Sociedade Bíblica do Brasil
1/8/2022

Firmes na tempestade: mais de 32 milhões de Bíblias distribuídas no segundo ano da pandemia

A distribuição mundial da Bíblia ultrapassou os 32,6 milhões em 2021, o que demonstra o extraordinário compromisso das Sociedades Bíblicas de oferecer a esperança da Palavra de Deus em meio a uma pandemia global.

Apesar dos desafios relacionados a pessoal, interrupção da cadeia de suprimentos e confinamentos contínuos, as Sociedades Bíblicas perseveraram para atender à enorme demanda por Escrituras. Os últimos números da distribuição de Bíblias das Sociedades Bíblicas Unidas (SBU) revelam que cinco das sete regiões ofereceram mais Bíblias completas em 2021 em comparação a 2020.

Trata-se de um feito que foi possível somente graças ao notável apoio da Fraternidade das Sociedades Bíblicas.

Com a chegada da pandemia, as restrições constituíram um risco para o ministério bíblico em cerca de 90 países. Porém, os contribuintes em todo o mundo responderam generosamente, permitindo que as sociedades bíblicas mantivessem suas portas abertas e continuassem oferecendo as Escrituras às pessoas necessitadas. Muitos encontraram maneiras novas e criativas de levar a cabo seu ministério. Como resultado, as Sociedades Bíblicas em alguns dos países mais pobres do mundo puderam duplicar ou até mesmo triplicar a distribuição de Bíblias em 2021.

Os números também revelaram que 5,1 milhões de Novos Testamentos foram distribuídos em nível mundial em 2021. Mais da metade foi distribuída na Ásia, ao passo que América Central e do Sul representaram quase um terço dos Novos Testamentos, graças às campanhas focadas na distribuição.

“Cada Bíblia nas mãos de uma pessoa tem o potencial de mudar uma vida”

Entrementes, a grande mudança com relação às Bíblias baixadas da Internet durante a pandemia de COVID-19, não continuou em 2021. Em 2020, as Bíblias baixadas representaram 38% das Bíblias oferecidas, já em 2021, essa porcentagem voltou aos níveis anteriores aos da pandemia, com cerca de um quinto de Bíblias baixadas. Algumas regiões mostram uma maior demanda no número de Bíblias baixadas do que outras. De cada cinco Bíblias oferecidas na Europa, duas foram baixadas em comparação a somente uma de cada dez na Oceania.

Ofereceram-se 169,8 artigos bíblicos no total em 2021. Michael Perreau, Diretor Geral da SBU, disse: “Assim como nossa esperança em Cristo é uma âncora para a alma, as Sociedades Bíblicas se mantiveram firmes durante a tormenta da pandemia mundial. Em todo o mundo, nossa gente perseverou durante o ano de 2021, fazendo todo o possível para oferecer a Palavra de Deus e atender a grande demanda das Escrituras”.

 “Cada Bíblia nas mãos de uma pessoa tem o potencial de mudar uma vida. Minha oração é que, por meio de Sua Palavra, Deus toque os corações, traga esperança e fortaleça a fé”, acrescentou ele.

Os números são compilados a partir dos dados de distribuição anual de Bíblias apresentados pelas Sociedades Bíblicas em todo o mundo, e incluem a distribuição local e as exportações de material bíblico, assim como Bíblias baixadas da Internet. A Fraternidade de Sociedades Bíblicas Unidas continua sendo uma das maiores tradutoras e distribuidoras de Escrituras do planeta; cerca de 70% das traduções de Bíblias completas do mundo têm sido oferecidas por Sociedades Bíblicas.

O poder da Fraternidade

Quando a pandemia chegou no início de 2020, a obra bíblica se pôs em risco. As Sociedades Bíblicas se viram impactadas pela queda de receitas em cerca de 90 países. Muitos tinham pouco ou nenhum dinheiro para pagar o pessoal e manter as portas abertas. Num momento em que as pessoas necessitavam de esperança mais do que nunca, a distribuição bíblica estava em perigo.

Porém, nesse momento crítico, a família mundial das Sociedades Bíblicas e seus contribuintes redobraram os esforços. Lançou-se o Fundo de Solidariedade para dar suporte às Sociedades Bíblicas que estavam em maior risco e as equipes receberam ajuda financeira e Bíblias para distribuir localmente. O impacto desse apoio vital pode ser visto nos dados de distribuição de 2021.

  • No Panamá, a distribuição de Bíblias quase quadruplicou entre 2020 e 2021. O Secretário Geral, Marco Gómez, disse: “A notícia do apoio chegou-nos como um oásis de água doce em meio a um deserto. Dele fizemos bom uso para aprimorar a missão bíblica”.
  • Em Benim, a distribuição de Bíblias aumentou 68%, para um nível superior ao anterior à pandemia. O Secretário Geral, Emmanuel Kancou, disse: “O apoio nos permitiu difundir amplamente a Palavra de Deus, o que significa que a vida de mais pessoas será transformada.
  • Em Moçambique, que também foi atingida por um ciclone e ataques terroristas em 2021, a distribuição de Bíblias mais do que dobrou. Mais de 51.000 pessoas receberam ou baixaram uma Bíblia completa. O Secretário Geral, Valente Tseco, disse: “Deus não permitirá que a COVID-19 impeça as pessoas de receber Sua Palavra, graças ao Fundo de Solidariedade”.

Embora as Sociedades Bíblicas tenham sido capazes de oferecer cerca de dois milhões de Bíblias completas a mais em 2021 do que em 2020, o aumento dos custos, o atraso nos envios e a escassez de estoques fizeram com que a distribuição ainda ficasse abaixo dos níveis anteriores à pandemia. E as Sociedades Bíblicas ainda se veem impactadas pelos desafios contínuos da cadeia de suprimento em 2022.

Os dez principais distribuidores da Bíblia

Quase dois terços de todas as Bíblias distribuídas em 2021 foram oferecidos por Sociedades Bíblicas de 10 países. O Brasil lidera a lista de distribuidores da Bíblia com 5,9 milhões de unidades. É seguido pelos Estados Unidos (2,7 milhões de Bíblias), Nigéria (2,3 milhões de Bíblias), Índia (2,2 milhões de Bíblias) e Filipinas (1,7 milhão de Bíblias).

A Nigéria é um dos lugares onde, em 2021, a distribuição de Bíblias superou até mesmo os níveis anteriores à pandemia, 30% mais que em 2019. O país representou mais de um quarto de todas as Bíblias distribuídas na África e posiciona o iorubá, uma das principais línguas da Nigéria, entre as dez principais em que a Bíblia é oferecida.

Pela primeira vez em muitos anos, a China não está entre os cinco distribuidores mundiais principais da Bíblia. Uma das razões centrais foi o fato de as livrarias das igrejas serem os únicos lugares onde as Bíblias são vendidas nesse país, e muitas foram temporariamente fechadas durante 2021 para controlar a disseminação da COVID-19.

Provisão crescente da Bíblia na Oceania

Uma história notável de provisão crescente de Bíblias surge na Oceania. Embora a região tenha sofrido um dos confinamentos mais rigorosos do mundo, a distribuição de Bíblia na Austrália, Nova Zelândia, Micronésia e Papua-Nova Guiné aumentou mais de um terço durante a pandemia, coincidindo com uma maior colaboração na região.

Distribui-se pouco mais de meio milhão de Bíblias completas na Oceania em 2019. O número subiu para 635.000 em 2020 e aumentou mais 13% em 2021, com cada nação oferecendo mais Bíblias. As ilhas da Micronésia apresentaram o maior crescimento na distribuição de Bíblias, com três vezes mais unidades fornecidas em 2021 em comparação com 2020.

Bíblias para minorias cristãs

A distribuição de Bíblia tem aumentado em alguns dos lugares mais perigosos para se ser cristão no mundo.

No Iraque, onde menos de 1% da população é cristã e onde os crentes enfrentam grande pressão, a distribuição de Bíblias mais do que dobrou durante os anos da pandemia. Além disso, em 2021, foram distribuídos mais de 100.000 artigos bíblicos, oito vezes mais do que o oferecido em 2020.

“Deus está fazendo milagres entre as pessoas e a igreja está crescendo.”

O diretor da Sociedade Bíblica no Iraque disse que houve três razões para o aumento da distribuição. Primeiro, a visita do Papa Francisco em março de 2021 estimulou uma grande distribuição das Escrituras, incluindo 43.000 calendários bíblicos e 20.000 porções da Bíblia. Em segundo lugar, com a retirada dos militantes do ISIS, os cristãos estão voltando para cidades como Qaraqosh e as igrejas ali precisam de Bíblias. E finalmente, muitas pessoas estão buscando a Jesus.

“Deus está fazendo milagres no meio das pessoas”, disse o diretor da Sociedade Bíblica, “e a igreja está crescendo. No ano passado, houve muitos batismos no sul do Iraque e sabemos de muitas igrejas nos lares. A perseguição persiste, mas as pessoas estão aceitando Jesus como seu Salvador.”

“Nós chegamos nos campos de refugiados com pacotes de comida e ajuda, e ao lado há uma pilha de Bíblias. Não distribuímos Bíblias, porém, as pessoas sempre as levam. Levam todas as Bíblias que trazemos. Mais Bíblias são necessárias, a demanda é enorme em todo o Iraque”, acrescentou ele.

No Uzbequistão, Ásia Central, a distribuição de Bíblias aumentou de 6.000 itens antes da pandemia para mais de 16.500 em 2021. De acordo com as estatísticas oficiais, há menos de 350.000 cristãos nessa nação de maioria muçulmana. A Sociedade Bíblica é a única organização legalmente autorizada a vender e distribuir as Escrituras.

“Há uma grande fome pela Bíblia no Uzbequistão”, diz Alexander Kim, Diretor Executivo da Sociedade Bíblica. “Com mais recursos, teríamos o potencial de distribuir muito mais Escrituras em todo o país.”

Muitos crentes, que são pobres, puderam ter acesso à Palavra de Deus e crescer no conhecimento Dele.”

Entrementes, em Laos, onde há somente cerca de 200.000 cristãos entre a população majoritariamente budista, a distribuição de Bíblias também retornou aos níveis de 2019. Mais de 34.000 itens bíblicos, incluindo 13.000 Bíblias, foram distribuídos no país em 2021, o que representa mais de quatro vezes o valor distribuído em 2020.

“Muitos crentes, que são pobres, puderam ter acesso à Palavra de Deus e crescer no conhecimento Dele, inclusive durante a grande interrupção causada pela pandemia de COVID-19″, comenta Pairanya Sahassawas, Diretor Executivo da Sociedade Bíblica de Laos.

Menos de um quarto da população da Albânia é cristã[1]. A chegada da primeira Bíblia albanesa em 2021, traduzida a partir das línguas bíblicas originais, marcou um momento profundamente significativo para eles. Foram distribuídos mais de 8.000 exemplares.

Até a queda do comunismo em 1990, a religião estava proibida na Albânia e as escolas ensinavam que a fé era uma coisa ruim. Os tradutores que trabalharam na primeira Bíblia interconfessional em albanês pertenciam à primeira geração de crentes que chegaram à fé na década de 1990. O Novo Testamento levou dez anos para ser traduzido e mais uma década foi necessária para se traduzir o Antigo Testamento.

Altin Hysi, que dirige o trabalho da Sociedade Bíblica na Albânia, disse: “Junte-se a nós em oração para que esta Bíblia toque milhares de vidas em todo o país, trazendo reconciliação, esperança e uma nova compreensão do amor de Deus em um país marcado por longos anos de ateísmo constitucional”.

Demanda no contexto digital

Mas, buscai primeiro o reino de Deus, e a sua justiça, e todas estas coisas vos serão acrescentadas” (Mateus 6.33).

Esse foi o versículo mais compartilhado, marcado e destacado em 2021 segundo o YouVersion, um aplicativo bíblico por meio do qual a maioria das Escrituras das Sociedades Bíblicas está disponível online. Mais de 90% dos sete milhões reportados de Bíblias baixadas das Sociedades Bíblicas foram oferecidos pelo YouVersion.

Embora menos Bíblias tenham sido baixadas em 2021 do que em 2020, as estatísticas do YouVersion para 2021 mostraram que a leitura e interação bíblica online se mantiveram altas, com 55,8 milhões de capítulos lidos em todo o mundo. Em novembro de 2021, o aplicativo ultrapassou 500 milhões de instalações. As áreas geográficas que mais cresceram, tanto para instalações de aplicativos como para a interação bíblica diária, foram a África Central e o Sul Asiático.

As Sociedades Bíblicas também relataram pouco mais de meio milhão de Bíblias baixadas a partir de outros aplicativos ou sites. Ainda, milhões de pessoas em todo o mundo estão lendo a Bíblia online e aprofundando seus conhecimentos por meio de planos de leitura, materiais de estudo, questionários e outras atividades de interação digital das Sociedades Bíblicas.

Fazer com que as Escrituras na Linguagem de Sinais esteja disponível online

Ao ser presenteada com uma Bíblia na língua vietnamita, a adolescente Mai ficou frustrada por não poder lê-la. “Eu conseguia entender somente cerca de 30% da passagem escrita”, disse ela. “Eu cria em Deus, porém não podia vir a conhecê-lo usando a Bíblia.”

Esta é uma situação compartilhada por milhões de surdos em todo o mundo. Para eles, somente a natureza expressiva e visual da linguagem de sinais lhes fala de fato ao coração. É por isso que em 2021as Sociedades Bíblicas continuaram a intensificar os esforços para oferecer a Palavra de Deus em línguas de sinais. Somente cerca de 60 das 400 línguas de sinais do mundo contam com pelo menos uma parte das Escrituras.

As Sociedades Bíblicas da Argentina, República Dominicana, Irlanda, Macedônia, Paraguai, Rússia, Eslováquia, Sri Lanka, Tailândia, Uruguai e Vietnã agora têm vídeos das Escrituras na língua de sinais no YouTube. A Sociedade Bíblica Colombiana usa outra plataforma chamada Deaf.Bible, onde você pode procurar passagens por livro e baixá-las.

O suprimento das Escrituras nas línguas de sinais muda a vida de cristãos como Mai, que vive no Vietnam. “Quando vejo esses vídeos posso entender 100% do conteúdo!”, disse ela. “Obrigada por proporcionar isso à comunidade surda, damos graças a Deus por esses vídeos”.

Semeando as sementes das Escrituras na América Central e do Sul

Um enorme esforço para a distribuição de Bíblias na América Central e do Sul fez com que fossem oferecidos 1,6 milhões de Novos Testamentos gratuitamente, sendo que a maioria foi distribuída em 2021.

Uma campanha lançada em 2019 teve como objetivo o oferecimento de um milhão de novos testamentos na língua espanhola em 10 países. As Escrituras foram distribuídas gratuitamente em Cuba, Nicarágua, Venezuela, Equador, Bolívia, Chile, Argentina, Guatemala, Paraguai e Peru. Os últimos Novos Testamentos foram oferecidos em 2021.

Entrementes, no Brasil, a Sociedade Bíblica se dispôs a distribuir 325.000 Novos Testamentos gratuitos em português para difundir a Palavra de Deus e dar suporte às igrejas. Porém, a ideia foi tão popular que milhares de igrejas se envolveram e daí então evoluiu-se para uma distribuição gratuita, em nível nacional, de cerca de um milhão de exemplares.

Mário Rost, da Sociedade Bíblica do Brasil, disse: “O projeto despertou nas igrejas o propósito apaixonado de distribuir as Escrituras. Fazer parte disso foi uma alegria e um privilégio. Que Deus seja louvado por colocar Sua Palavra em tantas mãos e corações diferentes. Graças às muitas pessoas que dão suporte à esta semeadura histórica da Palavra de Deus”.

Sociedades Bíblicas Unidas é uma fraternidade de cerca de 150 Sociedades Bíblicas que trabalham em 240 países e territórios. Juntas, elas são o maior tradutor, editor e distribuidor da Bíblia do mundo. As Sociedades Bíblicas também atuam em áreas como prevenção do HIV/AIDS, cura de feridas e alfabetização. As Sociedades Bíblicas trabalham com todas as igrejas cristãs e muitas organizações não-governamentais internacionais. Para obter mais informações, visite http://www.unitedbiblesocieties.org/

[1] O censo mais recente de 2011  indica que 56,7% são muçulmanos, 10,03% católicos, 6,75% ortodoxos e 0,14% protestantes

Sociedade Bíblica do Brasilv.4.18.8
SIGA A SBB: