Sociedade Bíblica do Brasil

Centro de Produção da Bíblia

Em agosto de 1993, um pequeno grupo se reuniu ao ar livre em um aterro no Centro Empresarial do bairro do Tamboré, em Barueri, a 20 quilômetros de São Paulo, para uma cerimônia singela. As cerca de 30 pessoas presentes abriram suas Bíblias, leram o Salmo 100 e se puseram a orar. Finalizaram o ato com a colocação de uma pedra sobre uma urna enterrada no solo. Dentro dela, uma Bíblia e um jornal paulistano do dia serviam de testemunho do ato de fé, quase uma profecia. Apesar da simplicidade, tratava-se de um momento histórico para a Causa da Bíblia no Brasil. Naquele dia foi lançada a pedra fundamental da futura Encadernadora e Gráfica da Bíblia, um empreendimento de enormes proporções, único até, mas que permitiria levar a Palavra de Deus a todos os rincões brasileiros e mesmo ao mundo. Diante da cena e do sonho, quem sabia o que estava acontecendo dizia: “Só mesmo um milagre para tornar tal projeto possível”.

Pois o milagre aconteceu. Três décadas depois, o Centro de Produção da Bíblia (Gráfica da Bíblia) é uma realidade que atende não somente a população brasileira, mas as Sociedades Bíblicas das Américas, as Sociedades Bíblicas Lusófonas da África e outras solicitações do mundo inteiro. Levantada com o apoio das Sociedades Bíblicas Unidas (SBU) e as Sociedades da Bíblia de diversas nações, o Centro de Produção da Bíblia produz Bíblias para todo o mundo. De Barueri, no mesmo local onde funciona a sede nacional da SBB, saem Bíblias de altíssima qualidade e de baixo custo e que permitem que mais Bíblias sejam distribuídas, de forma gratuita, pelos Programas Bíblicos de Impacto Social, e de forma subsidiada, no Brasil e ao redor do globo.

Centro de Produção de Bíblias

No ano de 2022, o Centro de Produção da Bíblia publicou 6,3 milhões de exemplares das Escrituras. Cerca de 55% do material publicado foi para uso no Brasil; 45% foi exportado para outros países. Grande parte desses foram Bíblias completas, em tipos e formatos variados: de estudo, de afinidade, capa luxo, capa dura ou ainda brochura. Outra parte foram porções bíblicas, como os Novos Testamentos. Somente para o Dia da Bíblia, em dezembro, com a Campanha Sementes da Paz, foram impressos 1 milhão de Novos Testamentos.

Além das Bíblias completas e porções, outro destaque do ano de 2022 foram os materiais bíblicos em braile. Entre Bíblias completas, volumes individuais de livros bíblicos e outros materiais bíblicos foram produzidos 4.885 exemplares. Em nenhum ano antes se publicou tanto em braile. Das oficinas do Centro de Produção da Bíblia saíram 46 Bíblias completas em braile, cada uma formada por 39 volumes, distribuídos gratuitamente à população cega.

A Palavra em números

O Centro de Produção da Bíblia produz, em média, um exemplar da Bíblia Sagrada a cada três segundos.

A produção atual faz com que, por mês, sejam utilizadas 800 bobinas de papel fruto de reflorestamento. Se elas fossem desenroladas, alcançariam uma extensão de 24 mil quilômetros. Em outras palavras, o papel consumido em um ano seria suficiente para dar mais de 7 voltas na Terra. São números que impressionam, mas que, apesar da grandeza, continuam insuficientes. Pois mesmo com tais esforços, povos de cerca de 3.500 línguas no mundo ainda não contam com a Bíblia publicada em seu idioma. (Com dados da SBB e das SBU.)

Sociedade Bíblica do Brasilv.4.20.14
SIGA A SBB: