Sociedade Bíblica do Brasil

Compare as Traduções

Ler diferentes traduções enriquece o estudo e a compreensão da Bíblia Sagrada.
“Peço que Deus abra a mente de vocês para que vejam a luz dele e conheçam a esperança para a qual ele os chamou”
(Efésios 1.18)

Uma das maneiras de aprofundar o estudo e a meditação da Bíblia é ler várias traduções lado a lado. Ao fazer isso, o leitor cedo ou tarde encontrará diferenças entre as traduções. Como explicar isso?

É possível que a diferença seja apenas aparente, porque o leitor não se deu conta de que a mesma mensagem foi expressa através de palavras diferentes. Também é possível que a ordem dos termos tenha sido invertida, para facilitar a compreensão do leitor ou ouvinte.

É possível – e até provável – que eventuais diferenças possam ser explicadas pelo fato de as traduções terem sido feitas em épocas diferentes, por equipes de tradução distintas. É claro que, neste caso, está implícito que um mesmo texto pode ser traduzido de formas ligeiramente diferentes, não porque os tradutores são incompetentes, mas porque o original é mais rico do que se imagina.
Também é útil conhecer um pouco da história e do propósito de cada uma das traduções. No caso das traduções publicadas pela Sociedade Bíblica do Brasil, é preciso lembrar que a Almeida Revista e Corrigida preserva, em grande medida, o texto de Almeida, tal qual se apresentava mais de 300 anos atrás. A Almeida Revista e Atualizada não é uma simples atualização da linguagem de Almeida, pois os revisores tinham, também, o propósito de retificar eventuais lapsos. É preciso levar em conta, neste caso, que, com a intensificação da pesquisa, temos uma melhor compreensão de muitos textos bíblicos. E quanto à Nova Tradução na Linguagem de Hoje, também ela não é tão somente uma simplificação do texto de Almeida, pois é uma nova tradução a partir do original.
E, como já foi indicado, em muitos casos um mesmo texto pode ser traduzido de formas ligeiramente diferentes. A Sociedade Bíblica do Brasil não assumiu o compromisso de publicar uma só e sempre a mesma tradução da Bíblia, embora, na maioria das passagens, o significado do texto seja essencialmente o mesmo nas diferentes traduções (ARC, ARA, NTLH). Embora se possa discutir um ou outro detalhe, nesta ou naquela passagem, fato é que a mensagem central da Bíblia fica clara em todas as traduções.

Portanto, leitura paralela ou lado a lado de diferentes traduções pode enriquecer o estudo da Bíblia. Se a intenção, no entanto, for a de encontrar “erros”, é claro que esse estudo será tudo menos proveitoso.

Compare as Traduções

Confira, a seguir, alguns versículos da Bíblia em três diferentes traduções:

  • Almeida Revista e Corrigida
  • Almeida Revista e Atualizada
  • Nova Tradução na Linguagem de Hoje