Sociedade Bíblica do Brasil
Sociedade Bíblica do Brasil

Como andar sobre as águas sem afundar | episódio 5

​Mãos à obra

​O dia a dia está repleto de oportunidades para o exercício da fé.

Texto(s) da Bíblia

A natureza da fé

1Ora, a fé é a certeza de coisas que se esperam, a convicção de fatos que não se veem. 2Pois, pela fé, os antigos obtiveram bom testemunho. 3Pela fé, entendemos que o universo foi formado pela palavra de Deus, de maneira que o visível veio a existir das coisas que não são visíveis.

Exemplos de fé

Os primeiros heróis

4Pela fé, Abel ofereceu a Deus um sacrifício mais excelente do que Caim, pelo qual obteve testemunho de ser justo, tendo a aprovação de Deus quanto às suas ofertas. Por meio da fé, mesmo depois de morto, ainda fala.

5Pela fé, Enoque foi levado a fim de não passar pela morte; não foi achado, porque Deus o havia levado. Pois, antes de ser levado, obteve testemunho de que havia agradado a Deus. 6De fato, sem fé é impossível agradar a Deus, porque é necessário que aquele que se aproxima de Deus creia que ele existe e que recompensa os que o buscam.

7Pela fé, Noé, divinamente instruído a respeito de acontecimentos que ainda não se viam e sendo temente a Deus, construiu uma arca para a salvação de sua família. Assim, ele condenou o mundo e se tornou herdeiro da justiça que vem da fé.

Os patriarcas

8Pela fé, Abraão, quando chamado, obedeceu, a fim de ir para um lugar que devia receber como herança; e partiu sem saber para onde ia. 9Pela fé, peregrinou na terra da promessa como em terra alheia, habitando em tendas com Isaque e Jacó, herdeiros com ele da mesma promessa. 10Porque Abraão aguardava a cidade que tem fundamentos, da qual Deus é o arquiteto e construtor.

11Pela fé, também, a própria Sara, apesar de não poder ter filhos e já ser idosa, recebeu poder para ser mãe, pois considerou fiel aquele que lhe havia feito a promessa. 12Por isso, também de um só homem, praticamente morto, saiu uma posteridade tão numerosa como as estrelas do céu e inumerável como a areia que está na praia do mar.

13Todos estes morreram na fé. Não obtiveram as promessas, mas viram-nas de longe e se alegraram com elas, confessando que eram estrangeiros e peregrinos na terra. 14Porque os que falam desse modo manifestam estar procurando uma pátria. 15E, se, na verdade, se lembrassem daquela de onde saíram, teriam oportunidade de voltar. 16Mas, agora, desejam uma pátria superior, isto é, celestial. Por isso, Deus não se envergonha deles, de ser chamado o seu Deus, porque lhes preparou uma cidade.

17Pela fé, Abraão, quando posto à prova, ofereceu Isaque. Aquele que acolheu as promessas de Deus estava a ponto de sacrificar o seu único filho, 18do qual havia sido dito: “A sua descendência virá por meio de Isaque.” 19Abraão considerou que Deus era poderoso até para ressuscitar Isaque dentre os mortos, de onde também figuradamente o recebeu de volta.

20Pela fé, igualmente Isaque abençoou Jacó e Esaú, a respeito de coisas que ainda estavam para vir.

21Pela fé, Jacó, quando estava para morrer, abençoou cada um dos filhos de José e, apoiado sobre a extremidade do seu bordão, adorou a Deus.

22Pela fé, José, próximo do seu fim, fez menção do êxodo dos filhos de Israel, bem como deu ordens a respeito de seus próprios ossos.

Hebreus 11:1-22NAAAbrir na Bíblia

Jesus, Autor e Consumador da fé

1Portanto, também nós, visto que temos a rodear-nos tão grande nuvem de testemunhas, livremo-nos de todo peso e do pecado que tão firmemente se apega a nós e corramos com perseverança a carreira que nos está proposta, 2olhando firmemente para o Autor e Consumador da fé, Jesus, o qual, em troca da alegria que lhe estava proposta, suportou a cruz, sem se importar com a vergonha, e agora está sentado à direita do trono de Deus. 3Portanto, pensem naquele que suportou tamanha oposição dos pecadores contra si mesmo, para que vocês não se cansem nem desanimem.

A disciplina de Deus é para o nosso bem

4Na luta contra o pecado, vocês ainda não resistiram até o sangue. 5E vocês se esqueceram da exortação que lhes é dirigida, como a filhos:

“Filho meu, não despreze

a correção que vem do Senhor,

nem desanime quando

você é repreendido por ele;

6porque o Senhor corrige

a quem ama

e castiga todo filho

a quem aceita.”

7É para disciplina que vocês perseveram. Deus os trata como filhos. E qual é o filho a quem o pai não corrige? 8Mas, se estão sem essa correção, da qual todos se tornaram participantes, então vocês são bastardos e não filhos. 9Além disso, tínhamos os nossos pais humanos, que nos corrigiam, e nós os respeitávamos. Será que, então, não nos sujeitaremos muito mais ao Pai espiritual, para vivermos? 10Pois eles nos corrigiam por pouco tempo, segundo melhor lhes parecia; Deus, porém, nos disciplina para o nosso próprio bem, a fim de sermos participantes da sua santidade. 11Na verdade, toda disciplina, ao ser aplicada, não parece ser motivo de alegria, mas de tristeza. Porém, mais tarde, produz fruto pacífico aos que têm sido por ela exercitados, fruto de justiça.

12Por isso, levantem as mãos cansadas e fortaleçam os joelhos vacilantes.

Hebreus 12:1-12NAAAbrir na Bíblia

A impossibilidade de ter tudo sob controle carrega consigo não apenas a massa cinzenta da dúvida, mas também a chance de olhar para além das estatísticas, da passividade, do mal generalizado e das certezas incertas deste mundo paradoxal. O maior sacrifício, o Senhor já fez por nós, quando o próprio Jesus colocou mãos à obra em cada braço da cruz.  

Desafio: De que modo você pode usar a sua fé para transformar o seu entorno? Pense em três ou mais ações e coloque-as em prática a partir de hoje.  

Sociedade Bíblica do Brasilv.4.19.0
SIGA A SBB: