Sociedade Bíblica do Brasil
Israel Belo de Azevedo

No vale da sombra | episódio 4

Um poeta em sua depressão

“Estar deprimido não nos desqualifica para ser usados por Deus. Às vezes, Deus nos usa apesar de nossa depressão. Às vezes, Deus nos usa por causa de nossa depressão. Quando estiver deprimido, não se esconda da Bíblia. Corra para ela. Não se sinta condenado. Sinta-se confortado.” (Jason R. McNaughten)

Texto(s) da Bíblia

Oração de um sofredor

Cântico. Salmo dos filhos de Corá. Ao mestre de canto. Para ser cantado com cítara. Salmo didático de Hemã, ezraíta

1Ó Senhor, Deus da minha

salvação,

dia e noite clamo diante de ti.

2Chegue à tua presença

a minha oração;

inclina os teus ouvidos

ao meu clamor.

3Pois a minha alma

está cheia de angústias,

e a minha vida

já se aproxima da morte.

4Sou contado

com os que descem ao abismo.

Sou como um homem sem força,

5atirado entre os mortos;

como os feridos de morte

que jazem na sepultura,

dos quais já não te lembras;

pois foram abandonados

pelas tuas mãos.

6Puseste-me

na mais profunda cova,

nos lugares tenebrosos,

nos abismos.

7Sobre mim pesa a tua ira;

tu me abates

com todas as tuas ondas.

8Afastaste de mim

os meus conhecidos

e me fizeste objeto de abominação

para com eles;

estou preso e não vejo como sair.

9Os meus olhos desfalecem

de aflição;

dia após dia,

venho clamando a ti, Senhor,

e a ti levanto as minhas mãos.

10Será que farás maravilhas

para os mortos?

Ou será que os finados

se levantarão para te louvar?

11A tua bondade será anunciada

na sepultura?

A tua fidelidade, nos abismos?

12Acaso nas trevas se manifestam

as tuas maravilhas?

E a tua justiça,

na terra do esquecimento?

13Mas eu, Senhor,

clamo a ti por socorro,

e de madrugada dirijo a ti

a minha oração.

14Por que rejeitas, Senhor,

a minha alma

e ocultas de mim o teu rosto?

15Ando aflito e prestes a morrer

desde moço;

sob o peso dos teus terrores,

estou desorientado.

16Sobre mim passou a tua ira;

os teus terrores acabaram comigo.

17O dia todo eles me rodeiam

como água;

a um tempo me circundam.

18Para longe de mim afastaste

os amigos e companheiros;

os meus conhecidos

agora são as trevas.

Salmos 88NAAAbrir na Bíblia

Desde jovem, Hemã sofria de depressão crônica. Conhecemos sua história por causa de um poema que ele escreveu (Salmo 88) e que traduz sua angustiada experiência, comum a tantas pessoas em todos os tempos. 

Ele era um artista, neto, filho e irmão de artistas (1Crônicas 2.6). Escrevia. Compunha. Tocava vários instrumentos (1Crônicas 25.5). Seu trabalho foi requisitado por reis, como Davi (2Crônicas 5.12) e Salomã(1Reis 4.31). 

Em seu poema, pediu que Deus o curasse da sua enfermidade. Por causa da depressão, era um homem sem força, uma descrição perfeita para esta enfermidade que afeta a mente e o corpo. Em sua dor, ele se sentia desamparado por Deus e pelos amigos, que é precisamente o que sente quem está nesta triste condição emocional. Em sua doença, Hemã não via solução para os seus problemas. Isto é a desesperança de todo aquele alcançado pelas garras da depressão. Apesar de sua depressão, ele cantava e liderava um grupo de louvor, tocava instrumentos, compunha músicas e aconselhava reis.  

Não sabemos se o poeta ficou curado, mas sabemos que Deus nunca se esqueceu dele e fez com que seu nome ficasse na história com uma bela biografia, e fez tambécom que seu poema estivesse na Bíblia para inspiração de todos nós, especialmente dos que padecem de depressão. 

Sociedade Bíblica do Brasilv.4.19.0
SIGA A SBB: