que eu vá, e desça pelos montes, e chore a minha virgindade, eu e as minhas companheiras.

38E o pai consentiu, dizendo:

— Vá.

Deixou-a ir por dois meses. Então ela se foi com as suas companheiras e chorou a sua virgindade pelos montes. 39Ao fim dos dois meses, ela voltou para seu pai, que lhe fez segundo o voto que tinha feito. Assim, ela nunca teve relações com homem algum. Daqui veio o costume em Israel 40de as filhas de Israel saírem por quatro dias, todos os anos, a chorar pela filha de Jefté, o gileadita.

Juízes 11:34-40NAAAbrir na Bíblia

Jefté e os efraimitas

1Então os homens de Efraim foram convocados, passaram para Zafom e disseram a Jefté:

— Por que você foi lutar contra os filhos de Amom e não nos chamou para ir com você? Por causa disso vamos queimar a sua casa com você dentro dela.

2Mas Jefté respondeu:

— Eu e o meu povo tivemos uma grande discussão com os filhos de Amom. Chamei vocês, mas vocês não me livraram das mãos deles. 3Quando vi que vocês não iam me livrar, arrisquei a minha vida e fui lutar contra os filhos de Amom, e o Senhor os entregou nas minhas mãos. Então por que vocês estão vindo hoje para lutar contra mim?

4E Jefté reuniu todos os homens de Gileade e lutou contra Efraim. Os homens de Gileade derrotaram os efraimitas, porque estes tinham dito: “Vocês, gileaditas, que moram no meio de Efraim e Manassés, são desertores de Efraim.” 5Porém os gileaditas tomaram os vaus do Jordão que conduzem a Efraim. E, quando algum fugitivo de Efraim dizia: “Quero passar”, os homens de Gileade lhe perguntavam: “Você é efraimita?” Se respondesse que não, 6os homens de Gileade lhe diziam: “Então diga ‘Xibolete’.” Se ele dizia “Sibolete”, não podendo pronunciar corretamente a palavra, eles o agarravam e matavam nos vaus do Jordão. Assim naquele tempo foram mortos quarenta e dois mil efraimitas.

7Jefté, o gileadita, julgou Israel durante seis anos. Ele morreu e foi sepultado numa das cidades de Gileade.

Ibsã, Elom e Abdom

8Depois de Jefté, quem julgou Israel foi Ibsã, que era de Belém. 9Ele tinha trinta filhos e trinta filhas. Ibsã deu as suas filhas em casamento a homens de fora; e, de fora, trouxe trinta mulheres para os seus filhos. Ibsã julgou Israel durante sete anos. 10Então morreu e foi sepultado em Belém.

11Depois de Ibsã, veio Elom, o zebulonita, que julgou Israel durante dez anos. 12Quando Elom, o zebulonita, morreu, foi sepultado em Aijalom, na terra de Zebulom.

13Depois de Elom, quem julgou Israel foi Abdom, filho de Hilel, o piratonita. 14Ele tinha quarenta filhos e trinta netos, que cavalgavam setenta jumentos. Abdom julgou Israel durante oito anos. 15Então Abdom, filho de Hilel, o piratonita, morreu e foi sepultado em Piratom, na terra de Efraim, na região montanhosa dos amalequitas.

Juízes 12NAAAbrir na Bíblia

1O Senhor disse mais a Jó:

2“Será que alguém

que usa de censuras

poderá discutir

com o Todo-Poderoso?

Que responda a isso

aquele que critica Deus!”

Primeira resposta de Jó a Deus

40.3-5

3Então Jó respondeu ao Senhor e disse:

4“Sou indigno.

Que te responderia eu?

Ponho a mão sobre a minha boca.

5Uma vez falei,

e não direi mais nada;

aliás, duas vezes,

porém não prosseguirei.”

Segunda e última resposta de Deus a Jó

40.6—41.34

Você tem um braço tão forte como o braço de Deus?

6Então o Senhor, do meio de um redemoinho, respondeu a Jó e disse:

7“Cinja os lombos como homem,

pois eu lhe farei perguntas,

e você me responderá.

8Será que você está querendo

anular a minha justiça?

Ou me condenará,

para se justificar?

9Você tem um braço tão forte

como o braço de Deus?

Você pode trovejar

com a voz como ele troveja?

10Adorne-se, então,

de excelência e grandeza,

e vista-se de majestade e glória.

11Derrame as torrentes da sua ira;

olhe para os orgulhosos

e humilhe-os.

12Sim, olhe para eles e humilhe-os;

esmague os ímpios

no lugar onde estiverem.

13Cubra-os todos no pó;

prenda todos eles no sepulcro.

14Então também eu confessarei

a seu respeito

que a sua mão direita

lhe dá vitória.”

Quem é capaz de apanhar o monstro Beemote?

15“Contemple agora

o Beemote, que eu criei

junto com você,

e que come capim como o boi.

16A força dele está

nos seus lombos,

e o seu poder,

nos músculos do seu ventre.

17Ele endurece a sua cauda

como cedro;

os tendões das suas coxas

estão entretecidos.

18Os seus ossos

são como tubos de bronze;

as suas pernas

são como barras de ferro.

19Ele é obra-prima

dos feitos de Deus;

aquele que o fez

o proveu de espada.

20Na verdade,

os montes lhe produzem pasto,

onde todos os animais selvagens

se divertem.

21Deita-se debaixo

das árvores de lótus,

no esconderijo da lama,

no meio dos juncos.

22As árvores de lótus

o cobrem com sua sombra;

os salgueiros do ribeiro o rodeiam.

23Se um rio transborda,

ele não se apressa;

fica tranquilo mesmo que o Jordão

se levante até a sua boca.

24Será que alguém pode apanhá-lo

quando ele está olhando?

Ou lhe meter um laço pelo nariz?”

Sociedade Bíblica do Brasilv.4.18.8
SIGA A SBB: